Palmeira dos Índios
28 ºC Céu limpo

Palmeira dos Índios | Céu limpo
28 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Superlotação do Everest gera polêmica após 11 mortes de alpinistas na temporada

A foto, do dia 22 de maio, mostra a quantidade de escaladores do Everest. Muitas equipes tiveram que esperar por horas em filas para chegar ao topo. — Foto: Handout / Project Possible / AFP

Pelo menos 11 pessoas morreram nesta temporada de escaladas no monte Everest, montanha que fica na fronteira entre o Nepal e o Tibete. A maioria das mortes foi atribuída ao cansaço dos alpinistas — piorado, segundo os mais experientes, devido à superlotação no caminho de subida e descida do topo.

Neste ano, o governo nepalês bateu um recorde histórico no número de passes concedidos para a subida: 381. Cada titular de uma permissão é acompanhado por um guia, o que significa que mais de 750 pessoas estão na rota para a escalada, de acordo com os últimos dados disponíveis.

A montanha é a mais alta do mundo, com 8.848 metros de altitude (medida que já foi motivo de controvérsia entre a China e o Nepal). O final do mês de abril e o mês de maio são considerados os melhores para escalada.

Esta é a temporada em que mais pessoas morreram?

Não. Em 2015, pelo menos 22 pessoas morreram depois de uma avalanche no monte, causada pelo terremoto que atingiu o Nepalnaquele ano. A tragédia foi ainda pior do que a do ano anterior, quando 16 guias — todos do grupo étnico Sherpa — morreram na montanha.

As mortes de 2014 fizeram com que os guias encerrassem mais cedo a temporada de escaladas no monte e levaram o governo nepalês a aumentar o seguro de vida dos guias para US$ 15 mil (cerca de 1,67 milhão de rúpias nepalesas), segundo a revista “National Geographic”. Cada guia nepalês costuma subir e descer o monte 30 vezes por temporada.

Por que o monte está tão cheio?

Cada pessoa precisa pagar por uma permissão para subir o Everest, que custa US$ 11 mil (cerca de R$ 44,2 mil). Entre abril e maio, o número de alpinistas aumenta, pois as condições são menos extremas. A lotação pode estar associada a uma menor “janela” de subida permitida pelas condições climáticas.

É certo que a superlotação causou as mortes?

Na foto, de 16 de maio, alpinistas escalam o monte Everest. — Foto: Gesman Tamang / AFP
Na foto, de 16 de maio, alpinistas escalam o monte Everest. — Foto: Gesman Tamang / AFP

Segundo o governo nepalês, não. O diretor-geral do departamento de turismo do Nepal, Danduraj Ghimire, afirmou em entrevista ao “The New York Times”, no domingo (26), que o grande número de mortes neste ano não estava relacionado à superlotação, mas ao fato de que havia menos dias de tempo bom para os escaladores chegarem ao cume com segurança.

Uma causa para a menor “janela” de subida pode ter sido o ciclone Fani, que atingiu Índia e Bangladesh, diz a BBC. Depois da passagem do ciclone, o tempo piorou no Himalaia nepalês, o que obrigou o governo a suspender atividades de montanhismo por pelo menos dois dias.

Isso atrasou os preparativos de subida. Quando surgiu a primeira oportunidade, poucas equipes começaram a escalada — a maior parte esperou pela segunda “janela”. Assim, a quantidade de pessoas no pé da montanha continuou a aumentar — outro fator que contribuiu para as filas.

Quantas pessoas já chegaram ao topo do Everest?

De acordo com a base de dados do Himalaia, 5.294, até dezembro passado. Dessas, 1.211, a maioria delas guias da etnia Sherpa, chegaram várias vezes, o que leva o número de escaladas até o topo a 9.159.

Os primeiros, o neozelandês Edmund Hillary e o nepalês Sherpa Tenzing Norgay, chegaram ao topo em 1953. A primeira mulher a alcançar o cume foi a japonesa Junko Tabei, em 1975, e desde então 548 subidas ao topo foram feitas por mulheres.

A maior parte das expedições ao Everest dura cerca de dois meses, de acordo com o Conselho Britânico de Alpinismo. Os escaladores começam a chegar aos acampamentos de base no fim de março — enquanto o dia de chegada ao topo costuma ser uma data no meio de maio, quando as temperaturas estão mais amenas e os ventos, mais fracos.

Por volta da meia-noite, começa a subida, para que os alpinistas estejam no topo pela manhã. O lado sul, nepalês, é o mais popular entre os alpinistas: das chegadas até o topo, 5.888 foram feitas pelo lado do Nepal, e as outras 3.271 pelo lado tibetano.

Entre 1924 e 2018, 295 pessoas morreram tentando escalar o Everest.


Papa Francisco recebe líder indígena brasileiro Raoni no Vaticano

Papa Francisco abraça líder indígena Raoni em encontro no Vaticano, nesta segunda-feira (27) — Foto: Vatican Media / AFP

O Papa Francisco recebeu no Vaticano, nesta segunda-feira (27), o líder indígena Raoni Metuktire, que atua no combate à devastação da Amazônia.

A audiência faz parte da preparação para a Assembleia Especial do Sínodo (Encontro) dos Bispos para a região Panamazônica, que vai ser realizada de 6 a 27 outubro, segundo o porta-voz do papa, Alessandro Gisotti. O tema do encontro será: “Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para Ecologia”.

O líder indígena denuncia a devastação da Amazônia, que está ameaçada pelo desmatamento e pressionada pelo agronegócio e pela indústria madeireira.

O líder caiapó, que viaja acompanhado de outros três líderes indígenas do Xingu, começou em 12 de maio uma viagem de três semanas pela Europa, onde marchou com jovens por medidas contra mudança climática e foi recebido por chefes de Estado, como o presidente Emmanuel Macron (França). O líder indígena também aproveitou sua passagem pelo tradicional festival de cinema de Cannes, no sul da França, para pedir apoio para o seu projeto de proteção da Amazônia.

Devastação da Amazônia

Em 2015, Francisco publicou a encíclica “Laudato Si” (Louvado Seja), em que ataca um modelo de desenvolvimento injusto e convida os católicos a tomarem ações concretas para frear a exploração insensata do meio ambiente.

Líder indígena brasileiro Raoni Metuktire e o diretor de cinema Jean-Pierre Dutilleux em Cannes — Foto: Stephane Mahe/Reuters
Líder indígena brasileiro Raoni Metuktire e o diretor de cinema Jean-Pierre Dutilleux em Cannes — Foto: Stephane Mahe/Reuters

O pontífice denunciou os problemas enfrentados pelos moradores da região amazônica quando visitou Puerto Maldonado em janeiro de 2018, uma cidade rural no sudeste do Peru, cercada pela floresta.

Essa é a primeira vez que a Igreja Católica apoia oficialmente atividades concretas em favor do cuidado ambiental, inclusive nas paróquias.

O cardeal brasileiro Cláudio Hummes, que será o relator geral do sínodo, reconheceu recentemente em Roma que a defesa da Amazônia gera muitas “resistências e incompreensões”.

“Os interesses econômicos e o paradigma tecnocrático são contrários a qualquer tentativa de mudança e estão prontos a se imporem com força, violando os direitos fundamentais das populações no território e as normas de sustentabilidade e proteção da Amazônia”, declarou Hummes.

A Amazônia é habitada por 390 povos com uma identidade cultural e línguas próprias, e tem cerca de 120 aldeias livres em isolamento voluntário, segundo dados da France Presse.

Este território, compartilhado por nove países e habitado por cerca de 34 milhões de pessoas, abriga 20% da água doce não congelada do mundo, 34% das florestas primárias e 30-50% da fauna e flora do planeta.

Fonte: G1 Globo


Papa nomeia mulheres para cargos-chave no Vaticano pela primeira vez

O Papa Francisco em uma das audiências semanais no Vaticano nesta quarta-feira (22). — Foto: Remo Casilli/Reuters

Papa Francisco nomeou quatro mulheres como consultoras na secretaria-geral do Sínodo dos Bispos, considerado um departamento chave no Vaticano, nesta sexta-feira (24). É a primeira vez que mulheres ocupam este cargo na Igreja Católica, informou a Santa Sé, desde que o sínodo foi fundado, há mais de 50 anos.

O Sínodo é uma assembleia de bispos que representam o conjunto de todos os bispos da Igreja Católica e tem a missão de ajudar o Papa no governo da Igreja. Ele também pode oferecer orientações sobre a doutrina católica que podem ser transformadas em lei pelo pontífice. Foi estabelecido em 1965 pelo Papa Paulo VI.

Três freiras e uma mulher não ordenada na Igreja foram nomeadas para a secretaria-geral, uma instituição permanente vaticana que se encarrega de preparar a assembleia do Sínodo e de aplicar suas conclusões.

“É uma ótima notícia, porque, até agora, não havia estruturas para as mulheres terem influência nos sínodos enquanto estão sendo preparados”, disse à Reuters Zuzanna Fliosowska, gerente geral do Voices of Faith, um grupo de defesa internacional que promove um papel maior para as mulheres na Igreja.

A próxima reunião do grupo, marcada para outubro deste ano, vai discutir as necessidades da Igreja na região da Amazônia – como, por exemplo, a escassez extrema de padres, diz a Reuters.

Duas das quatro nomeadas são italianas – a irmã Alessandra Smerilli, professora de economia, e Cecilia Costa, professora de sociologia. As outras são a Irmã Maria Luisa Berzosa Gonzalez, da Espanha, e a Irmã Nathalie Becquart, da França.

Além delas, foram nomeados dois consultores homens: os reverendos Giacomo Costa e Rossano Sala.

Fonte: G1 Globo


Interpol desmantela rede internacional de pedófilos e resgata 50 crianças

(Arquivo) A Interpol anunciou nesta quinta-feira que nove pessoas foram detidas em Tailândia, Austrália e Estados Unidos, e que 50 crianças foram resgatadas, após o desmantelamento de uma rede internacional de pedófilos que operavam na internet profunda – AFP/Arquivos

A Interpol anunciou nesta quinta-feira que nove pessoas foram detidas em Tailândia, Austrália e Estados Unidos, e que 50 crianças foram resgatadas, após o desmantelamento de uma rede internacional de pedófilos que operavam na “darknet”, a internet profunda.

A operação é consequência de uma ação iniciada em 2017, depois que que investigadores da Interpol encontraram material pedopornográfico em um site na “darknet” com 63.000 membros de todo o mundo.

Cinquenta crianças foram resgatadas, informou a Organização Internacional de Polícia Criminal, que não revelou a idade nem a nacionalidade dos menores.

Entre os nove detidos está o principal administrador do site, com sede na Tailândia. Este homem foi identificado como o autor de abusos contra 11 crianças, entre elas seu sobrinho.

Outro homem, residente na Austrália, foi detido em posses de milhares de documentos de pornografia.

As imagens mostram este homem abusando de crianças, incluindo um bebê de apenas 15 meses, segundo a Interpol.

Suspeitos também foram detidos nos Estados Unidos, incluindo um homem que abusou de seu meio-irmão de dois anos.

A investigação, com a participação de quase 60 países membros da Interpol, pode demorar vários anos, pois as ramificações desta rede são numerosas e extensas.

Além das 50 crianças resgatadas, os investigadores tentam identificar outras crianças que também teriam sido vítimas da rede.

Fonte: ISTOÉ


Família divulga nomes dos 6 brasileiros achados mortos no Chile

A identidade dos seis brasileiros encontrados mortos em um apartamento em Santiago, no Chile, nesta quarta-feira (22), foi informada nesta quinta por uma parente da família. Cinco das vítimas eram catarinenses e uma, goiana. A polícia ainda não confirmou oficialmente os nomes.

Bombeiros chilenos suspeitam que um vazamento de gás tenha causado as mortes. O prédio todo, no Centro da capital chilena, foi esvaziado durante as operações. De acordo com a Polícia Civil de Santa Catarina, a família estava em Santiago para comemorar o aniversário de um dos filhos, uma adolescente.

Família morreu em apartamento em Santiago, no Chile — Foto: Noemi Fortunato Nascimento/Arquivo Pessoal
Família morreu em apartamento em Santiago, no Chile — Foto: Noemi Fortunato Nascimento/Arquivo Pessoal

Um casal e os dois filhos adolescentes moravam em Biguaçu, na Grande Florianópolis. O segundo casal, formado pelo irmão e a cunhada da mãe da primeira família, morava em Hortolândia, no interior de São Paulo.

As vítimas eram:

  • Fabiano de Souza, 41 anos (pai dos adolescentes e marido de Débora)

  • Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos (mãe dos adolescentes e mulher de Fabiano)

  • Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos nesta semana (filha de Fabiano e Débora)

  • Felipe Nascimento de Souza, 13 (filho de Fabiano e Débora)

  • Jonathas Nascimento Krueger, 30 anos (catarinense irmão de Débora e marido de Adriane)

  • Adriane Krueger (goiana mulher de Jonathas)

As informações foram repassadas por Noemi Fortunato Nascimento, prima de Jonathas e Débora.

“O irmão da Drica está indo hoje para lá. Por enquanto, ainda não sabemos como será o translado, estamos aguardando por mais informações”, explica a prima.

Jonathas e Adriana foram encontrados mortos no Chile — Foto: Noemi Fortunato Nascimento/Divulgação
Jonathas e Adriana foram encontrados mortos no Chile — Foto: Noemi Fortunato Nascimento/Divulgação

O advogado da família catarinense, Mirivaldo Aquino de Campos, também confirmou a identidade das vítimas. Nesta madrugada, a mãe de Jonatas e Débora morreu em Florianópolis e ocorre o velório nesta manhã.

“Vamos primeiro enterrar a mãe depois vamos ver o que fazer”, disse o advogado da família catarinense.

Ainda de acordo com a prima Noemi, a família também está recebendo informações do caso através de amigos de trabalho de Jonatas, que moram em São Paulo, e estão em contato com a polícia chilena.

De acordo com o Itamaraty, um diplomata do Consulado do Brasil em Santiago encontrou os corpos após receber um alerta de um delegado brasileiro. Segundo o ministério, esse delegado foi acionado por familiares das vítimas.

Segundo a imprensa chilena, vazamento de gás ocorreu nesse edifício residencial em bairro da região central de Santiago — Foto: Reprodução/Google Maps
Segundo a imprensa chilena, vazamento de gás ocorreu nesse edifício residencial em bairro da região central de Santiago — Foto: Reprodução/Google Maps

O comandante da polícia chilena, Rodrigo Soto, disse ao jornal “El Mercurio” que os policiais encontraram um forte cheiro do gás quando entraram no apartamento. Bombeiros ainda fazem perícia para comprovar o vazamento.

O edifício onde ocorreram as mortes fica na esquina das ruas Santo Domingo e Mosqueto, na região conhecida como Bellas Artes, Centro de Santiago. As autoridades ainda não sabem o que causou o vazamento nem por quanto tempo as vítimas respiraram o gás.

Bombeiros atendem a chamado por vazamento de gás em Santiago, capital do Chile — Foto: @cbsantiago/Reprodução/Twitter
Bombeiros atendem a chamado por vazamento de gás em Santiago, capital do Chile — Foto: @cbsantiago/Reprodução/Twitter

Fonte: G1 Globo


Morre, aos 70 anos, o tricampeão de F1 Niki Lauda

Morre o tricampeão de Fórmula 1 Nick Lauda

O austríaco Niki Lauda, tricampeão de Fórmula 1, morreu nesta segunda-feira (20) aos 70 anos, informou na noite de hoje sua família em um comunicado divulgado pelos meios de comunicação britânicos.

Lauda travou grandes duelos e manteve uma grande rivalidade nas pistas com o piloto britânico James Hunt, retratado no filme “Rush”,  dirigido por Ron Howord e lançado em 2013.

No ano passado, ele concordou em vender o controle de sua companhia aérea Laudamotion para a Ryanair e era acionista da equipe Mercedes de Formula 1.

Fonte: 7 Segundos


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey