Palmeira dos Índios
26 ºC Céu Limpo

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
26 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

WhatsApp ganha desbloqueio por digital no Android

WhatsApp ganha desbloqueio por digital no Android

O WhatsApp para Android agora oferece desbloqueio por impressão digital. O recurso chegou primeiro ao iPhone (iOS) e estava disponível na versão beta do aplicativo há algum tempo. Agora, com a atualização do app liberada nesta quinta-feira (31), qualquer pessoa pode ativar a proteção extra nas configurações do mensageiro de forma nativa, sem a necessidade de apps de terceiros.

No tutorial a seguir, confira como colocar o bloqueio por digital no WhatsApp para Android. O procedimento foi realizado em um Moto G7 Play com Android 9.0 (Pie), mas as dicas também valem para outros dispositivos com o sistema do Google e leitor biométrico. É necessário ter a versão mais recente do mensageiro instalada no celular.

Passo 1. Acesse as configurações do WhatsApp. Para isso, toque sobre o botão de menu, no canto superior direito da tela, e toque em “Configurações”;

Passo 2. Abra as configurações de “Conta” e toque em “Privacidade”;

Passo 3. No fim da lista, toque em “Bloqueio por impressão digital” e ative a opção “Desbloquear com impressão digital”;

Passo 4. Por fim, confirme a sua digital no leitor biométrico para ativar o recurso. Caso queira, você pode escolher se o desbloqueio deve ser solicitado imediatamente, após um minuto ou 30 minutos e ocultar o conteúdo das notificações.

Pronto! Aproveite a dica de como configurar o desbloqueio por digital no WhatsApp para Android para aumentar a segurança.

*    Com 7 Segundos


Marta e Alisson concorrem a melhores do mundo de 2019

Resultado de imagem para A atacante Marta e o goleiro Alisson foram indicados na manhã de hoje (30) ao Globe Soccer Awards, uma premiação destinada aos melhores jogadores do mundo neste ano.Concorrendo com o brasileiro Alisson estão o argentino Lionel Messi, os portugueses Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, o egípcio Mohamed Salah e o senegalês Sadio Mané. Marta vai disputar o prêmio de melhor jogadora de 2019 com Ada Hegerbert (Noruega), Lucy Bronze (Inglaterra), Alex Morgan (EUA), Megan Rapinoe (EUA), Sari Van Veenendaal (Holanda) e Amandine Henry (França). O Globe Soccer Awards é organizado há nove anos pela Associação de Empresários de Jogadores de Futebol (EFAA) e pela Associação de Clubes Europeus (ECA). A premiação também contempla outras categorias como a de jogador revelação do ano. Foram cinco indicados: o português João Félix, do Atlético de Madrid; o norueguês Erling Haland, do Red Bull Salzburg; o guinense Anssumane ‘Ansu’ Fati, do Barcelona; o inglês Jadson Sancho, do Borussia Dortmund; e o alemão Kai Havertz, do Bayer Leverkusen. Outros profissionais, como os técnicos, também disputam o prêmio de melhor de 2019. Na lista de finalistas estão Jurgen Klopp (Liverpool), Éric Ten Hag (Ajax), Fernando Santos (Seleção Portuguesa), Ansu Fanti (Seleção Argelina) e Massimiliano Allegri (ele comandou o Juventus até maio, e depois entrou num período sabático). O Globe Soccer Awards vai premiar ainda o melhor clube do ano. Na disputa estão Liverpool, campeão europeu e vice-campeão inglês; Ajax, campeão holandês e destaque pelo desempenho na Liga dos Campeões; e a equipe de futebol feminino do Lyon, campeã europeia. A cerimônia de entrega será no dia 29 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.
Marta e Alisson concorrem a melhores do mundo de 2019

A atacante Marta e o goleiro Alisson foram indicados na manhã de hoje (30) ao Globe Soccer Awards, uma premiação destinada aos melhores jogadores do mundo neste ano.Concorrendo com o brasileiro Alisson estão o argentino Lionel Messi, os portugueses Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, o egípcio Mohamed Salah e o senegalês Sadio Mané. Marta vai disputar o prêmio de melhor jogadora de 2019 com Ada Hegerbert (Noruega), Lucy Bronze (Inglaterra), Alex Morgan (EUA), Megan Rapinoe (EUA), Sari Van Veenendaal (Holanda) e Amandine Henry (França). O Globe Soccer Awards é organizado há nove anos pela Associação de Empresários de Jogadores de Futebol (EFAA) e pela Associação de Clubes Europeus (ECA).

A premiação também contempla outras categorias como a de jogador revelação do ano. Foram cinco indicados: o português João Félix, do Atlético de Madrid; o norueguês Erling Haland, do Red Bull Salzburg; o guinense Anssumane ‘Ansu’ Fati, do Barcelona; o inglês Jadson Sancho, do Borussia Dortmund; e o alemão Kai Havertz, do Bayer Leverkusen.

Resultado de imagem para A atacante Marta e o goleiro Alisson foram indicados na manhã de hoje (30) ao Globe Soccer Awards, uma premiação destinada aos melhores jogadores do mundo neste ano.Concorrendo com o brasileiro Alisson estão o argentino Lionel Messi, os portugueses Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, o egípcio Mohamed Salah e o senegalês Sadio Mané. Marta vai disputar o prêmio de melhor jogadora de 2019 com Ada Hegerbert (Noruega), Lucy Bronze (Inglaterra), Alex Morgan (EUA), Megan Rapinoe (EUA), Sari Van Veenendaal (Holanda) e Amandine Henry (França). O Globe Soccer Awards é organizado há nove anos pela Associação de Empresários de Jogadores de Futebol (EFAA) e pela Associação de Clubes Europeus (ECA). A premiação também contempla outras categorias como a de jogador revelação do ano. Foram cinco indicados: o português João Félix, do Atlético de Madrid; o norueguês Erling Haland, do Red Bull Salzburg; o guinense Anssumane ‘Ansu’ Fati, do Barcelona; o inglês Jadson Sancho, do Borussia Dortmund; e o alemão Kai Havertz, do Bayer Leverkusen. Outros profissionais, como os técnicos, também disputam o prêmio de melhor de 2019. Na lista de finalistas estão Jurgen Klopp (Liverpool), Éric Ten Hag (Ajax), Fernando Santos (Seleção Portuguesa), Ansu Fanti (Seleção Argelina) e Massimiliano Allegri (ele comandou o Juventus até maio, e depois entrou num período sabático). O Globe Soccer Awards vai premiar ainda o melhor clube do ano. Na disputa estão Liverpool, campeão europeu e vice-campeão inglês; Ajax, campeão holandês e destaque pelo desempenho na Liga dos Campeões; e a equipe de futebol feminino do Lyon, campeã europeia. A cerimônia de entrega será no dia 29 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.
Marta e Alisson concorrem a melhores do mundo de 2019

Outros profissionais, como os técnicos,  também disputam o prêmio de melhor de 2019. Na lista de finalistas estão Jurgen Klopp (Liverpool), Éric Ten Hag (Ajax), Fernando Santos (Seleção Portuguesa), Ansu Fanti (Seleção Argelina) e Massimiliano Allegri (ele comandou o Juventus até maio, e depois entrou num período sabático).

Globe Soccer Awards vai premiar ainda o melhor clube do ano. Na disputa estão Liverpool, campeão europeu e vice-campeão inglês; Ajax, campeão holandês e destaque pelo desempenho na Liga dos Campeões; e a equipe de futebol feminino do Lyon, campeã europeia.

A cerimônia de entrega será no dia 29 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.

 

 

 

*    Com Agência Brasil


Brasil e Arábia Saudita fecham parcerias para investimentos

 Encontro com Sua Alteza Real, Mohammed bin Salman, Príncipe Herdeiro do Reino da Arábia Saudita.
Brasil e Arábia Saudita fecham parcerias para investimentos – Foto: José Dias/PR

O Brasil e a Arábia Saudita fecharam parcerias em investimentos que podem resultar no desenvolvimento de projetos de até US$ 10 bilhões, benéficos para os dois países. O Fundo de Investimento Público saudita (PIF) explorará oportunidades em parceria com o governo brasileiro.

O acordo foi assinado hoje (29) pelo presidente Jair Bolsonaro, que está em visita à Arábia Saudita, e pelo príncipe Mohammed bin Salman. Após a assinatura do acordo, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo concederam entrevista coletiva à impresa.

“Vamos organizar um conselho de cooperação entre os dois governos, com a iniciativa privada dos dois países para fazer a definição em que áreas e em que velocidade esses recursos vão ser aplicados no Brasil”, disse Onyx. “Ao chegar ao Brasil vamos organizar o conselho, foi inclusive uma sugestão das autoridades árabes”, acrescentou, Onyx para quem o conselho deve ser formado em cerca de três semanas.

O Brasil expressou o compromisso de trabalhar em conjunto com o fundo saudita para facilitar investimentos sauditas no país, prestando esclarecimentos sobre o marco legal e institucional para investimentos na economia brasileira.

 

Segundo o Ministério das Relações Exteriores brasileiro, representantes dos dois países fizeram referência às reformas econômicas promovidas pelo governo para aprimorar o ambiente de negócios e tornar o Brasil mais atrativo a investidores estrangeiros. Tanto o Brasil como a Arábia Saudita ressaltaram que as concessões inseridas no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) representam oportunidades para investimentos expressivos e com retornos atrativos para o mercado.

O chanceler Araújo disse que, durante o encontro, também foi discutida a simplificação de vistos de turismo e de negócios entre cidadãos dos dois países, buscando  aumentar o fluxo de turistas e de empresários tanto no Brasil como na Arábia Saudita.

 

 

 

*    Com Agência Brasil


Morre menino indiano de 2 anos que ficou preso em poço por 4 dias

Equipes de resgate na Índia tentaram salvar menino preso em poço por 4 dias, mas não conseguiram — Foto: STR / AFP
Equipes de resgate na Índia tentaram salvar menino preso em poço por 4 dias, mas não conseguiram — Foto: STR / AFP

O menino indiano que ficou preso em um poço por 4 dias, Sujith Wilson, foi encontrado morto, informaram as autoridades do país nesta terça-feira (29). O garoto, de 2 anos, caiu em um poço abandonado enquanto brincava na sexta-feira (25) no estado de Tamil Nadu, no sul da Índia.

Equipes de resgate chegaram a enviar oxigênio para o local onde o menino estava, mas ele não resistiu. Inicialmente, Sujith estava preso a cerca de 10 metros de profundidade, mas depois caiu mais para dentro do poço, a cerca de 27 metros.

Autoridades disseram, segundo a BBC, que um “equipamento especial” foi usado para recuperar o corpo de Sujith do poço, e uma equipe de médicos “levou cerca de 45 minutos para confirmar sua morte e fornecer um relatório especial”.

O corpo foi enviado para um hospital do governo para autópsia e depois entregue aos pais, que o enterraram no final da manhã.

Orações haviam sido realizadas em templos, mesquitas e igrejas em Tamil Nadu por seu retorno seguro e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, também tinha escrito no Twitter sobre sua preocupação com a criança.

A atenção pública também se concentrou na política, com muitas pessoas dizendo que as autoridades deveriam garantir que poços não sejam deixados abertos, e que o governo deveria ter protocolos mais eficazes para essas operações de resgate. Houve novos pedidos de multas para quem deixar poços abandonados abertos.

Em junho deste ano, um menino que estava preso em um poço semelhante morreu no estado de Punjab, apesar de uma operação de resgate de dois dias para salvá-lo.

 

 

 

*    Com G1


Brasil e Catar assinam acordo de isenção de visto

Presidente da República, Jair Bolsonaro durante encontro com Presidente da Qatar Airways, Akbar Al Baker.
Foto: Valdenio Vieira/PR

O Brasil e o Catar assinaram hoje (28) acordo para a isenção de visto de entrada nos países de turistas, pessoas em trânsito ou em viagens de negócios. A medida é recíproca. Esse é um dos seis acordos firmados durante a vista do presidente Jair Bolsonaro ao país. Ele foi recepcionado em Doha pelo emir do Catar, Xeique Tamin Bin Hamad Al Thani, no Palácio Real, onde firmaram acordos de cooperação em áreas como defesa, saúde e serviços aéreos.

Os dois países também pretendem concluir um acordo para exploração de serviços aéreos entre seus territórios. Além disso, com base na experiência brasileira em sediar a Copa do Mundo de 2014, o Brasil vai cooperar com o Catar para a realização de grandes eventos esportivos. O país do Oriente Médio vai sediar a competição em 2022.

Ainda foi assinado acordo de cooperação entre as academias diplomáticas dos dois países, inclusive para o intercâmbio de estudantes diplomatas. No Brasil, a instituição responsável pela formação de diplomatas é o Instituto Rio Branco. No campo da saúde, Brasil e Catar intensificarão a colaboração em áreas de interesse mútuo.

Já na área de defesa, os dois países assinaram acordo para pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico, medicina militar e fornecimento de produtos e serviços de defesa, além de intensificar a troca de conhecimentos e experiências sobre organização e operações das Forças Armadas, incluindo operações de manutenção da paz. O Brasil já participou de mais de 50 operações de paz e missões de paz das Nações Unidas.

O Catar é penúltimo país a ser visitado pelo presidente Bolsonaro, que já esteve no Japão, China e Emirados Árabes Unidos para divulgar as reformas que o governo está empreendendo no campo econômico e as oportunidades de negócios no Brasil. Além de encontro com autoridades, o presidente participou de um seminário empresarial.

Ainda nesta segunda-feira, a comitiva presidencial segue para Riade, na Arábia Saudita, onde será recepcionado pelo príncipe herdeiro do país, Mohammed bin Salman. No Oriente Médio, o objetivo de Bolsonaro e seus ministros é atrair investidores, em especial para os projetos de concessões e privatizações do Programa de Parcerias de Investimentos. Os países dessa região são donos de grandes fundos soberanos em busca de oportunidades em países emergentes.

*      Com Agência Brasil

Óleo que vazou foi extraído de três campos na Venezuela, diz Petrobras

Vista geral de um derramamento de óleo na praia de Peroba em Maragogi, estado de Alagoas, Brasil, outubro de 2019. Foto tirada em 17 de outubro de 2019. REUTERS / Diego Nigro
REUTERS / Diego Nigro/Direitos reservados

O diretor de Assuntos Corporativos da Petrobras, Eberaldo Neto, disse hoje (25) que a análise de 30 amostras do petróleo recolhido de praias do Nordeste permitiu concluir que ele foi extraído de três campos de produção na Venezuela. Em uma entrevista coletiva concedida à imprensa para analisar os resultados do balanço do terceiro trimestre de 2019, Neto esclareceu que a companhia agiu assim que foi acionada pela União, no início de setembro, e recolheu 340 toneladas de resíduos das praias.

“A gente fez análise em mais de 30 amostras e concluiu que é de três campos venezuelanos”, disse Neto. “A origem do vazamento é outra coisa. A gente entende que é na costa brasileira.”

O vazamento teria ocorrido no Oceano Atlântico, em uma região no caminho de uma corrente marinha que vem da África e se bifurca, seguindo para a costa setentrional do Nordeste, de um lado, e para a Bahia e o Sudeste, do outro, passando pelos locais onde o óleo tem sido recolhido.

Óleo que vazou foi extraído de três campos na Venezuela, diz Petrobras

“A gente sabe que foi em um ponto desse de bifurcação que foi a origem do vazamento. Provavelmente, um navio passando ali. As autoridades estão investigando.”

Neto destacou que o fato de o petróleo afundar e seguir para o litoral em uma camada abaixo da superfície do mar dificulta a visualização dele com sobrevoos e satélites e também a contenção dele com barreiras.

“A gente tem um centro de defesa ambiental preparado para isso, mas preparado para um óleo da Petrobras, que vaza de instalação da Petrobras, e a gente localiza a fonte e ataca com os instrumentos mais adequados”, disse o diretor, que explicou que o fato de o óleo submergir quase que inviabiliza a contenção dele antes de chegar ao litoral. “Fica praticamente impossível pegar a montante esse óleo e segurar com barreiras e outros instrumentos que a gente tem. O mecanismo de captura tem sido quando a maré e a corrente jogam para a praia. Infelizmente, tem sido esse o jeito, porque, com os mecanismos que a gente detém, é agulha no palheiro para a gente pegar pelas características do óleo.”

O diretor da estatal afirmou que a Petrobras vai distribuir equipamentos de proteção individual em comunidades do Nordeste para que voluntários possam utilizar os equipamentos para se proteger de possíveis intoxicações no contato com a substância.

Neto disse que o foco da Petrobras é continuar o trabalho e qualquer discussão sobre o valor que será ressarcido à companhia pelos recursos gastos será feita posteriormente.

 

 

 

*    Com Agência Brasil


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey