82 99641-3231

Morre na madrugada desta segunda-feira a modelo Nara Almeida

Morreu na madrugada desta segunda-feira a modelo e influenciadora digital Nara Almeida no Hospital Nove de Julho, em São Paulo. Nara travou uma batalha pública contra um câncer de estômago, descoberto em meados de 2017.

Ao compartilhar a sua luta pela vida pelo Instagram, hoje com 3,7 milhões de seguidores, ela ganhou força de fãs, amigos e celebridades. Adriane Galisteu, Lea T. e Tatá Werneck eram algumas das pessoas que trocavam mensagens com ela com frequência. Nara tinha 24 anos.

O jogador Alexandre Pato decidiu ajudar com um tratamento de imunoglobulina para ver se a doença seria debelada. Nara não postava nenhuma foto desde o dia 4 de maio.

A doença avançou para outros órgãos, como fígado e pâncreas. A menina estava internada há três meses. Desses, dois em um leito de UTI. Na última quarta, o quadro dela se agravou. Nara precisou ser sedada para conter as crises agudas de dor.

 

Nara nasceu em João Lisboa, cidade de 20 000 habitantes localizada a 637 quilômetros de São Luís, no Maranhão. Sua mãe, Eva Maria, cabeleireira, vivia em Roraima. Eva abandonou sua vida (emprego, filhos e marido) para acompanhar o tratamento de Nara em São Paulo, onde dormiu nos últimos meses dentro do hospital.

 


Avião com Alok sai da pista em aeroporto de Juiz de Fora

Um avião que transportava o DJ Alok saiu da pista do aeroporto de Juiz de Fora, da Zona da Mata, em Minas Gerais, na tarde deste domingo (20). A assessoria do DJ disse que ele passa bem.

Segundo uma funcionária do aeroporto que não quis se identificar, a aeronave derrapou durante a decolagem, por volta das 16h. Não houve vítimas.

O G1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Juiz de Fora, responsável pelo terminal, que informou que se pronunciaria por meio de nota – o que não havia ocorrido até a última publicação desta reportagem.

Reprodução / Arquivo PessoalAvião que levava DJ Alok saiu da pista de aeroporto de Juiz de Fora

Morre Dona Alda, mãe de Xuxa Meneghel

Dona Alda, mãe de Xuxa Meneghel, morreu em casa aos 81 anos nesta terça-feira (8). A informação foi confirmada pela assessoria da apresentadora para a QUEM. Dona Alda morava com Xuxa no Rio e sofria de Mal de Parkinson.

Segundo a assessoria, o laudo médico ainda não foi divulgado. Dona Alda lutava com a doença há cerca de 17 anos e chegou a realizar parte do tratamento nos Estados Unidos.

Na noite de quinta-feira (3), Xuxa, que tem o nome da mãe tatuado no pulso, pediu orações. “Por favor… Peço a vocês que têm muita fé que rezem por minha guerreira, minha Aldinha. Obrigada, que Deus dê em dobro a vocês”, escreveu ela na publicação.

A mãe da apresentadora já estava no último estágio da doença, que provoca a degeneração progressiva das células responsáveis pelo movimento e equilíbrio. Xuxa também perdeu o pai, Luiz Floriano Meneghel, em março do ano passado por falência múltipla dos órgãos em função de complicações derivadas de uma osteoporose grave.

Em setembro de 2015, Xuxa perdeu o irmão mais velho, Cirano Rojabaglia. Alguns meses após a morte, em resposta a um comentário, Xuxa revelou que a mãe ainda não sabia do falecimento do filho.

No começo de 2014, Dona Alda chegou a passar 38 dias internada no hospital por conta de uma infecção respiratória bacteriêmica (pneumonia), complicada pela doença de Parkinson.  A última internação foi em 2016 por conta de uma infecção urinária.

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo em agosto do ano passado, Xuxa explicou o estado da mãe. “Ela não se comunica mais com a gente, não mexe mais nem um dedo. Ela tá presa no corpo. [O Parkinson] vai fazendo com que alguns órgãos parem de funcionar. Então parou o estômago, ela se alimenta por sonda, não anda, não fala. Vai diminuindo tudo e ela vai ficando presa dentro desse corpo, como num casulo”, disse a apresentadora.

Em janeiro, na data do aniversário de Dona Alda, Xuxa também fez uma homenagem para a mãe. “Minha Aldinha hoje faz 81 anos… Tem alguns anos que minha Aldinha não pode mais nos beijar ou abraçar… Tem alguns anos que a minha guerreira está fazendo de tudo pra ficar aqui com a gente… Tem alguns anos que eu me pergunto porque ela sofre tanto, já que só deu amor pra quem a conheceu… Tem alguns tantos anos que eu me pergunto o que eu fiz pra merecer a melhor mãe do mundo? Tem alguns anos que eu peço um milagre”, escreveu no Instagram.

Alda sempre esteve presente na carreira da filha e da sua neta, Sasha. A família Meneghel chegou ao Rio de Janeiro no início da década de 70 e contou com a dedicação da matriarca para cuidar dos filhos.

Mais informações em instantes


O cachê dos artistas sertanejos se mantém em alta, mesmo com a crise econômica, eleições e copa do mundo

Entre os artistas sertanejos, Jorge e Mateus possuem o maior cachê dos artistas sertanejos (cerca de algo em torno de R$500 mil.) A dupla que comemorou 11 anos de carreira, lançou recentemente o CD “Terra Sem Cep” e emplacou todas as músicas entre as mais ouvidas nas plataformas digitais.

 

450 Mil

No segundo lugar está a dupla Henrique e Juliano, dona dos sucessos “O Céu Explica Tudo”, “Vidinha de Balada” e “Aquela Pessoa”.Luan Santana e Gusttavo Lima estão entre os mais tocados nas rádios de todo o Brasil. Gusttavo Lima liderou durante 14 semanas o top 100 da Billboard Brasil com a música “Apelido Carinhoso“. O posto foi ocupado recentemente pelo cantor Luan Santana com a música “2050”.

350 Mil

Marília Mendonça, Maiara e Maraísa e Simone e Simaria disputam entre os grandes nomes da música sertaneja. As rainhas do feminejo surgiram no mercado a pouco mais de três anos e dominaram o mercado sertanejo, inclusive o de shows.

200 mil

Shows da dupla Zé Neto e Cristiano, Leonardo, Eduardo Costa, Bruno e Marrone e Chitãozinho e Xororó. Inclui neste valores os projetos “Cabaré” e “Classico” encabeçado pelas respectivas duplas.

150 mil
Pedro Paulo e Alex, Day e Lara, Naiara Azevedo também estão no ranking dos shows sertanejos mais procurados.


Ivete Sangalo celebra retorno 2 meses após parto e avisa: “Não esperem tanquinho”

Ivete Sangalo está de volta! Dois meses após o nascimento das gêmeas Marina e Helena, a cantora retomou a agenda de shows em cima do trio elétrico em Salvador.

A cantora chegou de roupão e foi recepcionada por uma multidão de fãs ansiosos pela ‘reestreia’ de Ivete, que desfila de Ondina até o Farol da Barra em cima do trio elétrico.”Estou sentindo a mesma emoção de Carnaval, dormi pouco essa noite”, contou.

Acompanhando a cantora está o primogênito de Ivete e Daniel Cady, Marcelo. Em cima do trio, ele deu uma palhinha no comando da bateria e assistiu do alto a multidão que aguardava sua mãe.

O show, esperado por muitos fãs, terá também transmissão ao vivo no YouTube: “Meus fãs vieram de muitos lugares do país, mas muitos não puderam por causa de vários motivos. Queríamos levar esse show pra eles”, conta. “Do ponto de vista da logística não participei de nada por causa das meninas, não tenho tempo de nada. Quando tenho estou dormindo”, explica.

 

 

fotos:


‘Fãs são minha Simaria’, diz Simone sobre shows sem irmã, que está doente

Desde que a cantora Simaria foi diagnosticada com tuberculose ganglionar e acabou afastada dos palcos para se dedicar à recuperação, Simone assumiu sozinha a agenda de compromissos da dupla, que inclui shows de Norte a Sul do país. Apesar das dificuldades de encarar o público sozinha, ela conta que é esse mesmo público que tem dado forças para que saia tudo perfeito.

“Os fãs têm me ajudado muito, são a minha ‘Simaria’ na estrada. Agradeço a todos pelo carinho e pela força que estão me dando”, diz.

Atração do Ribeirão Rodeo Music 2018 em Ribeirão Preto (SP), onde se apresenta na noite desta segunda-feira (30), a cantora afirma que não passou pela cabeça cancelar a agenda, apesar de todos os pensamentos estarem com Simaria.

Há duas semanas, a cantora foi internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP), e os médicos identificaram a doença. Segundo especialistas, a tuberculose ganglionar não é contagiosa e tem baixa chance de morte. Ela recebeu alta e é acompanhada em casa.

“Em nenhum momento pensamos em cancelar os shows, afinal temos uma equipe toda envolvida, funcionários e milhares de fãs que torcem e nos esperam. A rotina da estrada está bem puxada, mas tenho me desdobrado para estar perto da Simaria sempre que possível e, mesmo quando não posso estar presente fisicamente, nos falamos por telefone”, diz Simone.

Parceiras na música desde crianças, Simone afirma que a falta da irmã no palco é imensurável e que espera ansiosamente pelo retorno de Simaria, com muita saúde.

“Desde pequenas formamos uma dupla. Uma sempre completou a outra, seja na vida, na estrada. Sinto muita falta da Simaria mas, neste momento, ela está se cuidando, tratando da saúde e, em breve, estará de volta para alegrar todos os fãs”.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey