82 99641-3231

Desemprego nos EUA recua a 3,6% em abril, menor taxa desde 1969

aqui achei

Em abril, o número de desempregados foi estimado em 5,8 milhões, uma queda de 387 mil em relação ao mês anterior.

Entre os desempregados, o número de demitidos e pessoas que completaram trabalho temporário caiu em 186 mil no mês, recuando 2,7 milhões. Já o número de desempregados de longo prazo (há pelo menos 27 semanas) ficou estável em 1,2 milhão – 21,1% do total de desempregados.

O escritório também estimou o número de desalentados (aqueles que desistiram de procurar emprego) em 454 mil, praticamente igual ao registrado um ano antes.

Entre os grupos sociais, o desemprego recuou para:

  • homens adultos (para 3,4%);
  • mulheres adultas (3,1%);
  • brancos (3,1%);
  • asiáticos (2,2%);
  • e hispânicos (4,2%).

Houve pouca ou nenhuma mudança nas taxas registradas entre os adolescentes (13%) e negros (6,7%) – as maiores entre os grupos pesquisados.

Rendimento

A pesquisa também mostrou alta nos rendimentos dos empregados não-rurais, em US$ 0,06 a hora, para US$ 27,77. No ano, o crescimento médio dos rendimentos foi de 3,2% por hora.

Fonte: G1 Globo.


Venezuelanos procuram comida em lixão na fronteira do Brasil

aqui achei
Venezuelano procura lixo que pode ser reaproveitado no aterro de Pacaraima, cidade fronteiriça — Foto: Emily Costa/G1 RR
Venezuelano procura lixo que pode ser reaproveitado no aterro de Pacaraima, cidade fronteiriça — Foto: Emily Costa/G1 RR

Em uma tentativa de sobreviver após fugir da crise na Venezuela, três homens venezuelanos encontraram no lixão da cidade fronteiriça de Pacaraima, em Roraima, a única fonte de subsistência.

Enfiados entre os dejetos da cidade, os imigrantes ficam da manhã à tarde em busca daquilo que possam aproveitar. Recolhem metais, papelões e comida. Eles dizem que não conseguem outro trabalho porque a cidade está cheia de venezuelanos carentes, enquanto outros cometem crimes e “por um todos pagam”.

“Buscamos tudo o que possamos vender para conseguir algum dinheiro. Se achamos alimentos que não estão podres, comemos”, descreve Miguel Arteaga, 48, que há três semanas vive em Pacaraima. “Moramos os três de favor em uma casa”.

O número de venezuelanos que fogem para o Brasil aumentou em meio a manifestações e confrontos no vizinho sul-americano desde a última terça-feira (30).

O presidente autoproclamado Juan Guaidó, que preside a Assembleia Nacional, anunciou ter apoio de militares e convocou o povo às ruas um dia antes do 1º de Maio para derrubar o regime de Nicolás Maduro. O chavista, no entanto, afirma que os oposicionistas “fracassarão”.

Só na terça-feira (30), 848 imigrantes passaram pelo posto de triagem na cidade fronteiriça de Pacaraima. Segundo a operação Acolhida, que controla o fluxo migratório, o movimento foi considerado “atípico” se comparado a média diária de 450.

Correria em aterro de Pacaraima

O venezuelano em Pacaraima Miguel Arteaga conta que duas vezes ao dia, normalmente de manhã e à tarde, um caminhão leva mais lixo para o aterro. Nesses momentos costuma haver correria.

“Aparecem muitos venezuelanos jovens, com 19, 20 anos. Correm quando o caminhão chega”, relata um dos companheiros de Arteaga, Gustavo Santana, 48. “O governo da Venezuela não serve. Nos fez chegar a este ponto”.

Criança venezuelanas reviram dejetos em Pacaraima a procura de algo para sobreviverem — Foto: Emily Costa/G1 RR
Criança venezuelanas reviram dejetos em Pacaraima a procura de algo para sobreviverem — Foto: Emily Costa/G1 RR

Segundo a ONU, 3,4 milhões de venezuelanos saíram do país desde 2014 quando se agravou a grave crise política e econômica no país. Cerca de 96 mil buscaram refúgio no Brasil, mas no estado fronteiriço de Roraima, que concentra maior quantidade, só 9% conseguem inserção no mercado formal, conforme levantamento da Organização Internacional para Migrações (OIM).

Com as pernas metidas no lixo, o terceiro venezuelano entrevistado revirava entre restos. Ele encontrou um curto pedaço de arame e o guardou. Mais jovem entre os três, é o que tem mais experiência ali. Está há três meses vivendo do lixo.

“Havia uma grávida, mas ela já pariu e se foi daqui”, conta Fresby Artiaga, de 19 anos. “Pagam 10 centavos pelo quilo de papelão, e o de lata custa R$ 3. Dividindo tudo o que conseguimos, são entre R$ 15 e R$ 20 ao dia para cada um. Só dá para comer”.

Um homem e quatro garotos também caminham entre os montes de lixo. Um dos meninos carrega um saco nas costas. São índios warao, etnia que vive em território venezuelano e também migra em massa ao Brasil.

“De repente consigo um dinheiro para passagens e me vou daqui”, completou Gustavo, que não esconde a vontade de sair dali. “Quero ir mais ao Sul do Brasil, encontrar um trabalho. Recomeçar”.

Crise na Venezuela faz com que imigrantes recorram ao lixo em Pacaraima para sobreviver — Foto: Emily Costa/G1 RR
Crise na Venezuela faz com que imigrantes recorram ao lixo em Pacaraima para sobreviver — Foto: Emily Costa/G1 RR


Atividade física moderada e regular melhora a memória, segundo estudo

aqui achei
Imagem da Internet

Atividade física moderada e regular pode mudar a forma como o cérebro funciona, melhorando imediatamente a memória, segundo um estudo da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, publicado no Jornal da Sociedade Internacional de Neuropsicologia.

Estudos anteriores já haviam demonstrado que exercícios regulares afetam o cérebro, aumentando a produção de neurotransmissores, melhorando o raciocínio. Nesse estudo, o foco foi a memória.

Foram selecionados 32 idosos fisicamente ativos, entre 55 e 85 anos. Eles tinham que ir ao laboratório duas vezes por semana. Enquanto um grupo pedalava uma bicicleta ergométrica por 30 minutos – o exercício deveria estimular, mas não esgotar os participantes – o outro apenas descansava.

Em seguida, todos eram submetidos ao mesmo teste – tanto os que se exercitaram quanto os que não praticaram atividade física. Esse teste consistia em reconhecer nomes de pessoas famosas enquanto a atividade cerebral era acompanhada por meio de ressonância magnética. Reconhecer nomes públicos são um elemento importante da memória semântica, o conhecimento sobre o que nos cerca, segundo o estudo.

Os pesquisadores esperavam que essa região da memória não reagisse após o treinamento, mas ocorreu justamente o contrário. A área do cérebro relacionada à memória se mostrou muito mais ativada depois do exercício do que do descanso.

O estudo faz uma analogia com o que acontece com os músculos. Quando uma pessoa começa a se exercitar, há um grande esforço dos músculos para queimar energia. Mas, à medida em que ela fica em forma, os músculos respondem com mais eficiência, utilizando menos energia para a mesma atividade.

Os pesquisadores acreditam que um fenômeno parecido ocorre em relação à atividade cerebral. O exercício é capaz de regular melhor a função de determinadas áreas cerebrais, entre elas, a relacionada à memória.

 

Fonte: Minuto Palmeira


ONU: uso excessivo de remédios pode matar 10 milhões até 2050

aqui achei

Uso excessivo de remédios pode matar 10 milhões ao ano até 2050 – Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Relatório de entidades ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado nesta segunda-feira (29), alerta que o uso excessivo de medicamentos e os consequentes casos de resistência antimicrobiana podem causar a morte de até 10 milhões de pessoas todos os anos até 2050.

O prejuízo à economia global, segundo o documento, pode ser tão catastrófico quanto a crise financeira que assolou o mundo entre 2008 e 2009. A estimativa é que, até 2030, a resistência antimicrobiana leve cerca de 24 milhões de pessoas à extrema pobreza.

Atualmente, pelo menos 700 mil pessoas morrem todos os anos devido a doenças resistentes a medicamentos – incluindo 230 mil por causa da chamada tuberculose multirresistente.

“Mais e mais doenças comuns, incluindo infecções do trato respiratório, infecções sexualmente transmissíveis e infecções do trato urinário estão se tornando intratáveis”, destacou a Organização Mundial da Saúde (OMS) por meio de comunicado.

“O mundo já está sentindo as consequências econômicas e na saúde à medida em que medicamentos cruciais se tornam ineficazes. Sem o investimento dos países em todas as faixas de renda, as futuras gerações terão de enfrentar impactos desastrosos da resistência antimicrobiana descontrolada”, completou a entidade.

O relatório recomenda, entre outras medidas, priorizar planos de ação nacionais para ampliar os esforços de financiamento e capacitação; implementar sistemas regulatórios mais fortes e de apoio a programas de conscientização para o uso responsável de antimicrobianos e investir em pesquisa e no desenvolvimento de novas tecnologia,s para combater a resistência antimicrobiana.

 

Fonte: Todo Segundo


Aplicativo bloqueia automaticamente ligações de telemarketing

aqui achei
Aplicativo adiciona números a lista de bloqueio. — Foto: Ronaldo Prass/G1

Com o comércio clandestino de dados pessoais na internet, diversos serviços de telemarketing tem se tornando inconvenientes para muitas pessoas. Os celulares oferecem a função de bloquear chamadas indesejadas, mas é preciso primeiro atender uma chamada dessas para só depois adicioná-la à lista de bloqueio.

No entanto, existe um aplicativo para ajudar a solucionar esse problema. Chamado Truecaller, o app funciona como um identificador de chamadas, mas utiliza uma lista pública com contatos que já foram bloqueados por outros usuários que já foram importunados.

Essa funcionalidade permite que os números inconvenientes sejam adicionados previamente na lista de bloqueio do celular, antes mesmo de ter recebido uma ligação deles.

Sobre o aplicativo

Depois de instalado é necessário fazer alguns ajustes para melhor o funcionamento. Ao executar app é necessário conceder a permissão de acesso a agenda de contatos.

Ele acessará a lista de contatos bloqueados armazenada localmente, renomeará o contato, irá marcar o nome vermelho para facilitar a sua identificação e adicionará a quantidade de denúncias recebidas.

O Truecaller está disponível para o Android e também para iOS.

App ajuda a bloquear números indesejados — Foto: Reprodução/G1
App ajuda a bloquear números indesejados — Foto: Reprodução/G1

A lista de “spammers” pode ser obtida manualmente na versão gratuita do app e automaticamente na versão paga. Para acessar o gerenciador de atualização, basta tocar sobre o ícone em formato de escudo e depois na opção “Atualizar”.


Vingadores: Ultimato

aqui achei

Gênero: Ação / Duração: 183 min / Classificação: 12 anos

 

Após a destruição devastadora promovida pelo implacável Thanos (Josh Brolin) em Vingadores: Guerra Infinita (2018), causando inúmeras mortes, algo precisa ser feito. Seu plano de reunir as Joias do Infinito foi concluído, e metade do universo está em caos. Chega a hora em que sobreviventes dos Vingadores, Guardiões da Galáxia e outros heróis, liderados pelo Capitão América (Chris Evans) e Viúva Negra (Scarlett Johansson), precisam dar o troco e restaurar a ordem do universo, custe o que custar. Para isso, contarão com Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Capitã Marvel (Brie Larson), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Mark Ruffalo), Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e Homem-Formiga (Paul Rudd). O G1 já viu.

Kinoplex Maceió Shopping

  • Dub – 13h, 14h, 14h30, 13h45, 16h30, 17h15, 17h30, 18h, 20h, 20h45, 21h30, 23h30

  • Leg – 13h30, 17h, 20h30, 21h, 23h55

Centerplex Shopping Pátio

  • Dub 3D – 13h30, 17h15, 21h

  • Dub – 12h, 12h30, 14h, 15h15, 15h45, 16h15, 17h45, 19h30, 20h, 21h30

Lumière Shopping Farol

  • Dub 3D – 17h

  • Dub – 13h30, 16h30, 20h, 20h30

Cinesystem Arapiraca Garden Shopping

  • Dub 3D – 14h, 17h30, 21h

  • Dub – 13h30, 14h30, 17h, 18h, 20h30, 21h30

  • Leg 3D – 15h, 18h30, 22h

  • Leg – 13h, 16h30, 20h, 23h30


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey