O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso do senador alagoano Benedito de Lira e manteve a indisponibilidade de seus bens.

Lira é investigado pela Lava-Jato sob acusação de receber  R$ 2,6 milhões de Alberto Youssef.

O dinheiro teria sido usado para pagamento de despesas com a campanha eleitoral em 2010.

A ação por improbidade administrativa é movida pela Advocacia-Geral da União (AGU).

Trata-se de um desdobramento cível dos crimes investigados na Lava Jato.

 

 

Fonte: Radar On Line


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *