82 99641-3231

Botulismo pode ter causado morte de rebanho no Agreste, diz veterinário

Apesar da suspeita, material coletado está em análise fora do estado; ao todo, 12 cabeças foram perdidas

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O veterinário Wyrlanilson Luiz, chefe da Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Uslave), vinculada à Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), informou à Gazetaweb, na manhã desta segunda-feira (6), que a doença misteriosa causadora da morte de gados no Agreste pode ser botulismo. A suspeita recaiu após uma análise feita no rebanho.

O surto da doença começou durante o carnaval, em duas fazendas localizadas nos Sítios Pau d`Arco e Bálsamo, na zona rural de Arapiraca, onde os animais amanheceram doentes, debilitados e sem vontade de se alimentar. Com três dias, morreram.

Na primeira fazenda, o proprietário perdeu sete cabeças na festa de Momo e uma logo após este período. Já na segunda, o criador lamentou a morte de quatro animais. Surgiu uma informação de que o município de Feira Grande teria sido afetado, mas, segundo o veterinário, foi “apenas boato”.

“Fizemos análises no rebanho morto da primeira fazenda, onde houve mais ocorrências. Pelas características da doença, pode ser botulismo, ou seja, a ingestão de toxinas produzidas por uma bactéria, causando paralisia e dificuldade de respirar, acarretando a morte do gado. Porém, como não podemos atestar, o material coletado do rúmen (parte do estômago), intestino e fígado foi levado a um laboratório em outro estado para se descobrir a causa real das mortes”, explicou o veterinário, informando não saber quando sairá o resultado.

Como o gado ainda não tinha sido vacinado contra botulismo, os criadores foram orientados a vacinar o rebanho para evitar outras ocorrências. Enquanto isso, os veterinários da Adeal ficam acompanhando a situação dos animais no interior de Alagoas.

“Não recebemos nenhum chamado posterior. Esperamos que o quadro se reverta. Vamos aguardar o resultado para tomar outras medidas, se possível”, reforçou Luiz.

A DOENÇA

O botulismo é uma doença/intoxicação causada pela ingestão e absorção intestinal de toxinas produzidas pelo Clostridium botulinum, uma bactéria, bastonete anaeróbio, formador de esporos, que acomete diferentes espécies, inclusive o homem. O botulismo bovino, também conhecido como “doença da vaca caída”, ocorre em diversas regiões do país.

O Clostridium botulinum pode permanecer no solo e em matéria orgânica, por longos períodos, em sua forma resistente – os esporos – sem causar doença. Porém, quando encontram um ambiente favorável de anaerobiose, ou seja, sem oxigênio, os esporos germinam e produzem neurotoxinas. Após absorção pelo trato intestinal, as toxinas se ligam a receptores de terminações nervosas, resultando em paralisia flácida e morte do animal em virtude de parada respiratória.

O animal com botulismo tem dificuldade para se locomover devido à paralisia dos membros posteriores, que pode evoluir para os membros anteriores, permanecendo a maior parte do tempo deitado. Com a evolução da doença, o animal não consegue mais levantar-se e tem paralisia dos músculos da mastigação.

Nas fases mais adiantadas da doença, o animal apresenta dificuldade para respirar, em consequência da paralisia flácida progressiva dos músculos esqueléticos pela ação da toxina, embora apresente estado mental e sensorial normal. A morte do animal é precedida por coma seguido de insuficiência e parada respiratória.


Operação Lei Seca conta com lombada portátil para reduzir velocidade de condutores

Por uma nova Alagoas, salvar vidas e promover a mudança de comportamento é uma das principais missões da atual gestão do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL). Com esse propósito e durante o período de pós-carnaval, a equipe Lei Seca permanece intensificando cada vez mais as abordagens em parceria com a Polícia Militar, e a partir de agora contará com o auxílio de uma lombada portátil para reduzir a velocidade dos condutores que serão abordados.

Na noite dessa sexta-feira (3), a operação que tem o intuito de diminuir o índice de acidentes ocasionados por alcoolemia, foi montada em dois pontos estratégicos da capital, no bairro da Jatiuca e no bairro do Farol, com o apoio da equipe do Serviço de Inteligência do Detran/AL.

 

De acordo com o coordenador da operação Lei Seca, tenente Emanuel Costa, a operação foi marcada pelo uso de uma lombada portátil, que a partir de agora será utilizada para alertar os condutores que serão abordados na blitz. “Nós iremos utilizar esse redutor de velocidade, justamente para proporcionar mais visibilidade e também mais segurança para nós agentes de trânsito”, destacou.

Na operação, 322 veículos foram abordados e seus condutores revistados, 342 pessoas foram submetidas ao teste do etilômetro, 10 condutores fizeram a recusa, três medidas administrativas foram registradas, oito veículos foram removidos para o pátio do Detran/AL e três pessoas foram presas em flagrante.

Além de infrações referentes à Lei Seca, sete pessoas inabilitadas foram abordadas conduzindo veículos, 50 infrações foram lavradas por motivos diversos, 16 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas.


Major Anaximandro assume comando do 10º BPM de Palmeira dos Índios

Trabalhos serão iniciados nesta segunda (06); Novo comandante aposta no Disk-Denúncia (181) para ajudar no trabalho policial

Por Roberta Sampaio

O Major Anaximandro Tenório de Sá é o novo Comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Palmeira dos Índios. A mudança foi publicada no Diário Oficial e o novo comandante iniciará os trabalhos nesta segunda-feira (06), quando ocorre a passagem do Comando e o Coronel Roberto Valle da Costa finaliza sua contribuição no Batalhão.

 
Em entrevista, o novo comandante destaca a importância da aproximação da sociedade com a polícia e dos projetos a serem desenvolvidos em todos os municípios que fazem parte do 10º Batalhão. Além disso, o Major Anaximandro disse estar certo de que o disk-denúncia é uma ferramenta fundamental a ser utilizada, e buscará o apoio de toda mídia local para ajudar na divulgação do serviço, destacando a segurança do anonimato do denunciante.

 

 

Confira a entrevista abaixo:

 
Como será o trabalho a ser desenvolvido no 10º Batalhão de Palmeira dos Índios?.
Comandante – Inicialmente, iremos usar como fonte os dados apontados em relatórios mensais para termos o conhecimento concreto e colocar o policiamento onde existem as maiores incidências. Esse será o nosso alvo principal.
Contamos com o apoio dos meios de comunicação local para nos ajudar na divulgação das palestras que pretendemos realizar. O objetivo desses encontros, por exemplo, é incentivar e conscientizar a população para o uso do Disk-denúncia – 181. Queremos informar que essa é uma ferramenta importante, segura e eficaz, pois conseguimos as informações necessárias e a pessoa que faz a denúncia não precisa se identificar, o sigilo é absoluto.
Além do 181 nós iremos divulgar também o número fixo do 10º Batalhão para recebermos as ligações de denúncias e atender a população no que ela precisar, no que compete ao policiamento do Batalhão. Queremos a sociedade do nosso lado e desejamos que a população veja a polícia como aliada.

 

 O senhor tem conhecimento sobre a questão estrutural (viaturas e ROCAN) no 10º BPM?.
Comandante – Os trabalhos serão iniciados nesta segunda. Não tenho ainda o real conhecimento, apesar de já ter passado, pouco tempo, no sub-Comando do 10º BPM. Mas, acredito que a estrutura não deve ter mudado muito. Sabemos que apesar de todos os esforços, ainda existem carências, contudo, vamos tentar melhorar a situação, solicitando do Comando Geral da Polícia uma maior atenção para o 10º Batalhão. Porém, estes não serão motivos para obstaculizar os nossos trabalhos. Podemos garantir.

 

 

 Qual a relação que a população palmeirense pode esperar com o novo comando?.
Comandante – Estaremos totalmente abertos para o diálogo com a sociedade palmeirense e das cidades que fazem parte da abrangência do Batalhão. Estaremos acessíveis também para realizações de palestras, e as mesmas servirão justamente para que possamos estar interagindo com a população. Consideramos essa aproximação fundamental.

 

 

 Após o início dos trabalhos, o resultado pode ser aguardado em quanto tempo?.
Comandante – Não poderemos especificar nem dá prazo. Mas, tenham certeza que iremos trabalhar e informar mensalmente, como já vem sendo feito, inclusive a pedido da Secretaria de Segurança do Estado de Alagoas. Mas, como a nossa tropa é muito boa, nós conhecemos todos os nossos policiais, temos a certeza de bons resultados a curto e médio prazo.

