82 99641-3231

Cadeirante é espancado dentro de ônibus, e suspeitos são presos

Um cadeirante foi espancado nessa quinta-feira (6), dentro de um ônibus que fazia a linha Cruz das Almas/Ponta Verde, na orla de Ponta Verde, em Maceió. A Polícia Militar (PM) chegou a ser acionada e os suspeitos do crime empreenderam fuga, mas foram localizados e presos.

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), policiais do 1º Batalhão foram abordados por um homem relatando que algumas pessoas haviam agredido a vítima, que tem deficiência física e estava dentro do coletivo.

Ao chegarem ao local da ocorrência, os militares se depararam com o cadeirante, que estava bastante lesionado. Os suspeitos, por sua vez, já haviam fugido do local.

Após rondas nas proximidades, a guarnição localizou Daniel de Jesus dos Santos, de 18 anos, e Daniel Gama da Silva, de 21. Estes acabaram detidos e conduzidos à Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, onde foram autuados por tentativa de homicídio.


Edvaldo Silva recebe prêmio como melhor Radialista de Palmeira dos Índios em 2018

Aconteceu no auditório da sede da Federação das indústrias de Alagoas, na noite desta quarta-feira (05/12) a entrega do prêmio radialista Odete Pacheco aos melhores comunicadores de rádio do Estado,  escolhidos pela empresa  Eventos Ltda,coordenada pelos empresários  Marcos Assunção e Fafá Rocha,para o ano 2018.

Dentre os homenageados está o radialista Edvaldo Silva, ancora do programa Nosso encontro da 94.5 Sampaio FM de Palmeira dos Índios: Sampaio – nome pioneiro da radiodifusão no município e a segunda emissora inaugurada no interior de Alagoas há 54 anos.

Edvaldo Silva, com 40 anos atuando em várias rádios em Alagoas, foi escolhido por um júri composto por pessoas ligadas diretamente a comunicação no Estado e um dos critérios adotados pela Eventos Ltda para a indicação ao premio Odete Pacheco , considerado o Oscar do rádio Alagoano é a competência e imparcialidade do radialista em sua função e missão de informar.

“ Quero dividir essa premiação com meus ouvintes ,com meus companheiros de trabalho, com o Gileninho Sampaio , diretor das rádios 92.5 FM e 94.5 FM , pela confiança e crédito depositados a mim para que a informação seja levada ao conhecimento da população com total liberdade e respeito”, concluiu Edvaldo.


Justiça decreta prisão de médico boliviano proibido de exercer medicina

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) requereu e, novamente, o Poder Judiciário decretou a prisão preventiva de Walmir Novais dos Santos Sobrinho, formado em medicina na Bolívia e que, apesar de já ter autorização legal para exercer a profissão no Brasil, está proibido judicialmente de praticar qualquer atividade na área de saúde.

Ele havia sido alvo de uma operação da Promotoria de Justiça de Major Izidoro em julho último, quando foi preso, mas conseguiu, por meio de habeas corpus, liberdade provisória, o que impôs a ele algumas medidas cautelares.

No entanto, as condições foram descumpridas, em especial aquela que proibia o exercício da medicina. Em razão disso, o promotor de justiça responsável pelo caso pleiteou novamente a prisão preventiva de Walmir, que foi detido na noite dessa terça-feira (4).

Walmir Novais dos Santos Sobrinho foi preso em casa, no município de Arapiraca. O pedido de prisão foi requerido pelo promotor de Justiça Guilherme Diamantaras, que é titular da Promotoria de Major Izidoro, porque o acusado voltou a trabalhar como médico, mesmo havendo determinação judicial em sentido contrário. “Conforme ofício encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho Regional de Medicina, fora instaurada sindicância para apurar possível infração ética de Walmir, estando este, contudo, ainda exercendo ilegalmente a medicina, contrariamente ao que foi decidido pelo Judiciário alagoano, consoante prontuário médico assinado pelo representado, no mês de novembro de 2018”, diz um trecho da representação de prisão preventiva.

Segundo tal prontuário, Walmir Novais dos Santos Sobrinho estaria trabalhando na Unidade Básica de Atendimento Dr. Edler Lins, em Arapiraca. “Em pesquisa no sítio eletrônico do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), a informação de que continua o representado exercendo ilegalmente a medicina é corroborada, uma vez que se constata o vínculo empregatício com a mesma unidade de saúde desde setembro de 2018, ou seja, após sua ciência das medidas cautelares impostas”, continua o documento. E dentre essas medidas estabelecidas pelo Judiciário, estava a “proibição de exercer a medicina ou qualquer outra função, pública ou privada, relacionada à área de saúde, até a resolução definitiva do caso”.

A presença do acusado na unidade de saúde também pôde ser confirmada pelo Conselho Penitenciário do Estado de Alagoas e pelo Sistema de Monitoramento Eletrônico, já que Walmir Novais faz uso de tornozeleira eletrônica.

A justificativa da prisão
“Analisando o caso, denota-se claramente que a prisão preventiva do representado não é apenas adequada à gravidade dos crimes e às circunstâncias do fato, mas também necessária para a aplicação da lei penal, para a investigação e, posteriormente, à instrução criminal, bem como para evitar a prática de infrações penais”, argumentou o promotor em seu pedido formulado ao Judiciário.

Além disso, também foi requerida busca e apreensão na residência do acusado e a quebra do seu sigilo telefônico.

Denúncia
Em agosto passado, Walmir Novais dos Santos Sobrinho, Raymundo Fagner Farias Novais dos Santos e José Dênis Moura de Araújo Filho foram denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de associação criminosa, exercício ilegal da Medicina, estelionato majorado, falsidade ideológica e coação no curso do processo. Walmir e José Denis prestavam serviços na Unidade Mista de Saúde Dr. Ezechias da Rocha, em Major Izidoro, e na Casa Maternal, em Piaçabuçu.

Apesar de terem se formado na Bolívia, os dois não possuíam, à época dos fatos, o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida, documento que daria autorização para que a dupla pudesse trabalhar, regularmente, na profissão de médico no Brasil. Atualmente, Walmir Novais já possui o Revalida, porém, a determinação judicial que o impede de exercer atividades na área de saúde continua tendo validade.


Bandidos interceptam veículos em rodovia e caminhoneiros têm pertences levados

Um grupo de assaltantes interceptou caminhoneiros que trafegavam durante a madrugada desta quinta-feira (6), em um trecho de rodovia que fica entre os municípios de Joaquim Gomes e Flexeiras.

De acordo com informações, ao menos dez caminhoneiros foram vítima da ação criminosa. Eles tiveram os pertences levados.

Após o crime, os assaltantes conseguiram fugir, tomando destino ignorado. Não há informações sobre prisão de suspeitos.


Polícia faz operação contra lavagem de dinheiro em escola de samba

Policiais civis cumprem hoje (6) 11 mandados de busca e apreensão contra integrantes da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Os agentes investigam, junto com integrantes do Ministério Público do Rio de Janeiro, um grupo suspeito de atuar na exploração ilegal de jogos na região e na prática de lavagem de dinheiro.

Segundo a Polícia Civil, os alvos da operação são o presidente de honra da Grande Rio, Antônio Jaider Soares da Silva, e mais três suspeitos, Leandro Jaider Soares da Silva, Dagoberto Alves Lourenço, Paulo Henrique Melo Rufino e Yuri Reis Soares. Além da busca e apreensão, estão sendo cumpridos o bloqueio e sequestro de bens dos investigados no valor de R$ 20 milhões.

As equipes também estão fazendo buscas na quadra da Escola de Samba Grande Rio, em Duque de Caxias, e no seu barracão, na Cidade do Samba, no centro da cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com as investigações, Antônio Jaider é apontado como chefe da organização criminosa, sendo responsável por controlar a exploração de jogos de azar em Duque de Caxias. Ele também figura como sócio de empresas ao lado do filho, Yuri Soares Reis, e do sobrinho, Leandro Jaider Soares da Silva. Os dois são investigados como braços operacionais da quadrilha na operação de lavagem de capitais e no controle financeiro da organização.

Dagoberto Alves Lourenço é citado como homem de confiança de Antônio e Leandro Jaider. Segundo a Polícia, seria dele a responsabilidade pelas operações nas contas bancárias relacionadas às empresas e à escola de samba. Paulo Henrique Melo Rufino é apontado como laranja do grupo e responsável pela lavagem de capitais das contravenções penais de jogo do bicho e jogo de azar.

A investigação policial constatou a existência de várias operações financeiras suspeitas superiores a R$ 100 mil em dinheiro envolvendo os indiciados. Também foi identificada uma série de operações imobiliárias, “configurando a prática da lavagem de capitais com a prática da mescla de ativos ilícitos com atividades econômicas exercidas pelos investigados, além de dissimulação de propriedade de imóveis por meio de pessoas interpostas [laranjas] e de instituições financeiras para dissimular a movimentação, origem e propriedade de recursos ilícitos”, diz a nota da Polícia Civil.


Mulher é presa suspeita de esfaquear esposo em Paripueira

Uma mulher foi presa, nessa quarta-feira (5), no centro do município de Paripueira, suspeita de esfaquear o próprio esposo. A vítima, por sua vez, foi socorrida ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, em Maceió.

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), militares da 3ª Companhia Independente foram acionados à ocorrência, sendo informados por testemunhas de que Adeílton Valentim, 39 anos, havia sido atingido por dois golpes de faca na região do braço.

Após o fato, Maria Cícera da Conceição, de 38 anos, acabou presa em flagrante, com a faca ainda na mão, assumindo o delito. Ela foi conduzida à Delegacia de Paripueira, onde foi autuada por tentativa de homicídio.

A vítima, por sua vez, foi socorrida ao HGE, para os procedimentos médicos cabíveis.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey