Jovem morta a tiros pelo ex-marido em SP é sepultada em Porto Calvo, Alagoas.

Foi sepultado neste sábado (13) em Porto Calvo, interior de Alagoas, o corpo de Maria Elitácia dos Santos, morta a tiros pelo ex-marido no meio da rua na cidade de Dumont, em São Paulo. Emocionados, familiares prestaram suas últimas homenagens e também cobraram justiça.

O corpo da jovem foi velado na casa da família, e depois seguiu para ser sepultado no Cemitério Santa Luzia. A pedido dos familiares, a reportagem pôde cobrir apenas o velório.

A mãe de Elitácia, Maria Cícera dos Santos, disse estar arrasada com o que ocorreu, e cobra uma punição para o suspeito, identificado como Ewerton dos Santos Silva, 26. Ele foi preso horas depois do crime.

“O que ele fez para minha filha, só entrego a Jesus. Não sou Jesus para perdoar uma coisa dessa, eu quero justiça, tanto a do céu quanto a da Terra. Nem eu nem os pais dele podiam imaginar que algo assim pudesse acontecer. Minha filha era uma boa moça, todos só têm coisas boas para falar dela. Ela ia completar 23 anos em maio e saiu daqui para ter uma nova vida. Estamos todos arrasados”, diz Maria Cícera.

Para a madrinha da jovem, Waleska Simas, o que ocorreu foi uma tragédia sem tamanho para todos que a conheceram.

“Está todo mundo abalado. Tenho uma irmã que está em choque, tendo que tomar remédio. A mãe perdeu um filho há 4 anos, e agora perdeu uma filha. É uma dor muito grande e forte. Eu sinto isso porque era minha afilhada, uma boa menina, uma boa mãe. Infelizmente, aconteceu essa grande tragédia”, afirma Waleska.

Maria Elitácia, morta a tiros pelo ex-marido no meio da rua em SP, foi sepultada neste sábado em Porto Calvo, AL — Foto: Nildo Lopez/TV Gazeta
Maria Elitácia, morta a tiros pelo ex-marido no meio da rua em SP, foi sepultada neste sábado em Porto Calvo, AL — Foto: Nildo Lopez/TV Gazeta

Maria Elitácia e o ex-marido haviam se mudado para São Paulo a convite de um irmão da jovem, em busca de emprego.

Ela foi morta na tarde de quarta (10) no Centro de Dumont. Câmeras de segurança registraram o momento em que ela foi assassinada no meio da rua.

O casal estava separado há cerca de um mês, e amigos da vítima dizem que Silva não aceitava o fim do relacionamento. Elitácia havia se mudado para a casa do irmão com dois de seus filhos, uma menina de 7 anos e um menino de 4. Outros dois permaneceram em Porto Calvo. Ainda não se sabe o que ocorrerá com as crianças.

De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, o ex-marido é o suspeito de cometer o crime. Silva foi detido horas depois do crime pela Polícia Militar Rodoviária, na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Limeira (SP).

A Justiça do estado de São Paulo decretou a prisão preventiva do suspeito, que confessou o crime. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar os crimes de feminicídio e porte ilegal de arma.

Além dele, a polícia prendeu um outro homem que teria dado apoio à ação no Centro de Dumont como motorista, que vai responder o inquérito em liberdade.

Polícia prendeu homem suspeito de ter matado a jovem alagoana e também o motorista que teria dado apoio ao crime — Foto: Quarto Batalhão de Polícia Rodoviária/Divulgação
Polícia prendeu homem suspeito de ter matado a jovem alagoana e também o motorista que teria dado apoio ao crime — Foto: Quarto Batalhão de Polícia Rodoviária/Divulgação

Fonte: G1 AL


Deixe uma resposta