 

 

Quais os projetos para Palmeira dos Índios?.
Comandante – Temos vários projetos para serem colocados em prática. Iremos nos reunir junto com os nossos oficiais e toda a tropa para definir as prioridades. Buscaremos estar juntos também de órgãos importantes como Ministério Público, Poder Judiciário, Prefeitura, Câmara de Vereadores e toda a sociedade civil organizada, para definir justamente as prioridades nas ações a serem realizadas em Palmeira dos Índios e demais municípios que fazem parte do 10º BPM.
Consideramos importante destacar o trabalho que foi feito pelo Coronel Roberto Valle da Costa. Tudo o que foi feito de bom nós iremos dar continuidade, contudo, adaptando ao nosso modo de trabalhar, pois cada um tem o seu jeito. Mas, as coisas boas ficarão. Com certeza servirão para somar as nossas.

 

A entrevista do novo comandante foi realizada pela jornalista Roberta Sampaio, do Portal F5 Alagoas


Idoso de 70 anos tem moto roubada em Igaci

(Viatura PM/ Foto: CC/Rádio Sampaio)

José Ferro Ribeiro de 70 anos, estava pilotando sua moto, uma Pop 100 azul e placa ORM-5201, na AL-115 no município de Igaci, 22km de distância de Palmeira dos Índios, quando foi surpreendido por dois homens que levaram sua moto.

O idoso que teve apenas perca matéria, relatou que voltava de um terreno que usa para plantação, quando os dois homens se aproximaram e sacaram uma arma de fogo e anunciaram o assalto, por temor a sua vida o idoso entregou as chaves da moto e os assaltantes fugiram.

A Policia Militar foi acionada ao local, onde realizou buscas na região, mas não obteve resultado. O 181 Disque Denuncia da Polícia Civil está a disposição para alguma informação que possa ajudar a encontrar os meliantes e recuperar a moto.


Homem é morto a tiros em Palmeira dos Índios

A vitima estava próximo a saída de um restaurante quando foi morto

Reprodução/WhatsApp

José Edmilson da Silva Júnior, 36 anos, mais conhecido como “Junior Maluquinho” foi morto a tiros na noite deste sábado (04), em um restaurante na Avenida Governador Muniz Falcão.

Segundo  informações, Júnior estava em uma das mesas conversando ao celular, quando um homem entrou no estabelecimento e efetuou vários disparos a queima roupa.

A vítima acabou sendo atingida com disparos na nuca e morreu no local. Ainda com o grande número de tiros outras duas pessoas, Ana Celeste e um homem de nome ainda não revelado que estavam no local foram baleadas de raspão e foram socorridos a UPA, onde receberam os atendimentos e foram liberados.
Os Polícias Militares realizaram busca na região, mas sem sucesso. Peritos do Instituto de Criminalística (IC) foram acionados para os procedimentos cabíveis no local.

Câmeras de videomonitoramento instaladas no local devem ajudar a Polícia Civil na identificação do suspeito.


Jovens são presos após assalto e troca de tiros em Belém

 

Foto: Rádio SAMPAIO

Dois jovens de 19 anos, identificados como Emerson Douglas dos Santos e Cristiano Ormindo da Silva, foram presos na noite desta quinta-feira (2),  após um assalto na Chã de Belém.

De acordo com o boletim de ocorrência, um homem procurou o Grupamento da Polícia Militar para informar que havia sido roubado. Ele chegou a apontar as características dos envolvidos no assalto, que levaram um celular.

Durante buscas, agentes da PM se depararam com os indivíduos trafegando em uma moto. Eles empreenderam fuga e atiraram contra a guarnição, mas acabaram se desequilibrando e colidindo com a viatura da polícia.

Com os jovens foram apreendidos, uma pistola 9  mm, nove munições, dois celulares que teriam sido roubados e a quantia de R$ 1.150, além de uma moto CBX-250 de cor vermelha.

Os criminosos residem no município de Taquarana. Eles foram encaminhados para a 5° DRP e devem responder por assalto e porte ilegal de arma.

 

Fonte:EstadãoAlagoas


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey