82 99641-3231

Colisão entre carro e moto deixa um ferido, em Arapiraca

Um acidente, envolvendo uma caminhonete e uma motocicleta, deixou uma pessoa ferida, na tarde desta sexta-feira, 13, em um dos trechos da rodovia estadual AL-220, na cidade de Arapiraca, agreste alagoano.

Testemunhas contaram que a motocicleta, de cor vermelha, trafegava pela AL-220 quando foi atingida pela caminhonete Ranger branca, de placa de Juazeiro (BA), que tentava realizar um retorno em um local proibido.

Com o impacto, o motociclista, que teve não teve a identidade revelada, caiu da moto e sofreu escoriações leves. Após os primeiros socorros do SAMU, a vítima foi encaminhada ao Hospital de Emergência do Agreste (HEA) para atendimento médico.


Caminhão carregado de combustível tomba na AL-101 em Messias

Um caminhão-tanque carregado de combustível tombou na madrugada dessa quinta-feira (12), na rodovia AL-101, na altura do município de Messias.

De acordo com Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente não teve vítimas, nem outros veículos envolvidos.

Ainda segundo a PRF, o trânsito flui normalmente na região, pois não houve vazamento de gasolina do tanque.

O Corpo de Bombeiros de Alagoas (CBMAL) também foi acionado.

 

Fonte: GazetaWeb


Lula é absolvido em processo sobre obstrução de Justiça

O juiz federal substituto da 10ª Vara de Brasília absolveu nesta quinta-feira, 12, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo em que ele é réu por supostamente ter comprado o silêncio do ex-diretor da área Internacional da Petrobrás, Nestor Cerveró.

O caso estava concluso para sentença desde novembro de 2017 e teve origem no acordo de colaboração do ex-senador Delcídio do Amaral. Lula era réu por obstrução de Justiça.

Além de Lula, foram absolvidos o ex-senador Delcídio do Amaral, o banqueiro André Esteves, o ex-advogado de Cerveró Edson de Siqueira Ribeiro Filho, o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira Rodrigues, o amigo do ex-presidente Lula e o pecuarista José Carlos Bumlai e seu filho Maurício Bumlai.

Os sete eram acusados dos crimes de embaraço à investigação de organização criminosa, que prevê pena de 3 a 8 anos de prisão; exploração de prestígio, cuja pena prevista é de 1 a 5 anos; e patrocínio infiel (quando um advogado não defende apropriadamente os interesses de um cliente – os outros réus foram considerados coautores de Édson Ribeiro neste crime), que prevê pena de 6 meses a 3 anos.

Delcídio foi preso em novembro de 2015, supostamente por envolvimento com a compra do silêncio de Cerveró, que, à época, estava na iminência de fechar acordo de delação premiada. Em fevereiro de 2016, após fechar ele próprio acordo de delação, Delcídio foi solto.

De acordo com a denúncia, Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da estatal, gravou conversa com Delcídio em que o ex-senador prometia o pagamento de R$ 50 mil mensais em troca da compra do silêncio do executivo. O juiz considerou as provas insuficientes

“Assim, o áudio captado não constitui prova válida para ensejar qualquer decreto condenatório. Há suspeitas também de ocultação de fatos por Bernardo e Cerveró. Causa estranheza a afirmação de Delcídio no sentido de se referir a André Esteves como “nosso amigo lá, de São Paulo”. O ponto é nebuloso, tendo Bernardo e Nestor não detalhado esta situação. Aliás, negaram qualquer menção a André Esteves anterior, o que contraria o áudio captado ”

De acordo com sua decisão, há “clara a intenção de preparar o flagrante para depois oferecer provas ao Ministério Público”. O juiz determinou ainda que o MPF manifeste-se quanto aos pedidos de liberação de bens dos réus.

Caso

A denúncia contra os sete foi aceita em julho de 2016 pelo juiz, que transformou Lula pela primeira vez réu na Lava Jato. O caso já havia sido denunciado pelo Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, em dezembro do ano passado. No entanto, em decorrência da perda de foro privilegiado do ex-senador envolvido, Delcídio do Amaral, e também pelo fato de o crime ter ocorrido em Brasília, a denúncia foi enviada à Justiça Federal do Distrito Federal.


Marta se torna nova embaixadora da ONU Mulheres

As Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres anunciou nesta quinta-feira que a jogadora Marta se tornou embaixadora global da boa vontade da entidade.

Conhecido como ONU Mulheres, o órgão é um braço da Organização das Nações Unidas (ONU).

“É uma honra me tornar uma embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres para mulheres e meninas no esporte.

Estou totalmente comprometida em trabalhar para garantir que mulheres e meninas em todo o mundo tenham as mesmas oportunidades que homens e meninos têm para realizar seu potencial e eu sei, da minha experiência de vida, que o esporte é uma ferramenta fantástica para o empoderamento”, disse Marta ao site da entidade.

Diretora-executiva do órgão, Phumzile Mlambo-Ngcuka comemorou o “reforço”. “Marta é um modelo excepcional para mulheres e meninas em todo o mundo. Sua própria experiência de vida conta uma história poderosa do que pode ser alcançado com determinação, talento e coragem.

O esporte é uma linguagem universal, que nos inspira e nos une, pois amplia nossos limites. Estamos ansiosas para trabalhar de perto com Marta para trazer o poder transformador do esporte para mais mulheres e meninas, e construir rapidamente a igualdade. Tenho o prazer de recebê-la na família da ONU Mulheres”, afirmou.

Eleita cinco vezes pela Fifa a melhor jogadora do mundo, Marta já havia desempenhado um papel na ONU. Em 2010, a brasileira passou a colaborar com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), criado para promover ações que visam erradicar a pobreza no mundo.

“Em todo o mundo, hoje, as mulheres demonstram que podem ter sucesso em papéis e posições antes mantidas para os homens. A participação das mulheres no esporte e na atividade física não é exceção.

É por meio do esporte que mulheres e meninas podem desafiar normas socioculturais e estereótipos de gênero, aumentar sua autoestima, desenvolver habilidades de vida e liderança.

Elas podem melhorar sua saúde, posse e compreensão de seus corpos, tomar consciência do que é violência e como evitá-la, procurar serviços disponíveis e desenvolver habilidades econômicas”, concluiu.


Ex-braço direito de Fernandinho Beira-Mar ganha liberdade após ‘erro’

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou nesta quinta-feira (12) que o presidiário Leomar Oliveira Barbosa, de 55 anos, apontado como ex-braço direito do traficante Fernandinho Beira-Mar e conhecido como “Playboy”, foi solto irregularmente, no último dia 4 de julho, do Presídio Estadual de Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Servidores da unidade foram afastados e estão sendo investigados após o ocorrido.

De acordo com a DGAP, Leomar estava preso em Goiás por tráfico de drogas. Ele conseguiu um habeas corpus, mas não poderia ter deixado a unidade por existirem contra ele outras duas penas por por tráfico de drogas, na 1ª Vara de Execução Penal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.

Somadas, as penas totalizam 22 anos de reclusão e começaram a ser cumpridas em junho do ano passado. Ao receberem o alvará de soltura, os servidores do presídio “ignoraram” os outros processos.

A assessoria do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás informou que ainda não foi oficialmente comunicada sobre a soltura do preso, sendo que ainda deveria continuar cumprindo as penas por tráfico.

Uma sindicância foi aberta para apurar de quem foi a responsabilidade pelo erro. Leomar, que é visto como de alta periculosidade, ainda não foi recapturado e é considerado foragido. Caso fique comprovado que os servidores agiram de má-fé, eles podem ser exonerados.


Suspeito marca encontro com criança de 11 anos e oferece R$ 15,00

Um homem foi preso, em flagrante, na madrugada desta sexta-feira (13), no bairro Santa Esmeralda, em Arapiraca, suspeito de favorecimento à prostituição.

Segundo a polícia, o suposto autor pediu que uma criança de 11 anos lhe enviasse uma foto sem roupas e marcou um encontro através de uma rede social, oferecendo-lhe uma quantia de R$ 15,00.

De acordo com informações do 3º Batalhão, militares do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) estavam em patrulhamento, quando uma mulher pediu ajuda à guarnição, informando que uma pessoa iria se encontrar com o seu filho, a quem ofereceu a quantia em dinheiro e ainda lhe pediu uma foto que mostrasse as partes íntimas.

Não se sabe, porém, se o autor do fato desejava manter relação sexual com o menor ou se levaria a criança para ter relações com outra pessoa. Após buscas, José Ivaldo Simão dos Santos, 43 anos, foi preso em flagrante e, juntamente com o menor e a genitora, encaminhado para a Central de Polícia de Arapiraca.

Na delegacia, foi lavrado o auto de prisão em flagrante por favorecimento à prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável em desfavor do suspeito.

 

Fonte: GazetaWeb


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey