Indiciado por participar da morte de alagoana em SP é solto após audiência de custódia.

Foto: EPTV

Após uma audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (11), um dos homens indiciados pelo assassinato da alagoana Maria Elitácia dos Santos, 22 anos, morta a tiros na última quarta-feira (10), em Dumont, no interior de São Paulo, foi posto em liberdade.

O suspeito, identificado apenas como “Elias”, foi indiciado pelo crime de feminicídio. Ele teria ajudado o ex-marido da vítima, Ewerton dos Santos Silva, a executar o crime e foi preso, após ser pego em flagrante dirigindo o veículo utilizado por Ewerton.

A informação da soltura de “Elias” foi confirmada pelo agente da Delegacia de Dumont, em São Paulo, Vinício Monteiro.

“O que estava pilotando saiu na audiência de custódia, infelizmente. Eu e os colegas estamos um pouco indignados com a soltura. Não sabemos se ele que conduzia o veículo na hora do crime, mas ele o conduzia no momento que foi preso”, disse o agente.

Ewerton Silva, ex-marido da vítima que aparece em vídeo executando a vítima, continua preso. Ele foi indiciado por feminicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Maria Elitácia, era alagoana da cidade de Porto Calvo, ela foi surpreendida pelo suspeito e morta a tiros em via pública.  Uma amiga da vítima, que pediu para não ser identificada, disse que o casal e os quatro filhos, com idades entre um e sete anos, se mudaram para Dumont há dois meses e buscavam emprego. O casamento, no entanto, havia acabado há um mês. A polícia suspeita que o homem tenha agido por não se conformar com o fim do relacionamento.

O sepultamento de Maria Elitácia está marcado para acontecer neste sábado (13), no cemitério municipal de Porto Calvo.

 

 

 

Fonte: Cada Minuto


Deixe uma resposta