Líder da bancada federal diz que PEC não afetará recursos para Alagoas

| Redação Rádio Sampaio


Estado deve receber R$ 2 bilhões em emendas parlamentares no exercício 20171466618368ronaldolessa1011024x680

O líder da bancada de Alagoas na Câmara Federal, Ronaldo Lessa (PDT), afirmou na manhã desta segunda-feira (24), durante entrevista coletiva realizada no Norcon Empresarial, no bairro de Mangabeiras, em Maceió, que o estado deve receber R$ 2 bilhões em emendas ao longo de 2017. Nem mesmo a PEC 241, que congela gastos públicos durante 20 anos, deve reduzir o valor já garantido pela União, segundo ele.

Embora tenha se posicionado contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), Lessa explicou que os limites impostos pela legislação podem ajudar o governo federal a garantir o repasse dos recursos para os estados.

“Teoricamente, com a PEC, o governo federal vai segurar os gastos públicos. Ou seja, terá que sobrar dinheiro para alguma coisa. Tomara que seja pra isso [emendas parlamentares]. Se não vai só pra pagar juros”, acrescentou.

Lessa afirmou que a relação da bancada federal com os integrantes do governo Michel Temer (PMDB) melhorou, na comparação com o governo de Dilma Rousseff (PT). No entanto, ressaltou que os parlamentares ainda enfrentam dificuldades.

“A relação da bancada com temer melhorou, mas, como bancada, as dificuldades são as mesmas do governo Dilma. A comunicação com ela não era fácil. Estou dizendo agora porque antes eu era do governo e tinha dificuldade nessa relação com ela. Hoje sou da oposição e o problema não está na bancada”, disse.

Além de Ronaldo Lessa, o deputado federal Givaldo Carimbão participou da entrevista coletiva e, apesar da polêmica em torno da PEC 241, afirmou ser a favor da proposta. “O que eh a PEC? A PEC diz que só posso gastar o que recebo e, se tiver uma receita muito maior, tenho a possibilidade de investir em educação e saúde ou no pagamento das dívidas”.

 

 

 

GazetaWeb

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: