Estado paga 13º salário antecipado nesta quarta-feira (14)

| Redação Rádio Sampaio


O décimo terceiro salário dos servidores públicos do Estado está garantido nessa quarta-feira, dia 14.

Renan Filho disse que a liberação do décimo é resultado de esforço do próprio governo estadual, independentemente dos recursos extras, como os da repatriação, que, segundo Renan, só devem ser liberados no próximo dia 20.

 

“Não há um fato novo. Não é com dinheiro da repatriação. Estamos pagando com recursos nossos. Fechamos as contas, estamos quitando o pagamento dos salários do dia 10. Com isso e com a previsão da arrecadação de dezembro, pude fechar as contas e anunciar, com muita alegria, o pagamento do décimo terceiro salário para o dia 14. E vamos pagar de uma só vez aos ativos e aos inativos”, disse ele.

 

A liberação vai injetar na economia do Estado, segundo o governador, mais de R$ 270 milhões, recurso que, na sua avaliação, vai fortalecer o comércio com as compras natalinas.

 

Além de anunciar o pagamento do décimo, Renan abriu perspectivas para dias melhores, em 2017, inclusive em relação aos próprios servidores, que fecham este ano de 2016 sem reposição salarial.

 

“Como conceder reposição salarial se o Brasil não deu? Dos 27 estados brasileiros, 26 não deram aumento este ano. Não é por falta de vontade. É porque dar aumento agora, é não pagar salário em dia amanhã”, destacou ele.

 

Durante a entrevista coletiva, Renan falou dos desafios e dificuldades enfrentadas, repetindo a fala sobre o que considera mérito do seu governo, de ter conseguido manter os salários em dia. Na ponta dos dedos, ele nomina vários estados que não conseguiram isso, entre eles Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro que, juntos com São Paulo e Alagoas, formam o grupo dos cinco mais endividados do País.

 

“O Brasil vive momento de muita dificuldade econômica e financeira. Dos cinco estados mais endividados – e Alagoas é o primeiro deles, com a maior dívida per capita com a União – só dois estão pagando salário em dia: Alagoas e São Paulo”, destacou o governador.

 

Mas deixou no ar uma perspectiva: “Espero que no próximo ano possamos voltar a dar aumento, enquanto o Brasil vai continuar assegurando salários”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: