Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual a partir de segunda (21)

A Eletrobras divulgou um comunicado aos acionistas e ao mercado informando que vai abrir, na segunda-feira (21), o Plano de Demissão Consensual (PDC) de 2019.

A meta é o desligamento de 2.187 funcionários, com uma economia estimada em R$ 574 milhões ao ano.

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias.

De acordo com a empresa, o plano, que está sendo implantado simultaneamente na holding e nas empresas Eletrobras Cepel, CGTEE, Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas GT, Eletrosul e Furnas, é uma das iniciativas previstas no Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG 2019-2023), chamado de Desafio 23: Excelência Sustentável, que foi anunciado ao mercado por meio de Fato Relevante em 27 de dezembro de 2018.


Deixe uma resposta