Nosso Whatsapp 82 99641-3231

Famosos chegam a AL para casamento de Whindersson Nunes e Luísa Sonza

ROTA ECOLÓGICA DE MILAGRES – O município de Passo do Camaragibe está movimentado nesta quarta-feira (28), dia em que sobem ao altar Whindersson Nunes e Luísa Sonza. Conhecidos e famosos que são amigos do casal já chegaram à cidade para os preparativos da cerimônia, marcada para o meio da tarde. O local da festa está praticamente pronto.

Uma equipe da Gazetaweb foi até a Rota Ecológica de Milagres verificar como está a localidade, escolhida pelo casal por ter paisagens paradisíacas. Por lá, não se fala em outra coisa a não ser neste que já é considerado o casamento do ano. A cerimônia será na Capela dos Milagres.

Carlinhos Maia grava ‘stories’ para Gazetaweb

FOTO: felipe brasil

O alagoano Carlinhos Maia, febre no Instagram e um dos convidados do casamento, foi abordado pela reportagem quando chegava à Rota dos Milagres.

Por outro lado, alguns convidados famosos já utilizaram as redes sociais para justificar a ausência, a exemplo da atriz Tatá Werneck e da promoter Carol Sampaio.

Fontes ligadas ao evento informaram que, além do DJ Alok, também devem cantar no casamento Luan Santana e Simone, da dupla Simone e Simaria, que é uma das madrinhas escolhidas pelos noivos.

“Foi muito bem pensado [o evento]. Há uma preocupação não apenas com os noivos e convidados, mas tem segurança e comodidade para todo mundo. Para os trabalhadores da montagem disponibilizaram bombeiros, enfermeiros e ambulância, pensando na segurança do trabalho”, disse a fonte, que não quis ser identificada.

Ao todo, são oito câmeras de segurança espalhadas pelo local do evento.

A Gazetaweb também apurou que duas carretas repletas de flores foram contratadas para decoração da festa. Economia nenhuma do casal no brilhantismo da ocasião.

1 / 11

Polícia indicia Gusttavo Lima por aumentar represa de fazenda sem autorização

A Polícia Civil indiciou nesta quarta-feira (28) o cantor Gusttavo Lima e mais três pessoas por crime ambiental. Segundo o delegado Luziano de Carvalho, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), o artista aumentou a represa de uma fazenda que possui em Bela Vista de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia, sem possuir licença para a obra. Um vídeo mostra as máquinas trabalhando no local.

Em nota enviada ao G1, a assessoria de imprensa do cantor disse que o advogado dele não tem conhecimento sobre a conclusão do inquérito, “mesmo porque não foi feita uma perícia técnica que pudesse comprovar as irregularidades mencionadas”. Também afirmou que as obras já feitas foram autorizadas e que a da represa só ocorrerá após liberação das licenças. (veja na íntegra ao final do texto).

Ainda de acordo com o delegado, a represa já possui três hectares de tamanho e o intuito era chegar a quatro hectares. Porém, o trabalho estava sendo realizado sem a devida autorização a Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).

“O Batalhão Ambiental foi ao local por duas vezes, uma no fim de 2017 e outra já neste ano, e, em ambas, encontrou máquinas trabalhando no local. Foram feitas duas ocorrências e, apesar de terem um protocolo com o pedido da licença, o documento não havia sido expedido”, disse o delegado ao G1.

Carvalho afirmou que na fazenda há criação de gado, mas que a represa estava sendo ampliada por motivo de lazer.

O responsável pelo caso explicou que Gusttavo e as outras três pessoas responderão pelo crime previsto no artigo 60 da Lei 9.605, que versa sobre construção ou ampliação de obras potencialmente poluidoras sem autorização dos órgãos competentes. A pena em caso de condenação varia de um a seis meses ou multa.


Casamento de Whindersson e Luísa Sonza terá grande esquema de segurança em AL

O casamento do youtuber Whindersson Nunes e Luísa Sonza, que acontece nesta quarta-feira (28), em São Miguel dos Milagres, contará com um grande esquema de segurança. Cerca de 300 profissionais foram contratados para o evento.

Um termo de sigilo também foi assinado pelos funcionários que trabalharão durante a cerimônia e a festa de casamento. O objetivo é manter a privacidade dos noivos e convidados famosos.

O casal, conforme informações de bastidores, chegou a Maceió na tarde do último domingo (25), por volta das 17h, e seguiu direto para uma pousada próximo ao local da cerimônia.

A mãe de Whindersson desembarcou na noite dessa segunda-feira (26) e convidados e fãs chegam ainda nesta terça-feira (27).

As informações repassadas à Gazetaweb são de uma fonte próxima ao casal, mas que não quis se identificar.


Ivete Sangalo dá à luz gêmeas

Ivete Sangalo não esteve presente no Carnaval 2018, mas se tornou uma das grandes estrelas da folia. A cantora de 45 anos deu à luz gêmeas neste sábado (10) e anunciou a novidade aos internautas no Instagram.

Na madrugada de sábado, ela publicou um vídeo dançando em uma maternidade. “E é com muita alegria que a mamãe mais feliz do mundo vai fazer o maior carnaval da sua vida na maternidade! Orem por nós! Deus comigo sempre. Amo vcs!”, escreveu ela na legenda da foto.

A gravidez de Ivete foi acompanhada de perto pelos fãs. A cantora compartilhou todos os momentos da gestação nas redes sociais. Ivete mostrou o berço das gêmeas, o enxoval das pequeninas e sua rotina de exercícios para cuidar da saúde.

As meninas são fruto do casamento da artista com o nutricionista Daniel Cady. O casal tem Marcelo, de 8 anos. O anúncio da gravidez foi feito nas redes sociais no dia 12 de setembro. Ivete, que se apresentou no Rock in Rio, revelou o sexo dos bebês durante sua apresentação no festival de música.


Música “Que tiro foi esse” não poderá ser tocada no Carnaval de cidade de Alagoas

Pedido para proibição partiu da Polícia Militar e foi acatado pelo município

A música que é o hit do verão e – consequentemente – do Carnaval, não será tocada no município de Joaquim Gomes, no interior de Alagoas, durante a Festa de Momo. A decisão de proibir que a música “Que tiro foi esse”, de Jojo Toddynho, animasse os foliões da cidade foi adotada esta semana durante reunião entre representantes de blocos, conselheiros tutelares e prefeitura. 

O pedido para a proibição partiu do capitão Queiroz, da Polícia Militar, que atua na região e alegou que a música dificultaria o trabalho dos militares durante a passagem dos blocos carnavalescos.

De acordo com o secretário de Cultura de Joaquim Gomes, Sandoval Gomes, a justificativa para o pedido é o fato de a música reproduzir sons de tiros, o que poderia, em algumas situações, deixar a população em pânico, dificultando o trabalho policial.


Marília Mendonça tem parte dos bens bloqueados pela Justiça

A Justiça determinou o bloqueio de parte dos bens da cantora Marília Mendonça. De acordo com sentença liminar enviada ao G1 pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) nesta segunda-feira (8), o objetivo da decisão é garantir recursos para ressarcimento de consumidores que compraram ingressos de shows cancelados. As apresentações ocorreriam em fevereiro e março de 2017 em Araguari (MG).

Segundo a determinação do juiz Márcio José Tricote, da 3ª Vara Cível de Araguari, foram indisponibilizados judicialmente R$ 100 mil em bens da cantora, da contratante, Juliana de Lima Melo Alves, e da Workshow, produtora do evento. O valor foi dividido entre os três réus e, portanto, cada um teve cerca de R$ 33 mil bloqueados.

A assessoria de comunicação de Marília Dias Mendonça e da Workshow informou em nota à reportagem que a cobrança é indevida, pois os shows não foram realizados devido às chuvas.

A assessoria também disse que a responsabilidade de devolução dos valores referentes aos ingressos é da contratante e que Marília Mendonça e a Workshow não se responsabilizam por terceiros. O texto diz que, como as apresentações não ocorreram, a artista não recebeu cachê.

A reportagem não conseguiu contato com a contratante dos eventos.

Processo

O evento foi marcado, inicialmente, para o dia 3 de fevereiro de 2017 em Araguari. No entanto, devido à chuva, o show foi remarcado para 9 de março. Ainda de acordo com a decisão judicial, o evento também não foi realizado na segunda data também sob alegação de fortes chuvas.

Os consumidores que adquiriram ingressos antecipados reclamaram no Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MG) que não foram ressarcidos do valor pago pelo show.

O processo ainda aponta que o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os produtores do evento para reembolso dos consumidores em 27 de março de 2017, mas o acordo não foi cumprido.

Ainda de acordo com o TJMG, o MPMG entrou com uma ação por danos morais em julho do ano passado e, no dia 12 de setembro, a Justiça determinou o bloqueio dos bens dos envolvidos, que segue até a publicação da matéria.

Audiência de conciliação

Uma audiência de conciliação do processo será realizada no próximo dia 18 de janeiro, no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, Centro de Araguari. O TJMG explicou que, caso não seja feito acordo, o processo continua com o bloqueio dos valores.

A reportagem entrou em contato com o MPMG para falar sobre a questão. Contudo, a assessoria de comunicação do órgão informou que promotora responsável pela ação está em férias e não tem mais informações sobre o caso.