Jaguatirica é encontrada em residência no Agreste de Alagoas

Animal passou por examese deve ser solto na natureza nos próximos dias — Foto: Divulgação/FPI do São Francisco

Uma jaguatirica foi resgatada por uma equipe da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) do São Francisco nessa semana, no quintal de uma casa no Agreste de Alagoas. De acordo com o Ministério Público (MP-AL), que encabeça a ação, esse é o maior felino encontrado no estado neste ano.

A cidade onde o resgate foi realizado não foi divulgada, por questões de segurança. O dono do imóvel relata que desconfiou do desaparecimento dos bichos que cria no quintal, como pato, galinha e peru, e armou uma arapuca, que conseguiu capturar a jaguatirica.

Uma equipe de Fauna da FPI foi ao local no final da manhã, e levou o felino para o Centro de Triagem de Animal Silvestre Provisório, em Arapiraca.

De acordo com o médico veterinário Rick Correia, trata-se de uma jaguatirica fêmea, adulta e saudável. Biólogos e veterinários sedaram o animal para que pudessem recolher sangue e fezes, que passarão por exames. Depois, receberá um microchip de monitoramento, para então ser solta na natureza.

Correia diz ainda que a suspeita é que o animal tenha chegado até a casa onde foi achado atrás de comida, por estar enfrentando dificuldades para se alimentar nas matas da região, que sofrem constantes desmatamentos.

A soltura da jaguatirica deve ser realizada até o fim da semana, mas isso só será definido após o equipamento de rastreio chegar de São Paulo.

Jaguatiricas estão espalhadas por todo o país, sendo encontradas nos biomas Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica e Floresta Amazônica. Elas estão no topo da cadeia alimentar, precisam de uma grande área para caçar e se alimentam de aves e pequenos mamíferos.

O animal resgatado em Alagoas é o maior encontrado no estado, pois não há registros recentes de onça-parda ou onça-pintada na região.

 

 

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta