O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, inaugurou, nesta terça-feira (31/10), em Palmeira dos Índios, Alagoas, um trecho de 112 quilômetros, totalmente revitalizado, entre este município e Carié. Na oportunidade, ele anunciou dois aportes de recursos. São R$ 18 milhões para melhorias na travessia urbana de Palmeira dos Índios e R$ 25 milhões para a pavimentação entre Carié e Canapi, com previsão de conclusão em março de 2018, finalizando o último trecho da rodovia sem asfalto no estado.

Com 297 quilômetros de extensão, a BR-316/AL é considerada a espinha dorsal do estado, ligando a capital Maceió ao agreste e sertão alagoano. Para o ministro, esse é mais um compromisso que está sendo cumprido com a população. “Com os investimentos numa das rodovias mais importantes para a região, conseguiremos reduzir acidentes e fortalecer a integração entre as cidades, ajudando a promover o turismo e o desenvolvimento econômico do estado”, afirmou.

REVITALIZAÇÃO DA BR-316 – As obras entre Palmeira dos Índios e Carié concluem a primeira etapa do projeto de revitalização da BR-316. Previstas num contrato de cinco anos para sua manutenção – no programa Crema do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit), vão beneficiar mais de 1 milhão de pessoas, além de aumentar a trafegabilidade, o conforto e a segurança viária.

O projeto de pavimentação está em pleno andamento. É um investimento de R$ 67 milhões. De um total de 49 quilômetros entre o distrito de Carié, em Canapi/AL até Inajá/PE, serão entregues os primeiros 12 quilômetros até o final de novembro. O restante até o primeiro trimestre de 2018.

REQUALIFICAÇÃO DA TRAVESSIA URBANA – Depois de identificar pontos críticos na travessia urbana de Palmeira dos Índios, com base nos dados sobre acidentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Dnit elaborou um projeto para solucionar os acidentes na região, principalmente os considerados graves, e melhorar a fluidez do tráfego na região. O trecho registrou mais de cem acidentes com mortos e feridos entre 2011 e 2016. O projeto inclui a construção de um túnel, 3 quilômetros de vias marginais, 2,8 quilômetros de pista duplicada, canteiro central, ciclovia, passeio, e novos acessos ao distrito industrial e ao município de Quebrangulo. “Isso, sem dúvida nenhuma, vai trazer mais segurança para as pessoas que trafegam, para os ciclistas, vai melhorar o transporte de carga nessa região”, avaliou o ministro.

AVIAÇÃO REGIONAL – Durante o evento, o ministro também destacou os esforços do governo federal para fortalecer a aviação regional. “Hoje priorizamos os dois aeroportos do estado, Zumbi dos Palmares e de Arapiraca, que contam com orçamento definido. E estamos aqui em Palmeira anunciando esses grandes investimentos na região, tudo para que o desenvolvimento do estado seja uma realidade”, disse.

Além disso, Quintella adiantou que a situação do novo sítio aeroportuário para a implantação do Aeroporto de Arapiraca já está definida: será perto do Canaã. “O terreno está garantido e definido. Na próxima semana definiremos o próximo passo. Há dez dias fiz a delegação (do aeroporto) para o governo do estado”, pontuou.

Maurício Quintella explicou que os recursos para o terminal são 100% do governo federal, mas o estado é responsável por fazer a seleção da área e a desapropriação para depois ser realizada a assinatura do termo de compromisso entre o Ministério dos Transportes e o governo estadual. Concluída as etapas, dá-se início ao processo de licitação e início da obra.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *