82 99641-3231

Ouvidoria recebe 38 denúncias de violações por divergências políticas

Apenas nas duas primeiras semanas deste mês, a Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos do Ministério dos Direitos Humanos já recebeu 38 denúncias relacionadas a violações envolvendo divergências políticas associadas às eleições presidenciais. Segundo a assessoria, são denúncias de violações de direitos que serão encaminhadas aos órgãos responsáveis.

Se analisadas separadamente, as denúncias podem ser agrupadas em 88 violações registradas por situações específicas, como violências física, institucional e psicológica, discriminação, negligência e outras agressões.

Para o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, todos devem ser respeitados, independentemente de suas ideologias e posições políticas. “A pauta de direitos humanos não tem dono, não é de direita nem de esquerda, é de todos. Tenho confiança que, independentemente do resultado, vamos avançar.”

A ouvidora Nacional dos Direitos Humanos, Larissa Rêgo, disse que em cada registro de denúncia “é possível constatar diferentes cenários” envolvendo distintas vítimas e violações. “Cada denúncia pode ter mais de um tipo de violação, conforme dados disponibilizados, e cada tipo de violação pode envolver mais de uma, resultando assim em um número de violações maior que o número de denúncias.”

Denúncias

Para denunciar basta discar 100 – Disque Direitos Humanos e o Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher, ambos de utilidade pública e com funcionamento 24 horas por dia, todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e feriados.

No Disque 100, as ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular).

No caso do Disque 180, o canal funciona no Brasil e em outros 16 países: Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco e Boston), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela. O serviço também é oferecido por e-mail (ligue180@mdh.gov.br), aplicativo Proteja Brasil e Ouvidoria On-line.


Em cumprimento a mandado, Deic prende suspeito de estuprar a própria filha

Agentes da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) prenderam, em cumprimento a mandado judicial, Joas Monteiro da Silva, de 42 anos, suspeito de estuprar a própria filha, de 15 anos. A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (17), no bairro da Santa Lúcia, na parte alta de Maceió.

Segundo informações de policiais, passadas, as investigações, comandadas pela delegada Adriana Gusmão, apontaram que a vítima era estuprada desde os 9 anos. Desta forma, o Poder Judiciário interveio, através da 14ª Vara Criminal da Capital, expedindo o mandado.

Após a abordagem, Joaz foi levado para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, onde foi autuado por estupro de vulnerável.

MAIS UMA PRISÃO

Também nesta quarta, no bairro de Santa Lúcia, policiais da Deic efetuaram mais uma prisão, desta vez, em cumprimento a mandado expedido pela 17ª Vara Criminal, contra Leilane Soares, de 23 anos. Ela é suspeita de integrar uma organização criminosa envolvida com roubo em residência e extorsão.

A polícia informou à reportagem que Leilane tem ligação com Paulo Felipe, que já estava recluso no sistema prisional. A quadrilha agia com emprego de violência ao cometer os crimes.


Setor de serviços cresce 5,2% em Alagoas, diz IBGE

O volume de serviços prestados às famílias alagoanas cresceu 5,2% em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que foi divulgado nesta terça-feira (16).

Trata-se do quinto melhor desempenho do país, atrás apenas do Distrito Federal, que cresceu 8,1%, Amazonas (6,8%), Mato Grosso (5,9%) e Pernambuco (5,3%).

Na comparação com julho, o setor de serviços de Alagoas registrou alta de 1,2% em agosto, o mesmo índice da média nacional, segundo o IBGE. No acumulado do ano, os serviços prestados aos alagoanos registra retração de 3,6%. Em doze meses, a queda é de 4,6%.

Em agosto, a receita nominal do segmento em Alagoas caiu 0,2% em relação a julho. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, no entanto, a receita teve crescimento de 4,3%. Já no acumulado do ano, a receita do setor registra retração de 2,2%, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Em nível nacional, o volume do setor de serviços cresceu 1,2% de julho para agosto, após ter recuado 2% de junho para julho. Segundo o IBGE, o setor teve crescimento de 1,6% na comparação com agosto do ano passado, mas teve quedas de 0,5% no acumulado do ano e de 0,6% no acumulado de 12 meses.


Homem é encontrado morto com tiro na cabeça em Delmiro Gouveia

O corpo de um homem foi encontrado em uma estrada vicinal por populares na manhã desta terça-feira (16), próximo ao povoado Sinimbu, em Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas.

Segundo as informações, uma guarnição do Grupamento de Polícia Militar (GPM) foi até o local após denúncias de populares. A vítima, que não portava documento de identificação, foi encontrada sem vida e com marcas de disparos de arma de fogo na cabeça. O 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), responsável pela região, preferiu não passar maiores detalhes sobre o caso.

No local, o Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram acionados para realizar os procedimentos necessários. Ainda não há maiores informações sobre a possível autoria e a motivação do crime. O caso será investigado pela equipe coordenada pelo delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti.


MP publica quatro novas investigações contra São Sebastião

O Ministério Público de Alagoas está investigando, novamente, o município de São Sebastião. Quatro ações novas foram abertas pela Promotoria da cidade; maior parte está relacionada a irregularidades ambientais.

Uma das publicações, divulgadas no Diário Oficial do estado desta terça (16), diz respeito às escolas de tempo integral de São Sebastião. De acordo com a promotora Viviane Karla, o preparatório de inquérito civil trata de uma denúncia sobre instituições de ensino que deveriam funcionar nos dois turnos, e que isto, de fato, não estaria acontecendo.

Um ofício da Promotoria foi enviado à Prefeitura no início de 2018, e teve como resposta que o funcionamento em tempo integral seria retomado em maio. A nova investigação visa garantir que as recomendações foram acatadas.

Os outros três casos estão relacionados a irregularidades ambientais, como averiguações sobre os problemas apontados na FPI de 2017. Um dos casos diz respeito a uma avícola, já desativada, acusada de descarte irregular de dejetos sólidos. O Ministério Público investiga a parcela de responsabilidade do Município neste caso.


PRF prende homem por crime ambiental na BR-101

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam, na noite dessa segunda-feira (15), um motorista por crime ambiental. Ele foi abordado em frente a Unidade Operacional de Polícia (UOP) da PRF, em São Miguel dos Campos/AL, e transportava no veículo três pássaros silvestres.

Passava das 18 h, quando os agentes federais fiscalizavam a BR-101, em frente a UOP de São Miguel dos Campos, e abordaram um VW/Polo, de cor branca.  Eles perceberam que no banco de trás do veículo havia duas gaiolas com pássaros presos. Eram três pássaros da espécie Papa-capim, mantidos em cativeiro sem anilha ou qualquer tipo de autorização para o transporte.

Questionado pelos PRFs, o motorista de 35 anos afirmou que apanhou os animais na cidade de Conceição do Jacuípe/BA e os levaria para Cabo de Santo Agostinho/PE. Segundo ele, não havia interesse comercial na captura e os pássaros seriam criados por ele mesmo.

De acordo com a lei ambiental nº 9.605/29, é proibido matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização. Em decorrência, o motorista e as aves foram encaminhados para a Polícia Civil (PC) de São Miguel dos Campos onde medidas cabíveis foram tomadas.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey