82 99641-3231

Católicos lembram 26 anos da morte de Irmã Dulce; canonização está em curso

Iniciadas em março de 2017, as homenagens em memória pelos 25 anos de falecimento de Irmã Dulce serão encerradas com uma missa, às 9h desta terça-feira (13), quando completam-se 26 anos do falecimento da freira, no Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, Largo de Roma, em Salvador. A cerimônia será presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Durante um ano, foram realizadas ações que incluíram campanhas sociais, novos projetos na área da saúde, exposições, shows musicais, entre outras iniciativas, para relembrar o Anjo Bom da Bahia, que foi beatificada em 2011.

Três graças alcançadas por devotos, após orações a Irmã Dulce, estão sendo analisadas pelo Vaticano, com vista no processo de canonização da religiosa. Esses três casos foram enviados ao Vaticano pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em 2014, após análise de profissionais da própria instituição.

Após a beatificação da freira, em 2011, iniciou-se o processo para buscar a canonização, quando a pessoa passa a ser considerada santa pela Igreja Católica. Para a beatificação, é necessária comprovação de um milagre, que no caso de Irmã Dulce ocorreu em outubro de 2010. Já para a canonização, é preciso que o Vaticano reconheça mais um milagre, com a exigência de que esse milagre tenha ocorrido após a beatificação.

De acordo com Oswaldo Gouveia, assessor de Memória e Cultura da OSID, milhares de relatos de graças alcançadas foram analisados por eles, e três foram enviados ao Vaticano.

“Eles estão fazendo a validação jurídica. Agora a começa a validação técnica, teológica, espiritual. É um passo dado”, diz Gouveia, que destaca que não há um prazo determinado para a recomendação ou não da canonização.

“Passa por uma comissão de teólogos, depois por uma comissão de cientistas, depois um grupo de cardeais recomendam ou não a canonização”, explica.

Gouveia explica que o Vaticano tem quatro exigências quanto à veracidade da graça, até ser considerado milagre: ser preternatural (a ciência não consegue explicar), instantâneo (acontecer imediatamente após a oração), duradouro e perfeito.

Milagre reconhecido e beatificação

A graça que foi reconhecida como milagre pelo vaticano ocorreu em 2001, nove anos após a morte de Irmã Dulce. Foi um caso de pós-parto de uma moradora da cidade de Malhador, no interior de Sergipe.

De acordo com o médico Sandro Barral, um dos investigadores e peritos que confirmaram o milagre, a paciente apresentava um quadro de forte hemorragia não controlável. Em um período de 18h, a mulher chegou a passar por três cirurgias, mas o sangramento não cessava. Contudo, sem nenhuma intervenção médica, e após pedir a intercessão de Irmã Dulce, a hemorragia subitamente parou e a paciente se recuperou.

De acordo com informações da Osid, a abertura do processo de beatificação começou em 17 de janeiro de 2000. No ano seguinte foi anunciada a graça, e em 2002 o processo foi levado para análise do Vaticano. A Congregação para a Causa dos Santos do Vaticano reconheceu o milagre em 26 de outubro de 2010.

Em 22 de maio de 2011, foi realizada no Parque de Exposições de Salvador a cerimônia de beatificação de Irmã Dulce, que passou a ser chamada como “Bem-aventurada Dulce dos Pobres”.

Na cerimônia, foi lido o decreto apostólico do então Papa Bento XVI inscrevendo Irmã Dulce na lista dos santos e beatos da Igreja Católica, propondo-a como exemplo cristão para todos os fiéis. Na celebração, foi anunciada também a data de celebração da sua festa litúrgica: 13 de agosto.

Ainda no dia da cerimônia, o Papa Bento XVI afirmou, em pronunciamento realizado no Vaticano, que estava junto aos brasileiros na alegria pela beatificação de Irmã Dulce. “Ao saudar os peregrinos de língua portuguesa, desejo também associar-me à alegria dos pastores e fieis congregados em Salvador, na Bahia, para a beatificação da Irmã Dulce Lopes Pontes, que deixou atrás de si um prodigioso rastro de caridade, a serviço dos últimos, levando o Brasil inteiro a venerar os desamparados”, disse, em português, o então papa.

Irmã Dulce

Irmã Dulce nasceu Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, em 26 de maio de 1914, na cidade de Salvador, e desde cedo manifestou interesse pela vida religiosa.

Aos 13 anos de idade, passou a acolher mendigos e doentes em sua casa, transformando a residência da família – na Rua da Independência, 61, no bairro de Nazaré – em um centro de atendimento. A casa ficou conhecida como “A Portaria de São Francisco”, por conta do grande número de carentes que se aglomeravam a sua porta.

Em 1933, a jovem ingressou na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, cidade de São Cristóvão, em Sergipe. No mesmo ano recebeu o hábito e adotou o nome de Irmã Dulce, em homenagem à sua mãe, que se chamava Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes e morreu quando a freira tinha 7 anos.

No ano de 1935, já de volta a Salvador, dava assistência à comunidade pobre de Alagados, conjunto de palafitas que se consolidara na parte interna do bairro de Itapagipe. Nessa mesma época, começa a atender também os operários que eram numerosos naquele bairro, criando um posto médico e fundando, em 1936, a União Operária São Francisco – primeira organização operária católica do estado, que depois deu origem ao Círculo Operário da Bahia.

Em 1939, Irmã Dulce invade cinco casas na localidade da Ilha do Rato, na capital baiana, para abrigar doentes que recolhia nas ruas de Salvador. Expulsa do lugar, ela peregrina durante uma década, levando os seus doentes por vários locais da cidade.

Por fim, em 1949, Irmã Dulce ocupa um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio, após autorização da sua superiora, com os primeiros 70 doentes. A iniciativa deu origem à tradição propagada há décadas pelo povo baiano de que a freira construiu o maior hospital da Bahia a partir de um simples galinheiro.

Já em 1959, é instalada oficialmente a Associação Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

A Osid atualmente é um dos maiores complexos de saúde com atendimento 100% gratuito do Brasil, com 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), entre idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pacientes sociais, crianças e adolescentes em situação de risco social,dependentes de substâncias psicoativas e pessoas em situação de rua.

Segundo a instituição, nos últimos 25 anos a entidade contabiliza 60 milhões de atendimentos ambulatoriais e mais de 280 mil cirurgias realizadas, o que dá uma média de aproximadamente 30 cirurgias por dia.

Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, em Salvador.


Kim Jong-un convida Trump para reunião e americano aceita, diz enviado coreano

O ditador norte-coreano Kim Jong-un convidou o presidente americano Donald Trump para fazer uma reunião e o americano respondeu que sim, segundo Chung Eui-Yong, conselheiro de Segurança Nacional da Coreia do Sul, que leu um comunicado em frente à Casa Branca. O encontro aconteceria em maio, segundo o representante.

Chung Eui-yong, e o chefe do Serviço de Inteligência Nacional, Suh Hoon, viajaram a Washington, para explicar a posição da Coreia do Norte sobre possíveis conversas futuras com Washington e a possibilidade de Pyongyang suspender testes nucleares caso a segurança do governo da Coreia do Norte seja assegurada.

Chung, que liderou na segunda-feira uma delegação sul-coreana para o primeiro encontro com Kim, se encontrou com o assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, H.R. McMaster, na Casa Branca, dando início a uma rodada de discussões com autoridades seniores do governo.

O crescente foco em diplomacia ajudou a aliviar temores de guerra e um impasse sobre o desenvolvimento norte-coreano de mísseis nucleares capazes de atingir os EUA, e colocou Washington sob pressão para ponderar a seriedade da oferta de Pyongyang.


Atirador abre fogo contra alunos de escola nos EUA

Tiros deixaram ao menos dois mortos e vários feridos em uma escola de ensino médio no sul da Flórida, na cidade de Parkland, de acordo com funcionários dos serviços de emergência. O número, no entanto, pode ser ainda maior. O gabinete do xerife disse que ao menos 14 pessoas foram hospitalizadas. A escola Marjory Stoneman Douglas, onde estudam cerca de 3 mil alunos, foi esvaziada, mas pais contavam que alguns alunos ainda estavam trancados nas salas de aula, enviando mensagens por celular. A polícia informou que o atirador foi detido.

Serviços de emergência foram enviados ao local, segundo o xerife do condado de Broward. Imagens aéreas de emissoras locais mostram vários estudantes correndo do local e outros sendo levados a ambulâncias ou deitados no chão. A escola Marjory Stoneman Douglas, a cerca de 70 quilômetros ao norte de Miami, está em “código vermelho”.

Fontes da emissora CNN disseram que há pelo menos dois mortos, mas a polícia, por enquanto, só informou sobre os 14 hospitalizados.

De acordo com algumas emissoras locais, como a “WSVN”, filial da Fox, o autor dos disparos se chama Nicholas Cruz, um ex-aluno, e foi preso. Ele usava máscaras de gás, um chapéu preto e calça e blusa marrons. A mídia ainda o descreveu como um “menino difícil”, um estudante “alternativo”. Ele também seria integrantes de grupos pró-armas nas redes sociais e teria participado de debates na internet sobre fabricação de bombas. Um apresentador da Fox News divulgou uma imagem do suposto atirador, mas ainda não há confirmação.

Veja a foto do possível suspeito:


Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue acontecem juntas nesta quarta

Esta quarta-feira (31) será marcada por uma rara coincidência envolvendo a Lua: quem olhar para o céu do ponto certo do planeta poderá testemunhar, no mesmo dia, uma Superlua, uma Lua Azul e uma Lua de Sangue, esta última em decorrência de um eclipse lunar (veja abaixo a explicação de cada um desses fenômenos). A agência espacial americana, Nasa, está chamando essa junção de “Superlua Azul de Sangue” (Super Blue Blood Moon).

Infelizmente, no Brasil o eclipse não será visto, com exceção de algumas localidades do extremo norte do país. Portanto, à maioria dos brasileiros, resta apenas observar a Lua cheia em seu perigeu, o que se chama de Superlua.

O que são os fenômenos que vão acontecer nesta quarta:

Superlua: ocorre quando a Lua está cheia e em seu ponto mais perto da Terra na órbita ao redor do nosso planeta. Esse período é chamado de perigeu, quando o satélite aparece no céu cerca de 14% maior e 30% mais brilhante do que no apogeu (Microlua) – quando está mais distante.

Lua Azul: apelido dado à segunda lua cheia que acontece em um mesmo mês. Por ser apenas uma referência ao calendário, não tem de fato uma relação com alguma alteração de cor ou aparência do satélite.

Eclipse lunar: ocorre quando a Lua passa pela sombra da Terra, o que não ocorre todos os meses porque a órbita da Lua está ligeiramente inclinada com relação à da Terra em torno Sol.

Lua de Sangue: durante o eclipse, a Lua não desaparece totalmente da vista, mas adquire uma tonalidade avermelhada.

À agência espanhola EFE, o Instituto de Astrofísica das Ilhas Canárias (IAC, sigla em espanhol) informou que a coincidência da Superlua com um eclipse não acontece desde 1982. Ele poderá ser visto melhor na América do Norte, Oriente Médio, Ásia, Rússia Oriental, Austrália e Nova Zelândia.

Esta Superlua é a terceira de uma série que começou em dezembro. Esse fenômeno pode ser observado a olho nu, de acordo com a Nasa, mas é difícil para os nossos olhos fazerem a distinção precisa dessas mudanças de tamanho com o satélite localizado em um lugar tão alto e em um vasto céu à noite.


Homem rompe garganta após segurar espirro

Um jovem de 34 anos no Reino Unido rompeu a parte de trás da garganta após segurar um espirro, o que o deixou quase sem fala e e com dificuldades para engolir temporariamente.

O caso foi publicado no “British Medical Journal Case Reports”, braço do periódico BMJ que costuma publicar casos atípicos da medicina.

Segundo o relato, o homem colocou a mão na boca e apertou o nariz com a outra mão na tentativa de conter um espirro: como consequência, acabou por fraturar gravemente a garganta.

O caso foi surpreendente, dizem médicos que atenderam o homem, porque a ruptura da parte de trás da garganta só é vista em traumas e acidentes.

Às vezes, ela é reportada em vômitos ou tosse intensa, mas dificilmente após um único espirro.

A fratura foi seguida de dores intensas e bolhas de ar passaram a invadir tecidos, levando o jovem à internação.

No hospital, o homem foi alimentado por tubos e recebeu antibióticos até ser liberado sete dias depois.

Fonte: G1

Ondas de rádio de canto obscuro do Universo assustam mais que ETs

Cientistas descobriram, há aproximadamente 10 anos, rajadas velozes de rádio (FRB, do inglês fast rádios bursts) vindas de confis do espaço. O que intriga pesquisadores é que o fenômeno vem de um canto obscuro do Universo, com uma emissão de energia inacreditavelmente alta.

De acordo com o site ‘Tecmundo’, o fenômeno dura cerca de milissegundos. No entanto, foi a manifestação repetitiva deste pulso de rádio que permitiu o rastreamento da origem do fenômeno. Pesquisadores acreditam que as rajadas devem ser originadas no entorno de uma estrela de nêutrons, ou de nebulosa de ventos altamente magnetizados.

“Neste ponto, nós realmente não conhecemos o mecanismo. Há muitas questões: como uma estrela rotativa de nêutrons produz a grande quantidade de energia típica de um FRB?”, questiona Vishal Gajjar, estudante de pós-doutorado da Universidade de Berkeley.

Estas ondas de rádio assustam tanto que o cientista garante que temos sorte em estarmos a 3 bilhões de anos-luz de distância da origem do fenômeno.

Fonte: Notícias ao Minuto

Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey