A Operação Escudo, desencadeada pelo 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMTz), fiscalizou duas empresas que executam o serviço de blindagem veicular em Alagoas. A ação foi finalizada nesta quarta-feira (29) e, segundo o Exército Brasileiro, as duas empresas vistoriadas não apresentaram irregularidades.

“O que estava planejado para Alagoas foi cumprido. Realizamos a vistoria em duas empresas, e ambas estavam em condições de funcionamento, não havendo nenhuma alteração”, explicou o tenente Valério Macena, que acompanhou a operação em Alagoas.

A Operação Escudo busca coibir o comércio de veículos blindados em situação irregular que possam ser utilizados em ações criminosas. “Esta operação teve como foco as empresas que trabalham com produtos ligados à blindagem de automóveis, seja para o aluguel ou para a venda”, emendou.

E a operação – que contou com o apoio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Militar (PM) e Receita Estadual – também contempla outros estados do Nordeste. “A Operação no Nordeste acontece até amanhã, mas os objetivos traçados para a capital alagoana foram alcançados ontem e hoje”, concluiu o tenente.

Durante a fiscalização, os militares verificaram se as práticas do Sistema de Controle de Veículos Automotores Blindados e Blindagens Balísticas estavam de acordo com o arquivo das empresas, bem como se os compradores dos veículos têm Certificado de Registro e se o estoque dispunha de material compatível com o Mapa de Controle de Produto apresentado ao Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 7ª Região Militar.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *