82 99641-3231

Jovens atletas do Flamengo morrem em incêndio no Centro de Treinamento, na Zona Oeste do Rio

Jovens atletas do Flamengo estão entre os dez mortos em um incêndio em um alojamento no Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio, no início da manhã desta sexta-feira (8). O Fla-Flu deste sábado, válido pela semifinal da Taça Guanabara, deve ser adiado.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. Ainda não há identificação dos mortos. Os bombeiros chegaram a dizer que todos eram adolescentes, mas não há informações oficiais.

Três adolescentes ficaram feridos, um deles em estado grave, e foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra:

  1. Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE);
  2. Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos;
  3. Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, em estado mais grave.

Às 8h40, Jonathan foi levado às pressas para o centro cirúrgico. Ele sofreu queimaduras em 40% do corpo e será transferido para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz.

Segundo mães de atletas, o treino desta sexta fora cancelado, o que liberou os jovens que moram no Rio para dormir em suas casas. Desta forma, só pernoitaram no alojamento adolescentes que vieram de fora, como Cauan Emanuel.

“Se tivesse treino hoje, a tragédia teria sido muito maior”, disse uma mãe.

No Ninho do Urubu, em Vargem Grande, treinam o time profissional do Flamengo e as equipes de jovens atletas. O incêndio começou por volta das 5h10 e foi debelado às 6h30.

Alexandre Sanz, preparador físico do Flamengo, acha que não tem clima para a realização de um Fla x Flu neste sábado (9). “Fica difícil ter o jogo porque houve uma situação emocional muito forte”.

Mapa mostra o CT do Flamengo e o prédio atingido — Foto: Infografia: Wagner Magalhães/G1 Mapa mostra o CT do Flamengo e o prédio atingido — Foto: Infografia: Wagner Magalhães/G1

Mapa mostra o CT do Flamengo e o prédio atingido — Foto: Infografia: Wagner Magalhães/G1

A Zona Oeste foi uma das mais afetadas com o temporal desta quarta-feira (6). Na manhã desta sexta, o Ninho do Urubu continuava sem luz e sem água em decorrência da chuva.

Saiba mais sobre o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo

Saiba mais sobre o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo

Instalações retorcidas

Imagens feitas pelo Globocop mostraram uma área do CT do clube destruída pelas chamas. Por volta das 7h20, bombeiros atuavam apenas no rescaldo.

O Centro de Treinamento Presidente George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, conta com um módulo profissional, dois campos, campo de treinamento para goleiros e estruturas para musculação e fisioterapia.

Em 2018, ano de inauguração do novo módulo profissional, a estrutura pré-existente foi deixada para as categorias de base e, para o futebol profissional, foi disponibilizado um novo módulo, com novos alojamentos, um parque aquático, academia e mais um campo de futebol (totalizando cinco).

Veículos dos bombeiros no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo Veículos dos bombeiros no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

Veículos dos bombeiros no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

Instalações retorcidas pelo fogo no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo Instalações retorcidas pelo fogo no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

Instalações retorcidas pelo fogo no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo


Copa do Brasil terá 91 clubes e jogo de madrugada na 1ª fase

A bola vai rolar para a Copa do Brasil 2019! Em sua 31ª edição, a competição mais democrática do futebol brasileiro – olha o clichê aí – tem início nesta terça-feira, com o duelo entre River-PI e Fluminense, no Albertão, em Teresina. Ao todo, 91 clubes participam do torneio, sendo que 80 jogam a primeira fase.

Estádio Albertão, em Teresina, recebe River x Fluminense — Foto: Magno Bonfim/TV Clube Estádio Albertão, em Teresina, recebe River x Fluminense — Foto: Magno Bonfim/TV Clube

Estádio Albertão, em Teresina, recebe River x Fluminense — Foto: Magno Bonfim/TV Clube

Os times que disputam a Libertadores (Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético-MG e Athletico Paranaense) possuem o privilégio de iniciar a disputa somente nas oitavas de final. Os campeões da Copa do Nordeste (Sampaio Corrêa), da Copa Verde (Paysandu) e da Série B (Fortaleza) no ano passado também evitam as quatro primeiras fases.

  • Primeira fase: 80 clubes, jogo único, clube melhor colocado no ranking da CBF joga como visitante e tem a vantagem do empate
  • Segunda fase: 40 clubes, jogo único, chaveamento e mando predeterminados pelo primeiro sorteio, empate leva a disputa para os pênaltis
  • Terceira fase: 20 clubes, ida e volta, sorteio de confrontos e mandos de campo
  • Quarta fase: 10 clubes, ida e volta, sorteio de confrontos e mandos de campo
  • Oitavas de final: 16 clubes (cinco classificados das oitavas + 11 que entram direto), sorteio de confrontos e mandos de campo
  • Quartas > Semifinal > Final – último jogo da decisão previsto para o dia 11 de setembro

* Nas fases de ida e volta, não há critério do gol fora de casa. Qualquer empate no placar acumulado leva a decisão para os pênaltis

Cruzeiro foi campeão Copa do Brasil em 2018 (foto) e 2017 — Foto: Flávio Florido/BP Filmes Cruzeiro foi campeão Copa do Brasil em 2018 (foto) e 2017 — Foto: Flávio Florido/BP Filmes

Cruzeiro foi campeão Copa do Brasil em 2018 (foto) e 2017 — Foto: Flávio Florido/BP Filmes

Dos 15 campeões da história do torneio, apenas dois não estarão presentes nesta temporada: Santo André e Paulista. Dos 13 restantes, sete disputam desde o começo em 2019. O Cruzeiro, hexacampeão e primeiro a ser bi consecutivo, vai em busca de aumentar sua vantagem no topo do ranking.

Todos os campeões da Copa do Brasil

Pos. Clube Nº de títulos Anos
1. Cruzeiro 6 1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018
2. Grêmio 5 1989, 1994, 1997, 2001 e 2016
3. Palmeiras 3 1998,2012 e 2015
Flamengo 3 1990, 2006 e 2013
Corinthians 3 1995, 2002 e 2009
6. Atlético-MG 1 2014
Vasco 1 2011
Santos 1 2010
Sport 1 2008
Fluminense 1 2007
Paulista 1 2005
Santo André 1 2004
Juventude 1 1999
Internacional 1 1992
Criciúma 1 1991
Títulos por estado
São Paulo vê hegemonia ameaçada

SP: 9MG: 7RS: 7RJ: 5PE: 1SC: 1

SP
9
Fonte: GloboEsporte.com

Vida inteligente na madrugada

Assistir ao jogo entre Rio Branco-AC e Bahia, pela primeira fase, será tarefa para os que estão acostumados a dormir tarde em boa parte do país. Isso porque na capital acreana, além do fuso diferente, o horário de verão não é adotado. Portanto, como o jogo está marcado para as 21h30 locais, a bola rola a partir de 0h30 no horário de Brasília. Muita gente vai ter futebol para ver até depois das 2h da madrugada de quarta (dia 13) para quinta (14).

Arena da Floresta, em Rio Branco (AC), será palco do jogo de madrugada na primeira fase — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre Arena da Floresta, em Rio Branco (AC), será palco do jogo de madrugada na primeira fase — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Arena da Floresta, em Rio Branco (AC), será palco do jogo de madrugada na primeira fase — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Veja todos os confrontos da primeira fase:

Todos com o horário de Brasília (em negrito os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro)

Terça – 05/02

  • 21h30 – River-PI x Fluminense (Albertão)

Quarta – 06/02

  • 16h – Votuporanguense x Ypiranga-RS (Plínio Marin)
  • 19h15 – Altos-PI x Santos (Albertão)
  • 20h30 – Foz do Iguaçu x Boa Esporte (Estádio do ABC)
  • 20h30 – Sobradinho x América-RN (Augustinho Lima)
  • 21h – Santa Cruz-RN x Tupi-MG (Arena das Dunas)
  • 21h30 – Palmas x Juventude (Nilton Santos-TO)
  • 21h30 – Corumbaense x Luverdense (Arhur Marinho)
  • 21h30 – Atlético-CE x Joinville (Presidente Vargas)
  • 21h30 – Mixto x CSA (Arena Pantanal)
  • 21h30 – Itabaiana x Paraná (Batistão)
  • 21h30 – Juazeirense x Vasco (Adauto Moraes)
  • 22h15 – Central-PE x Ceará (Lacerdão)

Quinta – 07/02

  • 18h30 – Americano x Londrina (Bacaxá)
  • 21h – Ferroviário x Corinthians (Estádio do Café)

Terça – 12/02

  • 19h15 – Aparecidense x Ponte Preta (Aníbal Toledo)
  • 21h30 – Imperatriz x Náutico (Frei Epifânio)

Quarta – 13/02

  • 16h30 – Bragantino-PA x ASA (Diogão)
  • 19h – Boavista x Figueirense (Bacaxá)
  • 19h – São José-RS x Chapecoense (Passo D’Areia)
  • 20h – São Raimundo-PA x Criciúma (Colosso dos Tapajós)
  • 20h30 – Avenida-RS x Guarani (Eucaliptos)
  • 20h30 – Sergipe x Goiás (Batistão)
  • 20h30 – Brasiliense x CRB (Mané Garrincha)
  • 20h30 – Brusque x Atlético-GO (Augusto Bauer)
  • 20h30 – Serra-ES x Remo (Robertão)
  • 20h30 – Real Ariquemes-RO x Avaí (Valerião)
  • 21h30 – Campinense x Botafogo (Amigão)
  • 21h30 – Ypiranga-AP x Cuiabá (Zerão)
  • 21h30 – São Raimundo-RR x América-MG (a definir)
  • 21h30 – Galvez x ABC (Arena da Floresta)
  • 21h30 – Tombense x Sport (Tombos)
  • 21h30 – Operário-MS x Botafogo-PB (Morenão)
  • 22h15 – Moto Club x Vitória (Castelão-MA)
  • 22h30 – Manaus x Vila Nova (Colina)

Quinta – 14/02

  • 0h30 – Rio Branco-AC x Bahia (Arena da Floresta)
  • 19h – Tubarão x Brasil de Pelotas (Domingos Gonzalez)
  • 21h15 – URT x Coritiba (Zama Maciel)
  • 22h30 – Sinop x Santa Cruz (Municipal de Sinop)
  • 22h30 – Fast x Oeste (Colina)

Corpo é encontrado no fundo do Canal da Mancha junto com aeronave que transportava Sala e piloto

A Agência de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB, na sigla em inglês) anunciou na manhã desta segunda-feira que ao menos um corpo foi encontrado no fundo do Canal da Mancha junto com a aeronave que transportava o jogador Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson. Também foi divulgada a primeira imagem da fuselagem.

– Tragicamente, num vídeo feito pelo veículo submarino, um ocupante está visível em meio à carcaça. A AAIB está agora avaliando os próximos passos em consulta com os familiares do piloto, do passageiro e com a polícia – disse em um comunicado.

Imagem da aeronave que transportava Sala e o piloto encontrada no fundo do mar — Foto: Divulgação / AAIB Imagem da aeronave que transportava Sala e o piloto encontrada no fundo do mar — Foto: Divulgação / AAIB

Imagem da aeronave que transportava Sala e o piloto encontrada no fundo do mar — Foto: Divulgação / AAIB

Depois de 13 dias de buscas, a aeronave foi encontrada nas primeiras horas do último domingo por um barco que fazia parte da investigação particular contratada pela família depois que a polícia suspendeu as buscas. Os destroços estão a pouco mais de 38 quilômetros ao norte da cidade de Guernsey.

As buscas haviam sido suspensas três dias após o desaparecimento da aeronave, mas foram retomadas no dia 26 de janeiro graças à ajuda de doações que vieram de uma campanha na internet.

Contratação mais cara da história do Cardiff, Emiliano Sala embarcou na noite do dia 21 de Nantes rumo à cidade do novo clube, mas não chegou. O avião que transportava o jogador e o piloto perdeu contato com o tráfego aéreo quando sobrevoava o Canal da Mancha por volta de 20h (horário local; 17h no horário de Brasília) e desapareceu.

Confira a íntegra do comunicado:

“Tendo identificado uma área prioritária de busca na última semana, a AAIB combinou uma estratégia de procura com a Blue Water Recoveries Ltd. para maximizar a chance de localizar os destroços da aeronave.

A AAIB contratou o navio especialista Geo Ocean III e a Blue Water Recoveries Ltd. contratou o FPV Morven, e a área foi dividida entre os dois navios. Os dois começaram as buscas na manhã do domingo, 3 de fevereiro.

No começo da busca, o Morven identificou um objeto de interesse no fundo do mar, usando seu equipamento de sonar. Isso esclareceu a área imediata para que o Geo Ocean III usasse seu veículo operado remotamente (ROV) para pesquisa a área no fundo do mar na qual o objeto foi localizado. Baseado na analise de vídeo do ROV, os investigadores da AAIB a bordo do navio concluíram trata-se dos destroços do avião perdido Piper Malibu, registro N264DB.

O ROV colocou em prática outra busca na área ao fim da noite, mas não identificou nenhuma peça adicional dos destroços.

Tragicamente, no vídeo do ROV, um ocupante pode ser visto entre os destroços. A AAIB agora está considerando os próximos passos, consultando as famílias do piloto e do passageiro, além da polícia.

A imagem mostra a parte de trás do lado esquerdo da fuselagem, incluindo parte do registro da aeronave.

Nós pretendemos publicar um relatório interino após um mês do acidente.”


Com gols de Régis e Patrick Fabiano, CSA vence o Sampaio por 3 a 0 no Castelão

O Centro Sportivo Alagoano venceu o Sampaio Corrêa por 3 a 0 na noite deste domingo (3), no Estádio Castelão, em São Luís, pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Régis abriu o placar aos 25′ do primeiro tempo e Patrick Fabiano ampliou aos 6′ e aos 40′ da etapa final.

O Azulão segue invicto na Copa do Nordeste, conquistou a primeira vitória, chegou aos cinco pontos e assumiu a liderança provisória do Grupo B. Isso porque o Ceará tem quatro pontos e ainda joga contra o Altos no próximo sábado, pelo encerramento da rodada. Ainda sem vencer na Copa do Nordeste, o Sampaio permaneceu com um ponto e ficou na sétima posição do Grupo A.

Próxima rodada

O Sampaio tem o clássico com o Moto Club no domingo (17), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Castelão, em São Luís. O CSA recebe o Salgueiro no domingo (17), às 18h30 (horário de Alagoas), no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Vitória no Castelão

O técnico Marcelo Cabo fez uma mudança de última hora e trocou Jhon Cley por Joazi na escalação. Assim, deslocou Régis novamente para o ataque. O Sampaio já começou a partida perdendo o zagueiro Paulo Sérgio, lesionado. A Bolívia Querida chegou a assustar em cobrança de falta de Rômulo, que passou por cima do travessão, mas quem marcou foi o CSA pouco depois. Didira assinou o lançamento em profundidade para Régis, que ganhou da marcação na velocidade, percebeu a saída do goleiro Rodrigo, finalizou por cobertura e anotou um golaço.

Com a vantagem no placar, o CSA administrou o primeiro tempo e matou o jogo na etapa final. Aos 5′, o Azulão rodou bem a bola até chegar em Gérson na esquerda. O jogador serviu Patrick Fabiano, que só teve o trabalho de completar para o gol e ampliar. O Sampaio tentou diminuir com Maxuell, mas não conseguiu. Aos 20′, o atacante invadiu a área azulina, meteu o bico na bola e viu João Carlos espalmar. Na reta final, Régis cruzou por baixo, Patrick Fabiano apareceu bem, anotou o segundo dele e o terceiro do CSA. O Sampaio ainda perdeu o zagueiro Moisés, expulso após tomar o segundo amarelo. Com a vitória, o Azulão conquistou o primeiro triunfo na Copa do Nordeste e assumiu a liderança do Grupo A.

Ficha técnica

Sampaio Corrêa

1- Rodrigo Santos
2- Talisson
3- Paulo Sérgio (13- Wanderson, aos 8′ do 1º tempo)
4- Moisés
6- Rômulo
5- Patrick Mota
8- Dedé
7- Medina (18- Eloir, aos 29′ do 2º tempo)
10- João Felipe (21- Edgar, aos 9′ do 2º tempo)
11- Lucas Gabriel
23- Maxuell

Técnico: Flávio Araújo

Banco: 12- Rodrigo Carvalho, 13- Wanderson, 14- Rafael, 15- Yann David, 16- Ton Abreu, 17- Wesley, 18- Eloir, 19- Christian, 20- Bruninho, 21- Edgar e 22- Marcony.

CSA

1- João Carlos
11- Régis
13- Gérson
4- Luciano Castan
6- Pedro Rosa
5- Amaral
8- Dawhan
2- Joazi (17- Jhonnatan, aos 22′ do 2º tempo)
10- Matheus Sávio (20- Victor Paraíba, aos 38′ do 2º tempo)
19- Didira
99- Patrick Fabiano (9- Lohan, aos 43′ do 2º tempo)

Técnico: Marcelo Cabo

Banco: 31- Fabrício, 18- Jhon Cley, 7- Hiago, 9- Lohan, 15- Roni Fernandes, 16- Rafinha, 17- Jhonnatan, 20- Victor Paraíba e 21- Ramon.

Gols

CSA: Régis (25′ do 1º tempo) e Patrick Fabiano (6′ do 2º tempo e 40′ do 2º tempo).

Cartão amarelo

Sampaio Corrêa: Moisés (2).

CSA: Gérson.

Cartão vermelho

Sampaio Corrêa: Moisés.

Arbitragem

Árbitro: Leo Simão Holanda (CBF/CE);

Auxiliar 1: Anderson Moreira de Farias (CBF/CE);

Auxiliar 2: Renan Aguiar da Costa (CBF/CE);

4º árbitro: Paulo José Souza Mourão (CBF/MA).


Palmeiras acerta a permanência de Bruno Henrique e renova até 2023

Bruno Henrique não aceitou a oferta do Tianjin Teda, da China, e renovou seu contrato com o Palmeiras até 2023. O martelo foi batido há pouco, em reunião na Academia de Futebol com o jogador, Bruno Paiva, seu empresário, e o diretor de futebol Alexandre Mattos.

A equipe asiática estava disposta a pagar a multa rescisória de 6 milhões de euros (R$ 25 milhões), e ainda ofereceu salário de R$ 1,7 milhão por mês ao jogador. O Verdão, contudo, considerava necessária a permanência do capitão no título brasileiro e nos últimos três dias trabalhou pela renovação.

– O Palmeiras me abriu as portas em 2017, me acolheu super bem, sempre me deu o melhor para trabalhar. Me sinto muito em casa aqui e, por isso, optei por renovar. O projeto do clube é grandioso e quero fazer parte. Erguer a taça do Brasileirão ano passado foi algo indescritível e quero repetir isso muitas outras vezes – disse Bruno, ao site do clube.

– Novamente o Avanti foi decisivo para consolidarmos mais uma permanência de um jogador fundamental no elenco. A contribuição do torcedor palmeirense deixa o clube cada vez mais forte e competitivo em todas as frentes – acrescentou o presidente Maurício Galiotte.

Com a definição, Bruno Henrique deve ser titular no clássico deste sábado, às 17h, no Allianz Parque, contra o Corinthians.


Salário acima do teto e 50% em eventual venda: os bastidores do acerto do Fluminense com Ganso

Da primeira proposta até o anúncio oficial, o Fluminense e Paulo Henrique Ganso viveram 18 dias de idas e vindas. Basicamente pela posição do Sevilla em esperar até o fechamento da janela europeia por um eventual comprador do meia.

Pois nenhum interessado efetivo pareceu e, então, uma das possibilidade debatidas, em 14 de janeiro, no CT Pedro Antonio, entre o diretor executivo de futebol Paulo Angioni e Giuseppe Dioguardi, empresário do jogador, foi colocada em prática: a rescisão de contrato com o time espanhol. No acordo de cinco anos, Ganso receberá acima do teto salarial de R$ 150 mil das Laranjeiras. O Tricolor, sem pagar pela negociação, assegurou 50% dos direitos econômicos dele.

O presidente Pedro Abad e o vice de futebol Fabiano Camargo também tiveram participação importante nas negociações. Dias antes do encontro entre Angioni e Giuseppe, no qual o dirigente apresentou o que o Flu poderia oferecer a Ganso, a dupla se reuniu com o empresário. Ali ficou evidente outro elemento crucial no sucesso da operação: o desejo do atleta em defender as cores verde, branco e grená.

Paulo Henrique Ganso na época da apresentação ao Amiens — Foto: Reprodução / Twitter Paulo Henrique Ganso na época da apresentação ao Amiens — Foto: Reprodução / Twitter

Paulo Henrique Ganso na época da apresentação ao Amiens — Foto: Reprodução / Twitter

Sabedor da vontade, o Fluminense contou com a argumentação de Fernando Diniz. Como fez com quase todos os contratados para 2019, o técnico conversou com Ganso por telefone em mais de uma ocasião. Eles se conheceram como adversários, na época em que o treinador comandava o Audax e o atleta atuava pelo São Paulo. O conceito de atuação do time foi apresentado ao jogador, e o laço ficou mais forte. O Tricolor começava a sair da “mesmice”, termo usado por Angioni em entrevista à Rádio Globo na qual garantiu ser viável contratar um atleta deste porte.

Giuseppe, então, tomou a frente das tratativas com o Sevilla. Rumou para a Espanha e lá manteve contato com os dirigentes. Em dezembro, em combinação com os franceses do Amiens, clube ao qual Ganso estava emprestado até a metade de 2019, o agente já havia conseguido a liberação para a procura por clube no Brasil. O prazo? Justamente o dia 31 de janeiro, fim da janela de transferências internacionais nas principais ligas europeias.

A postura de saber aguardar, de Abad, Fabiano e Angioni, contou a favor. Sem ser pressionado, o Sevilla viu no Fluminense um clube que respeitava a sua posição. Tanto que, no momento em que a possibilidade de empréstimo era debatida, o clube estrangeiro cedeu: aceitou ser por um ano, em vez de seis meses, como desejava inicialmente.

Ganso não conseguiu ter sucesso no Sevilla — Foto: Julio Muñoz/EFE Ganso não conseguiu ter sucesso no Sevilla — Foto: Julio Muñoz/EFE

Ganso não conseguiu ter sucesso no Sevilla — Foto: Julio Muñoz/EFE

Em determinado momento, o Sevilla sinalizou que havia desistido do empréstimo e só aceitaria uma venda. E Giuseppe passou a buscar alternativa para a liberação. Foi quando a opção rescisão, debatida com o Fluminense, passou a ganhar força à proposta do empréstimo.

À medida que o tempo passava e nenhum comprador surgia, Flu e Ganso caminharam para um acerto. O estafe do atleta quis diminuir ao máximo a redução salarial dele. Ciente das dificuldades financeiras do Flu, toparam ceder um pouco desde que houvesse a contrapartida de um contrato longo – a linha da operação foi diluir aproximadamente o que o jogador receberia até o fim de contrato no Sevilla (até junho de 2021) em um intervalo maior no Flu.

O Tricolor, então, aumentou o máximo que podia. E as partes acertaram que, no primeiro ano, a remuneração seria na casa de R$ 300 mil. A partir da segunda temporada, ela sobe para cerca de R$ 400 mil. Com o acerto apalavrado, o Fluminense esperou a janela.

Romper o vínculo sem necessidade de pagamento mantendo uma parte dos direitos econômicos (50% é do Flu e o restante é dividido entre jogador e clube espanhol) foi visto com uma alternativa viável pelo Sevilla, que deixaria de pagar um alto salário por um atleta fora dos planos e sem mercado na Europa e ainda poderia recuperar parte do investimento feito há 3 anos, quando comprou o jogador junto ao São Paulo. O Flu, por sua vez, não investiu e tampouco cedeu percentual ou prioridade de compra de qualquer jogador.

Com sinal positivo, na quarta-feira, o Tricolor mandou representantes a São Paulo para fazer exames médicos, assinar contrato e gravar o material de divulgação com Ganso. Não está definida ainda a data de apresentação do novo reforço – que, aliás, deve ser o último no primeiro semestre. A ideia de ele vir ao Rio sábado pode ser alterada. Mas não deve passar da próxima semana.

 


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey