82 99641-3231

PSG diz que Neymar não passará por cirurgia e só deve voltar aos campos em 10 semanas

A lesão no pé direito sofrida por Neymar há uma semana deixará o craque afastado dos gramados por mais de dois meses. O PSG anunciou nesta quarta-feira, em nota oficial, que o astro brasileiro não passará por cirurgia para corrigir a fratura no quinto metatarso do pé direito, que será tratado de forma conservadora. Ainda assim, o atacante só deve estar apto a jogar daqui a 10 semanas (dois meses e meio), podendo retornar aos campos no meio de abril.

De acordo com o comunicado divulgado pelo PSG, o grupo de médicos especialistas reunidos pelo clube – incluindo Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira – chegou à conclusão de que uma nova cirurgia não seria a melhor opção.

– Chegou-se a um consenso para propor a Neymar Jr. tratamento conservador de sua lesão no quinto metatarso direito. Informado desta recomendação, o atacante internacional brasileiro do Paris Saint-Germain estava em total concordância com o protocolo. Como resultado, o retorno às terras de Neymar Jr. é esperado dentro de 10 semanas – diz a nota.

PSG divulgou nota oficial sobre lesão de Neymar — Foto: Reprodução PSG divulgou nota oficial sobre lesão de Neymar — Foto: Reprodução

PSG divulgou nota oficial sobre lesão de Neymar — Foto: Reprodução

Disponível para a Copa América

Desta forma, Neymar só poderia retornar aos gramados a partir da 32ª rodada do Campeonato Francês, marcada para 13 de abril. Na Liga dos Campeões, o brasileiro certamente ficará fora das oitavas de final e provavelmente da primeira partida de uma possível quarta de final, marcada para a segunda semana de abril. No jogo de volta, que deve ocorrer uma semana depois, sua presença ficaria em aberto.

A boa notícia fica para a seleção brasileira, que, apesar de não poder contar com o camisa 10 nos primeiros amistosos de 2019, em março, deve ter Neymar sem problemas na disputa da Copa América, que começará em 14 de junho.


Ídolo do Real diz que Vinicius Junior ocupou o vazio’ de CR7

O bom desempenho de Vinicius Junior logo em sua primeira temporada no Real Madrid vem fazendo o brasileiro colecionar elogios. Após ser titular mais uma vez e ajudar sua equipe a vencer o Espanyol, o jovem brasileiro foi exaltado por Jorge Valdano, ex-jogador e treinador do clube espanhol, que atualmente é comentarista de uma rádio.

– Bale veio para ocupar o vazio que Cristiano deixasse e não o fez. Quem ocupou este lugar vazio foi Vinicius – disse Valdano, em sua coluna na rádio “Onda Cero”.

Vinicius Junior foi titular no duelo contra o Espanyol, no último sábado, e participou das jogadas dos dois gols de Benzema. Apesar de já ter apresentado mais em outras partidas do Real Madrid, o jovem agradou, logo depois de ter sua evolução elogiada pelo técnico Santiago Solari.

Além de exaltar Vinicius Junior, Valdano fez sua análise sobre o bom momento vivido por Benzema no Real Madrid, exaltando sua confiança e apontando que este é o melhor momento de sua carreira. Em contrapartida, criticou Bale por desaparecer nos jogos e não mostrar tanta paixão em campo.

– Bale é um jogador que luta contra seu corpo, não parece um jogador apaixonado pelo futebol.

O ex-jogador argentino voltou a falar de Isco, a quem já fez críticas recentemente, frisando que se surpreende que Solari não dê espaço para o espanhol dentro do elenco, supondo que o meia “ou fez algo que não devia fazer ou não fez algo que devia fazer”.

Vinicius Junior foi titular do Real Madrid no último sábado — Foto: REUTERS/Albert Gea Vinicius Junior foi titular do Real Madrid no último sábado — Foto: REUTERS/Albert Gea

Vinicius Junior foi titular do Real Madrid no último sábado — Foto: REUTERS/Albert Gea


Entre estrelas e equilíbrio, o quebra-cabeça em busca do time ideal do Flamengo

A opção por formar duas equipes casou bem com o momento do Flamengo. Além de rodar o elenco e dar tempo extra de descanso e treino aos jogadores, é uma forma de colocar os badalados reforços para jogar, sem sacar do time quem já vinha jogando. Com a adaptação, no entanto, aos poucos vai chegando a hora de definir os titulares. Daí o dilema de Abel.

Vitinho ou Bruno Henrique? Diego ou Arrascaeta? Não são poucas as opções, especialmente no setor ofensivo. O treinador, ao menos no início do trabalho, não pretende abrir mão de dois volantes, o que reduz ainda mais o espaço para tantas as estrelas.

– Hoje, sinceramente eu não sei. Mas já falei para os jogadores que estou começando a pensar em misturar um pouco – avisou o treinador.

Disputa por posições está aberta no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes Disputa por posições está aberta no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Disputa por posições está aberta no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Vai ser difícil encaixar todo mundo. Bons jogadores vão sobrar. A ideia do Flamengo é justamente essa, ter um elenco forte, não apenas um time titular, especialmente na reta final da temporada, quando o calendário aperta com jogos decisivos, em mais de uma competição.

Com que ataque eu vou?

A questão do momento é: Bruno Henrique ou Vitinho? Dois grandes jogadores, contratados a peso de ouro e que jogam pelo lado esquerdo do ataque. O primeiro está em alta após dois gols na estreia contra o Botafogo. Mas o camisa 11 não pode ser descartado.

O ex-santista se mostrou um atacante agudo, de velocidade, mas também com faro de gols. Características diferentes das de Vitinho, que é bom finalizador, vai bem no um contra um, mas costuma centralizar mais o jogo.

– Temos que analisar quantas vezes o Bruno Henrique recebeu em condições de pegar o zagueiro mano a mano. Ele tem uma cultura tática mais interessante. Posso te garantir que foi o primeiro nome que pedi quando fui contratado com o Flamengo. Estou muito satisfeito com ele, e mais ainda com o Vitinho, que foi o jogador que mais vibrou com o gol – desconversou Abel.

Arrascaeta ficou no banco contra o Botafogo. Uruguaio deve ter chance como titular na terça, contra o Boavista — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes Arrascaeta ficou no banco contra o Botafogo. Uruguaio deve ter chance como titular na terça, contra o Boavista — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Arrascaeta ficou no banco contra o Botafogo. Uruguaio deve ter chance como titular na terça, contra o Boavista — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Jogo de xadrez

A possibilidade de aproveitar os dois juntos está descartada? De forma alguma. Abel gosta de dois extremos de velocidade, e não estranhe se o treinador testar em breve um deles na direita. O “problema”, neste caso, é Everton Ribeiro. Apesar de não ser um jogador agudo, o camisa 7 é muito técnico, cresceu de produção pela direita e hoje é inquestionável, apesar de ter tido a atuação no clássico criticada por Abel. O que pode levá-lo a ser testado centralizado.

O meio, no entanto, não é exatamente uma posição carente no Flamengo. Diego tem reinado na articulação, mas terá a concorrência de Arrascaeta. Maior investimento da história do clube, o uruguaio foi contratado para ser titular. Ele não entrou contra o Botafogo, mas deve começar na terça, diante do Boavista. Ele também pode (e gosta) de atuar pelos lados. O que tende a acirrar ainda mais a disputa pela esquerda.

Protagonistas do elenco, Diego e Everton Ribeiro ganharam concorrência  — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes Protagonistas do elenco, Diego e Everton Ribeiro ganharam concorrência  — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Protagonistas do elenco, Diego e Everton Ribeiro ganharam concorrência — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

E o homem-gol?

Gabriel Barbosa pode atuar como centroavante ou pelos lados. O congestionamento de atacantes, no entanto, deve levá-lo a jogar centralizado. Badalado, foi contratado para jogar. Mas terá concorrência. Abel Braga gosta muito de Uribe.

O colombiano, certamente, é um dos que mais ganhou pontos na Flórida. Voluntarioso, agrada Abel, mas não é exatamente o goleador que a torcida tanto sonha. Não marcou, por exemplo, em três jogos do Carioca. Até por isso Gabigol desponta como favorito à posição, apesar de ainda não ter iniciado com o time principal. Dourado e Lincoln, hoje, correm por fora.

Bruno Henrique e Gabigol: reforços chegaram para incendiar as disputas por posição no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes Bruno Henrique e Gabigol: reforços chegaram para incendiar as disputas por posição no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Bruno Henrique e Gabigol: reforços chegaram para incendiar as disputas por posição no Flamengo — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Absolutos

Na “volância”, Cuéllar e Arão, por ora, parecem absolutos com o treinador, que não planeja abrir mão de dois jogadores na função. Abel também tem apreço por Piris da Motta. É possível que chegue mais um jogador para a posição, especialmente após a saída de Ronaldo, envolvido na negociação de Bruno Henrique com o Santos.

Defesa muda nomes e forma de jogar

A disputa na zaga está aberta. Em um primeiro momento, Léo Duarte perdeu espaço na equipe principal. Rhodolfo e Rodrigo Caio estão um pouco à frente. Mudaram nomes e a forma de jogar.

Rodrigo Caio chegou e largou na frente. Zaga passa por ajustes, e um novo zagueiro ainda deve chegar — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes Rodrigo Caio chegou e largou na frente. Zaga passa por ajustes, e um novo zagueiro ainda deve chegar — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Rodrigo Caio chegou e largou na frente. Zaga passa por ajustes, e um novo zagueiro ainda deve chegar — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Abel Braga decretou o fim da linha de impedimento, faz testes e ajustes no setor – ainda sob desconfiança na temporada. O time sofreu gols nos três jogos disputados no Carioca. O treinador se diz satifeisto, mas cobra mais atenção. Além disso espera por mais um zagueiro experiente e inquestionável para fechar o setor. Dedé, Miranda e Kanemman foram tentados, mas as negociações não foram adiante.

– Tenho ficado realmente muito satisfeito. Especialmente porque o zagueiro do lado oposto da bola não tem ficado em linha para não proporcionar o lançamento. Raramente existe impedimento do ataque adversário, não queremos isso, não queremos bola na vertical nas costas da nossa defesa. E temos isso muito bem. Agora, falta um pouco mais de concentração, entrar um pouquinho mais ligado – alertou Abel.

Abel Braga terá de quebrar a cabeça com tantas opções no elenco — Foto: André Durão Abel Braga terá de quebrar a cabeça com tantas opções no elenco — Foto: André Durão

Abel Braga terá de quebrar a cabeça com tantas opções no elenco — Foto: André Durão

Nas laterais, os mesmos nomes e disputas de 2018. Renê, por ora, é soberano na esquerda, embora Trauco tenha tudo para receber mais chances por conta do rodízio. Na direita, Pará largou na frente de Rodinei, mas a disputa está aberta, como acontece desde 2016. O clube ainda busca um nome para o setor, tem alvo definido e bem encaminhado. A diretoria costura acordo com Rafinha. Ele chegaria, no entanto, apenas no meio do ano, após o término do contrato com o Bayern de Munique.


Luxemburgo diz que está parado por opção e cita Olimpíada de 2000 como maior erro

O técnio Vanderlei Luxemburgo, de 66 anos, foi o entrevistado do mês de janeiro do programa “Grande Círculo”, que vai ao ar neste sábado, às 20h, no Sportv. Cinco vezes campeão brasileiro, 13 vezes campeão estadual (Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Pernambuco) e vencedor de uma Copa América com a seleção brasileira, Luxemburgo foi sabatinado pelo apresentador Milton Leite e por uma bancada formada por Mauro Naves, Bárbara Coelho, Marcos Uchoa, Roberto Kovalick, Casagrade e Martín Fernandez.

Luxemburgo falou sobre os altos e baixos de sua carreira, os títulos e as polêmicas. E deu sua versão para o fato de estar há mais de um ano sem dirigir um time – seu último trabalho foi no Sport, interrompido em outubro de 2017.

– Futebol. Se pegarmos lá atrás, não é um privilégio meu. Se você pegar o Zagallo, depois da Copa do Mundo de 1974, quanto tempo ele demorou para pegar um outro clube. Se você pegar o Telê Santana, houve sempre uma demora. Eu tive propostas para trabalhar. E não quis trabalhar. Eu fui para o Sport com uma proposta diferente, de trazer o Sport para o nível nacional, ficar ali entre as equipes que disputam Libertadores, Copa do Brasil. E a proposta seria para o ano seguinte. Eu sabia que o trabalho teria dificuldades. Mas o futebol não permite isso. Não existe pensar no ano seguinte […] Deu tudo ao contrário, e eu falei: “Eu não quero arriscar de novo”. Ou eu trabalho num lugar onde vou disputar títulos, Libertadores, ou não vou mais. […] Eu optei pro ficar parado, até existir uma possibilidade legal, de fazer um trabalho em alto nível.

Luxemburgo também se defendeu das polêmicas que cercam sua carreira – a adulteração de identidade, o fato de ter sido investigado pela CPI do Futebol no início dos anos 2000 – e afirmou que o maior erro que cometeu na carreira foi não ter levado Romário para a Olimpíada de Sidney, em 2000, quando a seleção brasileira foi eliminada por Camarões nas quartas de final.


Brasil dá sorte e cai no grupo mais fácil da Copa América

A seleção brasileira deu sorte no sorteio da Copa América, realizado na noite desta quinta-feira na Cidade das Artes, na zona oeste do Rio. Sob os olhares atentos do técnico Tite, a cerimônia apontou Bolívia, Venezuela e Peru na chave do Brasil. A estreia, dia 14 de junho, no Morumbi, será diante dos bolivianos.

Por ser o País-sede, o Brasil foi previamente colocado como cabeça de chave do Grupo A e já sabia o roteiro na competição. Faltava apenas a definição dos adversários. E, durante a cerimônia, coube ao colombiano Francisco Maturana definir quem será o adversário da seleção na estreia: ele tirou a Bolívia do Pote 4.

A Argentina ficou no Grupo B, junto a Colômbia, Paraguai e Catar. Já a seleção uruguaia, outra cabeça de chave, disputará a primeira fase no Grupo C, considerado o mais difícil do torneio, ao lado de Equador, Japão e Chile.

A competição acontece entre 14 de junho e 7 de julho em cinco cidades do País. Caso se classifique em primeiro lugar no seu grupo e chegue à final, a seleção brasileira jogará em todas elas.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

Na primeira fase, o Brasil fará duas partidas em São Paulo – contra a Bolívia, no Morumbi, e o Peru, na Arena Corinthians, dia 22 de junho – e uma em Salvador – diante da Venezuela, dia 18, na Arena Fonte Nova. Depois, jogaria na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no Mineirão, em Belo Horizonte, e a grande final no Maracanã, no Rio.

PLATEIA
O sorteio da Copa América levou à Cidade das Artes cartolas de todos os 12 países que participarão da competição, mas chamou a atenção também de um público sem ligação direta com o futebol. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), militares e até um assessor pessoal do presidente Jair Bolsonaro estavam na plateia. O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley Teixeira, também ocupou um dos assentos do auditório.

A cerimônia durou uma hora e procurou ser descontraída, mas não faltaram clichês. O presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Dominguez, discursou para dizer que a Copa América voltava para “a terra de Pelé”. E integrantes do Monobloco desceram as escadas em meio ao público tocando samba.

A anunciada “participação especial” de Ronaldinho aconteceu aos 15 minutos da cerimônia. Ele foi ao palco para apresentar a bola da Copa América, a Rabisco, produzida pela Nike. Segundo a empresa, a bola é inspirada “no estilo de jogo rabisqueiro e criativo dos brasileiros”. Ela tem cores fortes, que lembram a tinta spray usada por grafiteiros.

Confira os grupos da Copa América:

GRUPO A – Brasil, Bolívia, Venezuela e Peru

GRUPO B – Argentina, Colômbia, Paraguai e Catar

GRUPO C – Uruguai, Equador, Japão e Chile


Flamengo anuncia Bruno Henrique e tira onda: “Distraídos pensarão que é post repetido”

O martelo foi batido no fim de semana, mas agora é oficial: Bruno Henrique é o quarto reforço do Flamengo para 2019. O clube anunciou a contratação nesta quarta-feira. O atacante desembarcou no Rio de Janeiro na terça e assinou contrato até dezembro de 2021.

A negociação foi concluída na madrugada do último sábado, e o Flamengo convenceu o Santos de parcelar os R$ 23 milhões em três vezes e emprestou o jovem Ronaldo, de 22 anos, por uma temporada com preço fixado: € 3 milhões (cerca de R$ 12,9 milhões).

No anúncio, o Flamengo brincou sobre a sequência de grandes contratações na temporada. Antes de Bruno Henrique, chegaram Arrascaeta, Gabigol e Rodrigo Caio.

– Mais um craque no Mengão (distraídos pensarão que é post repetido). Bem-vindo, Bruno Henrique – postou o Twitter oficial do Flamengo.

Revelado pelo Cruzeiro, Bruno Henrique passou por Uberlândia e Itumbiara até se destacar pelo Goiás no Brasileirão de 2015. Vendido ao Wolfsburg, entrou em campo 17 vezes em duas temporadas na Alemanha e não fez gol. Repatriado pelo Santos, foi às redes 18 vezes em 53 jogos em 2017, mas fez apenas dois gols em 32 partidas no ano passado, quando sofreu lesão no olho.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey