Júlio Cezar se reúne com ministro da saúde e defende implantação de Hospital Materno-Infantil, em Palmeira

| Redação Rádio Sampaio


O prefeito de Palmeira dos Índios Júlio Cezar participou na última semana de um encontro com o ministro da Saúde Ricardo Barros, em Maceió. Um dos assuntos da pauta da reunião foi a implantação do Hospital Materno-Infantil de Palmeira, que será a primeira unidade de saúde deste tipo, no interior do Estado, e servirá de referência para as regiões Agreste, Sertão e Zona da Mata. Com 50 leitos para atender mães e crianças, a obra de construção do Hospital está avaliada em aproximadamente R$ 8 milhões.

Com a criação do Hospital, muitas crianças e gestantes de alto risco não precisarão mais se deslocar até Maceió para receber cuidados médicos, pois toda a demanda das três regiões poderá ser atendida em Palmeira. “A ideia está aprovada e já recebemos o projeto básico para a criação do Hospital Materno-Infantil, que foi protocolado pela Prefeitura de Palmeira dos Índios na nossa área técnica. Palmeira e o prefeito Júlio Cezar podem contar com o nosso apoio e faremos o possível para atender os anseios da população com este equipamento de saúde”, disse o ministro Ricardo Barros.

Para o senador Benedito de Lira, uma cidade do porte de Palmeira dos Índios merece ter um Hospital Materno-Infantil para ser a referência da região. “A população de Palmeira, e de toda a região, merece esse Hospital. Vamos lutar para que o Ministério da Saúde aprove, de fato, o projeto e viabilize os recursos necessários para a construção do Hospital”, garantiu o senador.

Nos próximos dias o prefeito Júlio Cezar viajará para Brasília, quando discutirá com a área técnica do Ministério da Saúde a melhor maneira de tirar a obra do papel, a partir de recursos provenientes do governo federal, e tornar o sonho realidade. “O Hospital será referência para as regiões do Agreste, Sertão e Zona da Mata, e o primeiro Hospital Materno-Infantil de referência no interior de Alagoas. Palmeira poderia receber esta demanda e ajudaria descentralizar as ações de saúde na região, e não concentraria apenas em Maceió. Não é um hospital caro. Precisaria de oito milhões para a construção da obra, que é necessária. É um desejo da população de toda a região e seria uma grande ação na área da saúde do município. Nós vamos lutar por isso, para que a gente melhore os serviços de saúde na nossa região”, afirmou o prefeito.

Também participaram da reunião entre o prefeito Júlio Cezar e o ministro da Saúde Ricardo Barros, o senador Benedito de Lira, os deputados federais Artur Lira e JHC, a secretária de saúde do município de Palmeira Kátia Born e o vereador Fabiano Gomes.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: