Governador visita Palmeira para assinar ordem de serviço de obras emergências de combate a seca

| Redação Rádio Sampaio


Renan Filho assinou a ordem de serviço na Praça da Independência, no centro da cidade.

Governador Renan Filho assinando a ordem de serviço para obras de combate a seca em Palmeira dos Índios. (Foto: Cayo César/ Rádio SAMPAIO)

O governador Renan Filho esteve em Palmeira dos Índios na manhã desta terça-feira (17), onde assinou junto com o prefeito do município e o presidente da CASAL a ordem de serviço das obras emergenciais para abastecimento de água de Palmeira dos Índios.

Em entrevista ao Programa Nosso Encontro da Rede Sampaio de Rádios, o Governador ressaltou a importância dessa e outras obras já iniciadas com o objetivo de combater a seca no município: “Precisamos tomar a iniciativa para combater a seca em um curto espaço de tempo, para a própria cidade como para a região, esse plano emergencial vai agir de maneira urgente fazendo abastecimento por carros pipas e ligando a barragem da caçamba para a adutora da carangueja”.

Governador Renan Filho em Palmeira dos Índios. (Foto: Cayo César/ Rádio SAMPAIO)

A oferta de água a Palmeira dos Índios foi reduzida em 70%, porque a barragem Carangueja, principal manancial de abastecimento, secou. Apenas o Sistema Caçamba, que abastece 30% da cidade, está operando. As obras emergenciais vão aumentar a produção de água e, consequentemente, reduzir os efeitos da estiagem prolongada.

AS OBRAS – As obras que serão lançadas nesta terça-feira são as seguintes: aproveitamento do excedente de água do novo Sistema Bálsamo-Estrela de Alagoas-Minador do Negrão; duplicação do fornecimento de água para a cidade de Palmeira dos Índios a partir da barragem do Caçamba, com a implantação de novos equipamentos e 3.500m de adutora de 250mm para transposição do Sistema Caçamba para a adutora da Carangueja.

Entre as obras constam também a perfuração, pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), de cinco poços na área urbana de Palmeira dos Índios para a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) fazer a interligação na rede de distribuição de água; disponibilização, pela Casal, de 10 caminhões-pipa para reforçar o abastecimento urbano, principalmente das unidade de saúde e educação; e a intensificação, pela Casal, do combate aos desvios de água das adutoras e às ligações clandestinas.

 

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: