A Gestão do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA) deve enviar à Polícia Federal (PF) uma nova denúncia sobre suspeita de venda de fichas para vagas nas filas para marcação de consultas e exames. O caso já está sendo investigado desde novembro de 2017.

A nova denúncia, de acordo com a assessoria de comunicação do hospital, aponta que o mesmo grupo continua com a prática irregular.

A Gestão resolveu enviar as novas provas documentais após um tumulto, que aconteceu na última terça-feira (5). Tudo teria começado após uma mulher que estava na fila começar a vender o lugar. Ela foi questionada por alguns paciente que esperavam a vez. O ocorrido foi registrado em um vídeo gravado por celular.

Dessa forma, devido a continuação da prática, o a Gestão do HUPAA adotou algumas medidas para tentar coibir a ação do grupo. De acordo com a assessoria do hospital, atualmente, as consultas e exames só podem ser marcadas por algum parente que esteja em posse do documento oficial do paciente.

Ainda segundo a assessoria do hospital, as pessoas que cometem a ação irregular, ainda não foram identificadas. A Defensoria Pública do Estado e o Ministério Público Federal estão apurando o caso.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *