82 99641-3231

Marcelo Rezende morre aos 65 anos em SP

aqui achei

O jornalista Marcelo Rezende morreu neste sábado (16), aos 65 anos, na zona sul de São Paulo. Um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro, o apresentador da Record TV lutava contra um câncer no pâncreas e no fígado desde o final de abril. A informação foi confirmada pelo Hospital Moriah, onde estava internado desde terça-feira (12).

Ainda não foram divulgadas informações sobre velório e enterro.

Com a coragem que o acompanhou ao longo da vida, o jornalista anunciou em rede nacional que estava com a doença. Durante uma entrevista ao Domingo Espetacular no início de maio, horas antes de ser internado pela primeira vez, Rezende disse que encararia a doença de frente. O câncer agressivo o obrigou a deixar repentinamente o comando do Cidade Alerta, jornalístico que apresentava desde 2012. Foi nessa última etapa da carreira que Marcelo Rezende se reinventou como apresentador.

Entre denúncias e notícias sobre violência urbana, Marcelo Rezende encontrou espaço para o bom humor. Transformou os repórteres em personagens, deu apelidos à equipe técnica, colocou o comentarista Percival de Souza sentado num trono. Criou bordões que ganharam as ruas e já entraram para a história da TV brasileira. Um deles, o “corta pra mim”, virou título de sua autobiografia (Editora Planeta, 2013). Um breve resumo de uma vida rica de histórias.

Marcelo Rezende nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951, fruto de um casal de baixa renda. Filho de um bancário e uma funcionária da aeronáutica, decidiu, aos 16 anos, se mudar para a Bahia e viver em uma comunidade hippie.

Um ano mais tarde, ingressou no jornalismo por acaso, durante uma visita à redação do Jornal dos Sports, no Rio de Janeiro. Rezende tinha apenas 17 anos e foi convidado para trabalhar como repórter na cobertura de futebol. Foram o talento e as amizades que conquistou lá que o levaram para a Rádio Globo e, na sequência, O Globo. No jornal carioca, onde trabalhou por sete anos, teve a chance de ficar próximo do ídolo, Nelson Rodrigues.

Antes de chegar à televisão, o jornalista ainda passou pela revista Placar. Só então, em 1987, foi contratado como repórter esportivo pela TV Globo. Com pouco tempo na emissora carioca, migrou para o jornalismo investigativo – área que marcou a sua carreira profissional. Participou de coberturas importantes e saiu na frente em várias delas. Um exemplo é a investigação sobre a fuga de PC Farias, tesoureiro da campanha de Fernando Collor, em 1993. Mas a matéria de maior repercussão na carreira do apresentador foi um caso de violência policial na Favela Naval, em Diadema, na grande São Paulo. A denúncia feita por Rezende em 31 de março de 1997 no Jornal Nacionalcausou indignação no País, rodou o mundo e colocou os direitos humanos na pauta da sociedade. Pelo trabalho, Rezende recebeu os prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e o Líbero Badaró.

No ano seguinte, o jornalista voltou a ser premiado no Líbero Badaró por uma denúncia de vendas de armas, também exibida no Jornal Nacional. Ele já havia conquistado, em 1994, o diploma de honra ao mérito do Festival de Filme e Televisão de Nova York pela reportagem Trabalho do Menor, exibida no Globo Repórter.

A estreia como apresentador foi no Linha Direta, em 27 de março de 1999. O jornalista participou ativamente do projeto que colocou o programa policial que reconstituía crimes praticados por foragidos da justiça de volta à grade da Globo – a primeira versão, feita em 1990, durou só quatro meses no ar. De acordo com a emissora carioca, Rezende dizia que “a proposta do Linha Direta era, desde o princípio, condenar a impunidade e retratar os casos policiais com o máximo de verossimilhança”. Isso era possível pois, além de contar histórias, a atração incentivava os telespectadores a denunciar o paradeiro dos criminosos ou fornecer pistas que ajudassem na solução dos casos. O jornalista trabalhou sete meses montando uma equipe de 50 profissionais para colocar o programa no ar.

Rezende deixou a Globo e, em 2002, foi para a Rede TV!, onde assumiu a apresentação do telejornal policial Repórter Cidadão.

Em 2004, foi contratado pela Record TV, como apresentador da primeira versão do Cidade Alerta. Ficou até 2006, quando foi contratado novamente pela Rede TV! para ancorar o RedeTV!News, principal jornalístico da casa. Deixou a emissora em 2008. Dois anos depois, estreava na Band no comando do Tribunal na TV – atração nos mesmos moldes do Linha Direta.

Ainda em 2010, Rezende voltou para a Record TV, como repórter especial do Domingo Espetacular. No ano seguinte, virou apresentador do Repórter Record. Mas, em 2012, Marcelo Rezende reassumiu o comando do Cidade Alerta e, com uma dose de irreverência, mudou o jeito de fazer programa policial na televisão brasileira. A inovação deu certo e fez história. Em setembro de 2015, o vespertino venceu por pelo menos três vezes o Jornal Nacional, fato até então inédito na televisão. Quando não ficava na frente, por várias vezes o Cidade Alerta empatava no período de confronto direto entre os dois noticiários. Um marco histórico, já que, desde a estreia, em 1969, o Jornal Nacional sempre teve a liderança isolada de audiência.

O sucesso foi interrompido pela descoberta do câncer agressivo, em exame realizado em 28 de abril. Mesmo após o diagnóstico, Marcelo Rezende apresentou três edições do programa e fez questão de não abandonar a legião de fãs. Durante o período em que esteve fora do ar, usou as redes sociais para se manter em contato com o público. Em todas as mensagens, passou demonstrações de confiança e fé.

Marcelo Rezende deixa cinco filhos e uma neta.


Morre aos 78 anos o humorista e ator Paulo Silvino

aqui achei

 

Morreu, na manhã desta quinta-feira (17), aos 78 anos, o ator Paulo Silvino, que lutava contra um câncer no estômago. Segundo a Central Globo de Comunicação, o humorista morreu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da manhã. Em redes sociais, o filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, lamentou a morte do pai. “Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado”.

“Ser comediante nasceu por acaso. Talvez seja pela minha desfaçatez, porque eu nunca tive inibição de máquina. Tenho tranquilidade com a câmera e tive vantagem em televisão por isso. O riso dos cinegrafistas é o meu termômetro”. Paulo Silvino.

 

Segundo a família, Silvino chegou a ser submetido a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se espalhou e a opção da família foi que ele fizesse o tratamento em casa. A filha do humorista, Isabela Silvino, também usou as redes sociais para falar sobre a morte do pai. “Amigos, obrigada por todas as mensagens. Ainda estou naquele processar isso tudo. Mas posso dizer que ele foi bem. Sem sofrer.”, afirmou.

O artista estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV.

Paulo Ricardo Campos Silvino cresceu nas coxias do teatro e nos bastidores da rádio. Isso porque seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino para acompanhar seu trabalho. Paulo Silvino também mostrava talento para a música, revelado durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista e professora Noêmia Campos Silvino.


Ivete torce o pé em show no DF, mas segue no palco: ‘Nada sério’

aqui achei

A cantora Ivete Sangalo torceu o pé durante um show em Brasília na noite deste sábado (5). Mesmo mancando, a baiana seguiu no palco e foi ovacionada pela plateia: “Que rainha, meu Deus”, diziam os fãs.

O show começou por volta das 20h30. Cerca de meia hora depois, Ivete, que estava com uma sandália com um salto pequeno, torceu o pé.

Ivete começou show, em Brasília, com sapato de salto  (Foto: Bruno Soares/Divulgação) <!– [if IE 9]><![endif]–> Ivete começou show, em Brasília, com sapato de salto  (Foto: Bruno Soares/Divulgação)

Ivete começou show, em Brasília, com sapato de salto (Foto: Bruno Soares/Divulgação)

Entre uma música e outra, ela falou para a plateia que tinha se machucado, mas que iria continuar cantando. Muitos fãs se mostraram preocupados e pediram que a cantora parasse para checar a gravidade da torção, mas Ivete se recusou a sair do palco, e seguiu por quase duas horas.

“Não vou parar, tá tranquilo.”

Ivete substituiu o salto por uma sapatilha. Enquanto cantava a música “Faraó Divindade do Egito”, dois homens de sua equipe enfaixaram o pé da cantora com gelo.

div.clappr-player#wp3-player-1 .thumb-preview[data-thumb-preview]{position:absolute;bottom:32px;transition:opacity .4s ease}div.clappr-player#wp3-player-1 .thumb-preview[data-thumb-preview].wp3-thumb-preview-hidden{opacity:0;left:-100%}div.clappr-player#wp3-player-1 .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb[data-thumb-preview]{position:relative;border:1px solid #000;background-color:rgba(0,0,0,.75);border-radius:3px;border-color:#999;outline:1px solid transparent;box-shadow:inset 0 -35px 60px -25px #000;background-repeat:no-repeat}div.clappr-player#wp3-player-1 .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb[data-thumb-preview].no-outline{outline:0!important}div.clappr-player#wp3-player-1 .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb-position[data-thumb-preview]{position:absolute;-webkit-font-smoothing:antialiased;-moz-osx-font-smoothing:grayscale;font-family:Open Sans,sans-serif;font-size:11px;font-weight:600;width:100%;bottom:2px;color:#fff}div.clappr-player#wp3-player-1 .w425 .thumb-preview[data-thumb-preview],div.clappr-player#wp3-player-1 .wp3-thumb-preview-basic .thumb-preview[data-thumb-preview]{border-radius:3px;background-color:rgba(0,0,0,.5);width:auto;height:16px}div.clappr-player#wp3-player-1 .w425 .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb[data-thumb-preview],div.clappr-player#wp3-player-1 .wp3-thumb-preview-basic .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb[data-thumb-preview]{display:none}div.clappr-player#wp3-player-1 .w425 .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb-position[data-thumb-preview],div.clappr-player#wp3-player-1 .wp3-thumb-preview-basic .thumb-preview[data-thumb-preview] div.thumb-position[data-thumb-preview]{display:inline-block;overflow:hidden;position:static;padding:0 6px;width:auto;height:auto;font:700 10px Open Sans,sans-serif;line-height:16px}
Mesmo depois de torcer o pé, Ivete Sangalo seguiu o show de quase duas horas em Brasília,  mancando

Mesmo depois de torcer o pé, Ivete Sangalo seguiu o show de quase duas horas em Brasília, mancando


Wesley Safadão agora é evangélico: “Fé e amor por Deus”

aqui achei

 

Wesley Safadão agora é Wesley “Ungidão”. Não, o cantor não trocou o sobrenome artístico. Ele se converteu à religião evangélica. A denominação escolhida foi a Batista, como mostram fotos e um vídeo publicados no último dia 3, à noite, no perfil do cantor no Instagram.

A cerimônia de batismo ocorreu em Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte, no sítio do Ministério Restaurando Vidas, da Igreja Batista da Lagoinha.

A modelo Thyane Dantas, esposa de Wesley, também aderiu à religião. A conversão, aliás, ocorreu no dia do aniversário de casamento do casal, e foi descrita por ambos nas redes sociais como um presente. “No aniversário do meu Casamento recebemos o maior presente que poderíamos receber: Três dias aprendendo muito sobre Deus e nos firmando cada dia mais como família! Hoje fechamos esses dias com um momento indescritível. Desci às águas declarando minha Fé e Meu amor por Deus! Fui batizado junto do meu amor Thyane Dantas e sabemos que Deus vai completar a obra tão linda que Ele começou em nós”, publicou o artista.


Simone e Simaria são as novas técnicas do ‘The Voice Kids’

aqui achei

Dupla completa o time formado por Claudia Leitte e Carlinhos Brown

A família está completa. O The Voice Kids ganha uma nova dupla na terceira temporada: Simone e Simaria serão as novas técnicas do reality, que, neste ano, já ganhou outra representante feminina no time – Claudia Leitte. O trio, poderoso, se junta a Carlinhos Brown para formar o time do programa, cuja estreia está prevista para 2018. André Marques segue no comando da atração e Thalita Rebouças continua responsável pela cobertura dos bastidores.Estreantes na função, as duas não escondem a felicidade. “É, sem dúvida, mais uma realização na nossa carreira. Estamos muito felizes em integrar esse time tão maravilhoso, ao lado da Claudinha e do Brown. Acompanhamos as edições anteriores e é um talento melhor que o outro. Aguenta coração”, diz Simaria.

A irmã faz coro. “Sou muito grata a Deus por esse oportunidade incrível em nossa carreira. Fazer parte de um programa tão lindo, como esse, é uma glória! Queremos agradecer a cada um, que acreditou na gente, no nosso talento, e que permitiu que fizéssemos parte do The Voice Kids. Nosso coração está pulando de alegria. Estamos prontas para assumir essa missão tão importante de avaliar o talento desses jovens lindos e talentosos. Não vai ser fácil não, mas estamos prontas”, conclui Simone.

O The Voice Kids tem direção artística de Creso Eduardo Macedo e direção geral de Flavio Goldemberg.


Gretchen estrelará clipe de ‘Swish swish’, de Katy Perry

aqui achei

Brasileira divulgou teaser do vídeo com as letras da canção, que será publicado oficialmente nesta segunda-feira (3).

Gretchen será a estrela do clipe com as letras da canção “Swish swish”, de Katy Perry. A brasileira divulgou um teaser do vídeo em sua conta oficial no Facebook (veja aqui). Segundo ela, a versão completa será lançada nesta segunda-feira (3) nas redes sociais da americana.

“Foi lindo, eu me emocionei várias vezes”, escreveu Gretchen na publicação. “Está aí, meus amores, o Teaser de um trabalho fantástico com a Diva do Pop Mundial Kate Perry!”

“Swish swish” é uma parceria entre Perry e Nicki Minaj e foi lançada em maio pela cantora. A canção faz parte de seu disco mais recente, “Witness”.

 

Curta a página oficial Rádio Sampaio no Facebook.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey