José Aldo é nocauteado no Rio e não é mais o campeão dos penas do UFC

| Redação Rádio Sampaio


Aldo, que não lutava há quase um ano, desde que venceu Frankie Edgar no UFC 200, fazia uma luta segura contra Holloway, mostrando a que veio logo no primeiro round, quando conseguiu boa sequência e quase nocauteou. A partir do segundo assalto, porém, as coisas mudaram.

Nos cinco minutos seguintes, Holloway melhorou, e o segundo round foi bastante equilibrado. Já no terceiro, a mão do norte-americano entrou em cheio em Aldo, que caiu. Ali teve início um longo sofrimento para o brasileiro, que tentou seguir como pode, mas não teve jeito: nocaute.

O futuro de Aldo agora é incerto. Até a luta deste sábado, o brasileiro já havia chegado, inclusive, a falar em aposentadoria, mas voltou atrás para buscar novos desafios. Muito estava em jogo, contudo, na luta contra Holloway, já que uma vitória ampliaria muito mais suas opções no UFC.

Nocauteado em 13 segundos no UFC 194, em dezembro de 2015, Aldo nunca escondeu o desejo de reencontrar Conor McGregor, e a subida para os leves seria um caminho. O brasileiro também falou que pensaria nas chamadas “super lutas”, mas, para isso, também dependia da vitória sobre Holloway.

Com a derrota de Aldo, o Brasil agora fica com apenas um cinturão do UFC, o de Amanda Nunes no peso galo feminino. Os norte-americanos, por outro lado, com Holloway, ampliam o domínio do evento, com seis campeões (Stipe Miocic, Daniel Cormier, Tyron Woodley, Cody Garbrandt e Demetrious Johnson).

Gadelha mais perto do cinturão – Antes de Aldo, Cláudia Gadelha fez a penúltima luta da noite e voltou a se aproximar da luta pelo cinturão do peso palha feminino do UFC. Contra outra desafiante da categoria, a brasileira saiu com a vitória finalizando a polonesa Karolina Kowalkiewicz.

As duas atletas só haviam sido derrotadas na carreira pela atual campeã Joanna Jedrzejczyk. Gadelha, inclusive, já perdeu duas vezes para a dona do título e deve ainda ter que fazer mais uma luta para conseguir uma eventual trilogia com a também polonesa atual dona do título.

Veja todos os resultados do UFC 212:

CARD PRINCIPAL

Max Holloway venceu José Aldo por nocaute técnico aos 4min13s do terceiro round
Cláudia Gadelha venceu Karolina Kowalkiewicz por finalização (mata-leão) aos 3min03s do primeiro round
Vitor Belfort venceu Nate Marquardt na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28)
Paulo Borrachinha venceu Oluwale Bamgbose por nocaute técnico a 1min06s do segundo round
Yancy Medeiros venceu Erick Silva por nocaute técnico aos 2min01s do segundo round

CARD PRELIMINAR

Raphael Assunção venceu Marlon Moraes na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27)
Cara de Sapato venceu Eric Spicely por finalização (mata-leão) aos 3min49s do segundo round
Matthew Lopez venceu Johnny Eduardo por nocaute técnico aos 2min57s do primeiro round
Brian Kelleher venceu Iuri Alcântara por finalização (guilhotina) a 1min48s do primeiro round
Viviante Sucuri venceu Jamie Moyle na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 30-27)
Luan Chagas venceu Jim Wallhead por finalização (mata-leão) aos 4min48s do segundo round
Deiveson Figueiredo venceu Marco Beltrán por nocaute técnico aos 5mins do segundo round

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: