82 99641-3231

Alagoas registra aumento de 137% nos casos de dengue, 34% de Zika e 70% chikungunya.

(imagem da internet)

Alagoas registrou de janeiro a maio deste ano mais de 2 mil casos confirmados de dengue. No ano passado, no mesmo período, foram 944 registros da doença, ou seja, houve um aumento de 137% em compraçaõ com 2018. Neste período, também houve acréscimo de notificações em relação à zika e à chikungunya, respectivamente de 34% e 70%.

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), de janeiro a maio deste ano, foram 51 casos de zika e 38 no ano passado. Em relação à chikungunya, foram 57 em 2018 e 97 nos primeiros cinco meses de 2019.

O Ministério da Saúde reforça que mobilização nacional deve continuar pelo combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, que pode gerar enfermidades como microcefalia e Guillain-Barré, o Aedes Aegypti.

“A Sesau esclarece que a forma mais eficaz de evitar o aumento dos casos de dengue é investir no combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença, além da zika e chikungunya. Por esta razão, além do cuidado que cada cidadão deve adotar em sua residência, evitando manter expostos recipientes com água limpa e parada, limpando quintais, calhas e caixas d’água e descartando garrafas de plástico ou qualquer recipiente que possa acumular água”, informou a Sesau.

A assessoria da Sesau informa que tem prestado assistência técnica aos 102 municípios, para que os agentes de endemias executem as ações de campo de forma eficaz, resultando na redução de casos da doença, a exemplo do que ocorreu no ano passado. “E para evitar o aumento de casos, a Sesau também atua na distribuição de larvicida, além de estar capacitando os agentes de endemias, promovendo campanhas educativas para conscientizar a população e prestando orientação durante os projetos Governo Presente e Vida Nova nas Grotas”, diz nota da Sesau.

 

Fonte: Gazeta Web


Operação contra suspeitos de integrar organização criminosa é deflagrada em Alagoas e Pernambuco

Policiais se concentram antes de operação realizada em Maceió e Arapiraca — Foto: SSP-AL/Divulgação

Uma operação conjunta cumpre na manhã desta terça-feira (18) 135 mandados de prisão e busca em apreensão em municípios de Alagoas e Pernambuco contra suspeitos de integrar uma organização criminosa envolvida com falsificação de documentos, roubos, furtos e adulteração de veículos.

Até o momento dessa matéria mais de 30 suspeitos já estavam presos e dois acabaram morrendo em confronto com a polícia, um em Arapiraca e um em Coruripe.

A ação cumpre mandados expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital e é realizada pelo Ministério Público e pela Secretaria de Segurança Pública de Alagoas, por meio das polícias Civil e Militar.

Foram expedidos 34 mandados de prisão com todos os alvos em Alagoas. Já os mandados de busca e apreensão totalizam 101, com 85 medidas cautelares sendo cumpridas em quatro cidades alagoanas, e outras 16 em Pernambuco, nos municípios de Águas Belas, Iati e Garanhuns.

Por questão de segurança, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP não quis divulgar os restantes dos municípios onde a operação está sendo feita.

Polícia Militar foi acionada para ocorrência — Foto: Jonathan Lins/G1

Segundo a 11ª Promotoria de Justiça de Arapiraca, a organização criminosa tinha acesso a algumas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). Dentro delas conseguiam desviar o papel moeda que serve de base para a confecção dos documentos de carro.

“Então, de posse disso [dos papéis moeda], os bandidos cometiam o crime de falsidade ideológica, produzindo o CLRV falso para, depois, vender os veículos furtados ou roubados com um novo documento, só que já falsificado. Nesse mesmo certificado também já constava o número adulterado do chassis”, disse o promotor de justiça Hamílton Carneiro.

A operação foi batizada de Echo porque essa palavra é sinônimo de repetição, fazendo uma alusão ao fato de que os alvos principais já possuem várias passagens na polícia pelo cometimento dos mesmos crimes.

A operação mobilizou cerca de 150 viaturas das forças de segurança de Alagoas e Pernambuco. Foram empregados militares dos Batalhões de Operações Especiais (Bope), Radiopatrulha (BPRp), Rodoviário (BPRv), Batalhão de Guardas (BPDG), 1º, 3º, 4º, 5º, 7º, 8º, 9º e 10º batalhões, além das 1ª, 2ª e 3ª Companhias Independentes de Polícia.

A Polícia Civil alagoana atuou por meio das Delegacias de Repressão ao Narcotráfico (DNARC), da Regional, (4º DP), e da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Arapiraca.

Fonte: G1 Globo


Atletas do sub-20 do CSE almoçam e jantam apenas pão e queijo

O radialista Antônio Oliveira da Rádio Sampaio 94,5 FM, desabafou no Programa Nosso Encontro que os jogadores do time Sub-20 do Clube Sociedade Esportiva, nosso amado CSE, estão praticamente passando fome. O protesto veio logo em seguida a segunda derrota do time no campeonato diante do zumbi por 3×0, em União dos Palmares.

“É muito complicada a situação do nosso time, que neste sábado viajou com garotos de 17 a 20 anos sem almoço, pois a prefeitura não repassou nenhum recurso para as divisões de base. A alimentação dos atletas foi apenas pão com queijo no almoço e também no jantar, já que União dos Palmares fica a  aproximadamente 150 KM de Palmeira dos Índios”, Protestou Antônio Oliveira.

E Foi mais além Perguntando: “Cadê a secretaria de esportes do município? Apoiar as divisões de base é uma obrigação do município, até porque os recursos foram aprovados pela Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios”, disse.

Jogo

Apesar de jogar todo o segundo tempo com um jogador a mais já que o atacante Wilk do Zumbi foi expulso ainda no primeiro tempo, o tricolor não soube aproveitar a superioridade e perdeu o jogo por 3×0.

Ficha técnica

CSE

Bruno, Berg, Claudinho, Lucas e Victor, Pablo, Buga, Bruno Tessouro e Rodrigo,  Renê e Didinho ( Xuxa)  Técnico Dida

Zumbi

Wellinton Paredão, China, Diogo, Bolacha e Nandinho, Nícolas, Maciel, Wilk (expulso) e Wagner (Dudu), Wanderson e Marquinhos  técnico Dil

Juiz Marcos André de Melo  FAF

 

 

 

Fonte: Voz de Ouro de Alagoas


Alguns municípios de Alagoas vão ficar sem água por 48 horas

Foto por: Divulgação

O Sistema Coletivo do Agreste vai ser paralisado por 48 horas, começando na madrugada da terça-feira (18) e prolongando-se até a meia noite do dia 19. Porém, o fornecimento de água ocorrerá, de forma gradativa, na quinta-feira (20).

O motivo da paralisação, segundo a Agreste Saneamento, que vai realizar o serviço, é a manutenção preventiva no complexo adutor, que receberá melhorias, incluindo limpeza e substituição de equipamentos elétricos (válvulas, registros, ventosas, conexões e painéis), resultando na ampliação da oferta de água.

A interrupção vai afetar os municípios de Campo Grande, Coité do Nóia, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Feira Grande, São Brás e Olho d’Água Grande, além da parte baixa de Arapiraca (bairros: Baixão, Boa Vista, Brasília, Cacimbas I e II, Canafístula, Centro, Guaribas, Itapuã, Jardim Tropical, Manoel Teles, Nova Esperança, Olho d’Água dos Cazuzinhos, Ouro Preto, Poço Frio, Primavera, São Luiz I e II, Verdes Campos, Brisa do Lago, Zélia Barbosa e Sítio Alazão). O serviço atende ao Contrato de Concessão Administrativa nº 90/2012, que visa melhorias no referido sistema.

 

Fonte: Já é Notícia


Após confusão, homem é morto com facadas durante festa em Alagoas

Foto por: Divulgação

Mais uma morte ocasionada por briga foi registrado no Agreste alagoano. Um homem foi assassinado a golpes de faca, ba madrugada deste domingo (16), no Sítio Preá, zona rural do município de Tanque D’Arca.

Populares informaram que a vítima estava em uma festa no centro da cidade e acabou se envolvendo em uma confusão com outros homens, que o golpearam com facadas.

Fernando Eugênio dos Santos, de 29 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local. O Instituto de Criminalística(IC) foi acionado para realização da perícia e o Instituto Médico Legal (IML) fez a retirada do corpo.

Uma guarnição da 2ª CIA de Maribondo foi acionada e se deslocou ao local. Ainda não há informações sobre a autoria do crime.

 

Fonte: Já é Notícia


Motorista perde o controle e carro cai de ponte na AL- 101

Acidente teria sido causado pela falta de visibilidade | TV Pajuçara / Henrique Pereira

Uma família que fazia o trajeto Maragogi – Maceió ficou ferida depois que o carro onde estavam caiu de uma ponte no Rio Pratagy, na madrugada desta segunda-feira (17). O acidente aconteceu na AL-101 Norte, Mirante da Sereia, Litoral Norte de Maceió e deixou quatro pessoas feridas levemente.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o pedido de socorro aconteceu às 4h40. O condutor do Fox prata contou que chovia muito no momento do acidente e que a visibilidade foi comprometida. Além dele, também estavam no carro a esposa e duas irmãs do motorista.

Um guincho foi solicitado para retirada do carro do Pratagy. O condutor, que preferiu não se identificar, permanece no local aguardando. As três feridas receberam atendimento no local e foram socorridas conscientes para a unidade de saúde mais próxima.

A falta de iluminação na região é apontada pelos condutores como um agravante de acidentes deste tipo, principalmente em períodos chuvosos.

O Batalhão Policial Rodoviário (BPRv) registrou a ocorrência.

 

Fonte: TNH1


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey