Governador anuncia edital para construir Hospital da Mulher

| Redação Rádio Sampaio


Governo transferiu sede administrativa nesta terça-feira em comemoração à Proclamação da República

201611151021_dbf70b28c7

O governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), afirmou nesta terça-feira (15) que o Estado deve lançar na próxima semana o edital para construção do Hospital da Mulher, que deve funcionar em Maceió. O anúncio aconteceu durante as homenagens à Proclamação da República, na cidade de Marechal Deodoro, nesta manhã.

“O Hospital da Mulher será o maior equipamento de saúde pública construído nos últimos 40 anos. Alagoas vive um momento diferente do qual vive o Brasil. Por aí, não se paga salários, não se honra compromissos com fornecedores e não se faz investimento. E aqui a gente faz justamente o contrário”, frisou.

Segundo ele, os investimentos realizados só têm sido possível graças a medidas adotadas pelo governo estadual, como o ingresso de ações no Supremo Tribunal Federal (STF), nas quais são reivindicados recursos federais.

FOTO: Rafael Maynart

“Alagoas vem cumprindo um papel importante no que diz respeito a acionar a Justiça para ter benefícios financeiros, sobretudo quando o Estado entende que há legalidade nisso. A dívida foi renegociada porque o Estado conseguiu uma liminar. Agora, nós estamos lutando por mais recursos da repatriação”, ponderou.

E, caso o STF aceite os argumentos dos estados, Alagoas deve receber mais de R$ 200 milhões oriundos da chamada repatriação. “Esse montante vai permitir que a gente continue pagando servidores em dia, cumpra os compromissos com os fornecedores e possa manter todos os investimentos que estão sendo feitos”.

O governador acrescentou que os recursos também devem permitir que o Estado invista na construção dos centros integrados de segurança pública e de escolas em tempo integral e voltou a ressaltar o esforço que, segundo ele, a gestão tem feito.

“Transferir o governo para Marechal Deodoro é reconhecer a importância da história, sobretudo no momento em que a República vive uma dificuldade econômica muito grande. As pessoas tem acompanhado pela televisão. Talvez seja a maior crise política e econômica da história do Brasil. Em Alagoas, a gente enfrenta crise com trabalho, com dedicação, mantendo as contas em ordem, fazendo investimentos”, concluiu.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: