82 99641-3231

Carlinhos Maia receberá Comenda Barão de Penedo dia 26 de setembro

Carlinhos Maia celebra a cada dia novas realizações profissionais! O digital influencer brasileiro conquistou o público ao mostrar, com naturalidade e muito humor, o cotidiano de sua cidade Penedo/AL, através da famosa Vila e seus personagens. Desta forma o ‘Rei do Instagram’ se tornou o segundo stories mais assistido do mundo, ficando atrás apenas da socialite americana Kim Kardashian, em recente pesquisa divulgada pela rede social.

Já considerado embaixador de Penedo, por levar o nome da cidade para seus shows e publicações visualizadas por milhões de pessoas ao redor do mundo, Carlinhos revolucionou o turismo local. Excursões do estado alagoano e até sergipano estão desembarcando no local, só para conhecer o local onde o influencer grava os vídeos com sua turma. Agora a cidade retribui todo esse reconhecimento!

No dia 26 de setembro, Carlinhos Maia será agraciado com a Comenda Grã Cruz da Ordem do Barão de Penedo, a mais alta honraria concedida pelo município a uma personalidade. “Eu amo minha cidade, mas não esperava esse título! O último comendador era uma pessoa muito ilustre na região. Para um cara da Vila, de uma comunidade que era tão marginaliza, receber um título deste porte, quer dizer que o trabalho está mais do que aprovado”, comemora o penedense.

Carlinhos é o primeiro influenciador do Brasil a ganhar uma honraria tão grande de uma cidade e faz questão de celebrar a conquista com os fãs: “É incrível! Não tenho palavras para definir o que tudo isso significa pra mim. É uma vitória pessoal e faço questão de dividir com o público. Todos fazem parte disso e vão comemorar comigo”, garante! Aguardem os próximos stories.


Adolescente morre após acidente em gravação de série da Globo

A Rede Globo emitiu nesta quinta-feira (13/9), uma nota para confirmar um acidente ocorrido durante as gravações de sua nova série, “Aruanas”, uma coprodução com a Maria Farinha Filmes, que está sendo filmada na Amazônia.

De acordo com o comunicado, o barco que dava apoio à Maria Farinha nas gravações na Amazônia colidiu com outra embarcação. Os dois ocupantes, Paulo Henrique Xavier Cardoso e Lucas Henrique Xavier Cardoso, foram socorridos imediatamente no local, mas Lucas morreu.

Na nota, a Maria Farinha Filmes e a Globo dizem lamentar profundamente o ocorrido e que estão ao lado da família e dos envolvidos, “para providências e apoio com todo o necessário”. Ainda segundo a rede de televisão, “as autoridades locais estão apurando o acidente e as gravações do dia foram canceladas.”

A série, ainda sem previsão de lançamento, terá as atrizes Débora Falabella, Leandra Leal e Tais Araújo como protagonistas, vivendo ativistas de uma ONG da Amazônia.


Mr. Catra morre aos 49 anos em São Paulo

O cantor de funk Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra, de 49 anos, morreu neste domingo (9), por volta das 15h20. Ele estava internado no hospital Hospital do Coração (HCor), na capital paulista.

A assessoria de imprensa do cantor disse que “com enorme pesar”, comunica o falecimento de Catra, “em decorrência de um câncer gástrico”.

“É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 9, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença.

A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família”, diz o comunicado.

No início de 2017, o cantor foi diagnosticado com um câncer no estômago. Na ocasião, ele disse que tinha parado de beber e reduzido o número de cigarros que fumava para realizar as sessões de quimioterapia.


Morre Beatriz Segall, atriz que consagrou a personagem Odete Roitman na novela ‘Vale Tudo’

A atriz Beatriz Segall morreu nesta quarta-feira (5) aos 92 anos, informou a assessoria de imprensa do hospital Albert Einstein.

Em uma carreira de mais de 70 anos dedicada aos palcos e à TV, Beatriz Segall viveu em 1988 o papel que a eternizou na teledramaturgia brasileira. Após 192 capítulos da novela “Vale tudo”, a vilã interpretada pela atriz carioca morria com três tiros e fazia o país inteiro se perguntar: “Quem matou Odete Roitman?”.

Beatriz Segall esteve internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e tinha recebido alta no dia 21 de agosto por problemas respiratórios. O hospital não informou quando ela voltou a ser internada. A causa da morte não foi divulgada.

Segundo a assessoria de imprensa da atriz, Beatriz Segall morreu por volta de 12h. Ela será velada no próprio hospital a partir das 19h e o corpo será cremado nesta quinta-feira (6) em Cotia, na Grande São Paulo.

Saúde
Em 2013, Beatriz Segall tropeçou em pedras portuguesas soltas em uma calçada da Gávea, Zona Sul do Rio, e ficou pelo menos 20 dias em casa para se curar de um grande hematoma em seu rosto. Na ocasião, o ex-prefeito Eduardo Paes pediu desculpas à atriz.

Em 2015, Beatriz Segall se machucou com gravidade ao cair no palco durante a apresentação da peça “Nine – Um Musical Feliniano”, em São Paulo. Naquela ocasião, ela passou por uma cirurgia no braço direito e acabou substituída no espetáculo.

A última participação da atriz na TV foi na série “Os experientes”, há quase três anos.

Carreira
Odete Roitman foi a personagem que marcou a carreira de Beatriz Segall na TV brasileira. A associação com a sofisticada personagem da novela de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères foi tanta que Segall passou a receber apenas convites para papéis refinados.

“Odete Roitman é uma personagem que vai ficar na história; não por um valor meu, mas por tudo o que a novela reuniu. Até hoje eu sou chamada de Odete na rua. Em Cuba me chamaram de Dona Odete”, disse a atriz.

“Criou-se um mito, que atrapalha um pouco, de sempre fazer papel de chique, de bem-vestida. Eu queria fazer o papel de uma mulher bem povão, mas o público não aceitou.”

Teatro
Nascida em 25 de julho de 1926 no Rio de Janeiro, Segall fez sua primeira peça durante um exercício de língua na Aliança Francesa. Convidada para se tornar profissional, recusou por causa da desaprovação do pai, que queria que ela fosse professora.

Pouco depois ela participou de um filme, “A beleza do diabo” (1950), quando decidiu fazer um curso de intepretação. Após participar de um trabalho semiamador com outras atrizes que também estavam começando, como Fernanda Montenegro e Nicette Bruno, foi à França estudar teatro e literatura.

Ao retornar ao Brasil, recusou outra peça e ficou por 14 anos como dona de casa, após se casar com Maurício Segall. Até que em 1964 aceitou um papel no Teatro Oficina a convite do diretor José Martinez Corrêa.

Além de atuar em algumas novelas e filmes, recuperou com o marido o Teatro São Paulo, que administrou até 1974.

Na TV
A estreia na Globo aconteceu em 1978, na novela “Dancin’ days”. Após agradar o público, no ano seguinte esteve na novela “Pai herói”, quando viveu a vilã Norah.

Em 1980, participou do premiado filme “Pixote, a lei do mais fraco”, dirigido por Hector Babenco. Oito anos depois, após passagem por outras emissoras, voltou à Globo para viver seu papel mais icônico.

Mesmo assim, após muita insistência do autor Gilberto Braga, que fazia questão da atriz como Odete Roitman. Na época, Segall estava em cartaz no teatro, e não aceitou o projeto inicialmente.

A atriz chegou até a repetir o mesmo papel em duas novelas diferentes. A miss Penélope Brown estreou em 1990 em “Barriga de aluguel”, de Gloria Perez. Em 2001, ela voltava a aparecer em “O clone”, da mesma autora.

Na Globo, seus últimos trabalhos foram na novela “Lado a lado”, em 2012, na qual interpretou uma rica senhora francesa, Madame Besançon. Em 2015, esteve no seriado “Os experientes”, que abordava a vida na terceira idade.

 


Ator Ícaro Silva é atingido por estilhaços de bala próximo à Rocinha no Rio de Janeiro

O ator Ícaro Silva foi atingido, na manhã desta quarta-feira (05), por estilhaços de uma bala perdida quando saía do Túnel Zuzu Angel, na Zona Sul do Rio de Janeiro, próximo à Favela da Rocinha.

Segundo o Hospital Barra D’Or, o ator deu entrada na unidade às 5h38 da manhã de hoje, ferido no braço esquerdo, mas a bala não ficou alojada. Ícaro foi atendido e já recebeu alta.

Por volta das 9h30, agentes da Polícia Civil realizavam perícia no carro que estava sendo utilizado pelo ator no momento em que foi atingido.


‘A primeira vez foi pior’, diz Simaria Mendes sobre diagnóstico de doença

Depois de ficar quatro meses afastada dos palcos por conta de uma tuberculose ganglionar, Simaria concedeu uma entrevista a Luciana Gimenez, ao lado da irmã Simone, na qual falou sobre a primeira vez que foi diagnosticada com o problema.

“Não é a primeira vez que tenho tuberculose, a primeira [vez] foi pior”, diz ela, citando um erro de orientação médica: “Não me disseram ‘você precisa se afastar por mais tempo’.

Fiquei um mês afastada e voltei para a estrada, doente, sabendo que o tratamento levaria seis meses, sendo que se estendeu para um ano e três meses, porque não me curei. (…) Foi passando, me esqueci que tive essa doença e os profissionais naquela época não me disseram ‘se você continuar, você vai ter uma reativação da doença'”.

Durante o tratamento nos últimos meses, a cantora viajou para a Espanha para segui-lo à risca enquanto sua irmã continuou se apresentando sozinha. Com o retorno da dupla, Simaria demonstra alegria e desabafa sobre a fragilidade do ser humano: “Às vezes as pessoas acham que porque a gente é artista, não passa por essas coisas, mas a gente fica doente igual, comete erros como todo mundo porque somos pessoas”.

Nascidas no interior da Bahia, Simone e Simaria viram a carreira deslanchar em 2015, quando lançaram o segundo DVD, intitulado ‘O Bar das Coleguinhas’. O enorme sucesso imprimiu um novo ritmo à rotina das duas. Para Simaria, o cansaço envolve uma série de fatores. “É uma mistura de coisas, uma pressão que você sofre do mercado. Sempre tive a consciência de que ‘estamos num momento que já podemos diminuir os shows, fazer uma seleção boa. Já aconteceram [dois shows no mesmo dia] e toda vez a gente se estressava, ficava cansada, se olhava e falava ‘não vamos permitir mais’. Quando menos esperava, já estava marcado na agenda e não tinha como simplesmente não ir”.

Nesta nova fase de volta aos palcos, Simaria revela que a dupla apresentará apenas um show por dia e manda recado para os fãs, aos risos: “Marcaram dois shows, se a gente não aparecer, é porque a gente não pode, estamos nos preservando”.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey