Palmeira dos Índios
30 ºC Céu Limpo

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
30 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Flamengo goleia Avaí por 6 a 1 diante de 69 mil torcedores, Goleada palmeirense e Calvário do Cruzeiro

Resultado de imagem para Flamengo goleia Avaí por 6 a 1 diante de 69 mil torcedoresNo jogo que encerrou a 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, o campeão Flamengo goleou o Avaí por 6 a 1 no estádio do Maracanã diante de 69.090 torcedores.

Com a vitória desta quarta a equipe da Gávea voltou a estabelecer novos recordes em uma edição do Brasileiro disputado por 20 clubes no formato de pontos corridos: É o maior pontuador (90), alcança o maior número de vitórias (28) e tem o melhor ataque (86 gols).

O jogo

O triunfo rubro-negro começou a ser construído aos 10 minutos de partida. Após cobrança de falta ensaiada, Rafinha recebe na ponta direita, cruza para a área, Lincoln domina e toca para o uruguaio Arrascaeta, que chega chutando de primeira.

Mas o Avaí deu a falsa impressão de que reagiria. Aos 21, Lourenço acerta um chute muito forte de fora da área para vencer o goleiro César.

Com o empate o Flamengo voltou a pressionar, e empatou aos 36 minutos do primeiro tempo com Diego. O camisa 10 fez um golaço ao acertar chute colocado da entrada da área.

Mas ainda faltava o gol dele, do artilheiro Gabigol. E dois minutos depois o camisa 9 chegou a seu gol de número 25 na competição. Após receber passe de Arrascaeta, Gabigol acerta cruzado de fora da área.

O quarto veio apenas na etapa final, aos 11 minutos, quando, após boa trama do ataque do Flamengo, a bola sobra limpa para Lincoln bater na saída do goleiro Vladimir.

Porém, o melhor estava por vir. Aos 38 minutos, o ataque do Flamengo faz uma bela troca de passes que termina com gol do jovem Reinier.

E ainda deu tempo para o jovem atacante do time da Gávea fazer mais um. Aos 42 minutos Rafinha cruza na medida para Reinier apenas escorar para dar números finais ao jogo.

Goleada palmeirense

Resultado de imagem para palmeiras
Goleada palmeirense

Outra equipe que goleou em casa foi o Palmeiras. O time paulista recebeu o Goiás em São Paulo e triunfou por 5 a 1.

O Palmeiras abriu o placar aos 21 minutos. Após bela jogada individual, Lucas Lima tocou em profundidade para Zé Rafael tocar na saída do goleiro.

Cinco minutos depois o esmeraldino chegou a empatar com Rafael Moura em cobrança de pênalti.

Mas depois a equipe paulista tomou conta da partida. Aos 33 minutos Dudu recebe de Zé Rafael para bater de primeira e fazer 2 a 1.

O terceiro do Palmeiras saiu aos 24 minutos da etapa final. O jovem Gabriel Veron marcou após Jean tocar para o meio da área.

Aos 36 Verón atua como garçom para Dudu fazer o quarto.

E o mesmo Verón volta a aparecer aos 44, agora superando o goleiro Tadeu e dando números finais ao confronto.

Resultado de imagem para cruzeiroCalvário do Cruzeiro

Quem continua vivendo um calvário é o Cruzeiro. A equipe mineira foi até Porto Alegre e foi derrotada por 2 a 0 pelo Grêmio.

Com isso chega à ultima rodada da competição ocupando a zona do rebaixamento. Para conseguir fugir da Segunda Divisão em 2020, no domingo o Cruzeiro precisa derrotar o Palmeiras, e torcer por um tropeço do Ceará, que enfrenta o Botafogo.

Nesta quarta, Ferreira abriu o placar aos 23 minutos do segundo tempo. Ele marcou após receber passe de Pepê.

E o mesmo Pepê deu números finais ao jogo aos 39 minutos em cobrança de pênalti.

Empate na Fonte Nova

O único empate do dia aconteceu no confronto entre Bahia e Vasco no estádio da Fonte Nova.

O atacante Gilberto abre o placar aos 44 minutos de jogo em cobrança de pênalti.

Mas, aos 39 do segundo tempo, Marrony deixa tudo igual.

No próximo domingo acontece a última rodada do Brasileiro, com todas as partidas realizadas às 16h (horário de Brasília).

 

 

 

 

*    Agência Brasil


Chapecoense vence por 3 a 0 e confirma rebaixamento do CSA para a segunda divisão

CSA foi batido pela Chapecoense nesta quarta – Foto: Tarla Wolski/Futura Press

Mais um rebaixado foi conhecido na noite desta quarta-feira. Na Arena Condá, A Chapecoense venceu o CSA por 3 a 0 e acabou com as chances de permanência do time alagoano na primeira divisão. A partida foi válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com 32 pontos na 18ª colocação, o Azulão precisava ganhar seus dois jogos e ainda secar Cruzeiro e Ceará. Depois da derrota em Santa Catarina, o CSA não alcança mais seus adversários. Já rebaixada há duas rodadas, a Chapecoense chega a 31 pontos e ocupa a vice-lanterna da competição.

Depois de se despedir de sua torcida, o time catarinense encerra a temporada contra o Vasco, em São Januário, às 16h deste domingo. No mesmo horário, o CSA recebe o São Paulo no Rei Pelé para terminar a sua participação na Série A.

O jogo

Demorou exatamente um minuto para a Chape abrir o placar. Gustavo Campanharo recebeu excelente passe em profundidade pelo meio, invadiu a área e bateu forte no alto para colocar o time da casa em vantagem.

Depois disso, entretanto, o jogo ficou morno e as duas equipes pouco criaram, com o gramado pesado na Arena Condá. O CSA só conseguiu assustar o goleiro João Ricardo nas bolas paradas de Rafinha. Aos 41, o lateral-direito quase marcou um gol olímpico, e aos 46 ameaçou com uma cobrança de falta do meio da rua.

No segundo tempo, as coisas ficaram ainda pior para o CSA, que viu a derrota se consolidar. Começou com a expulsão de João Vitor, que recebeu o seu segundo amarelo logo aos 10 minutos.

Poucos minutos depois, aos 13, a Chape ampliou a sua vantagem. Eduardo recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro para Arthur Gomes. O atacante dominou e bateu cruzado para marcar o segundo dos mandantes.

A partida já caminhava para o final, mas ainda deu tempo para a situação ficar ainda mais feia para os alagoanos. Aos 33, em cobrança de escanteio, Diego Torres colocou na cabeça de Maurício Ramos, que fez o terceiro da Chapecoense.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 3 X 0 CSA

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data: 4 de dezembro de 2019 (quarta-feira)

Horário: 21h00 (de Brasília)

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ), Michael Correa (RJ) e Evandro Tiago Bender (SC)

Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Gustavo Campanharo (Chapecoense); João Vitor e Jean Cléber (CSA)

Cartões vermelhos: João Vitor (CSA)

Gols: Gustavo Campanharo, ao 1 do 1ºT, Arthur Gomes, aos 13 do 2ºT e Maurício Ramos, aos 33 do 2ºT (Chapecoense)

CHAPECOENSE: João Ricardo, Eduardo, Maurício Ramos, Amaral e Caíque Sá; Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Diego Torres), Tharlis e Vini Locatelli (Ronei); Renato Kayzer e Dalberto (Arthur Gomes). Técnico: Maurício Ramos.

CSA: Jordi; Dawhan, Lucas Dias, Luciano Castán e Rafinha; João Vitor, Nilton, Jean Cléber e Jonatan Gómez (Matheus Prado); Bustamante (Bruno Alves) e Ricardo Bueno. Técnico: Jacozinho.

 

 

 

 

*   Com Todo Segundo/Gazeta Esportiva


Mais cinco jogadores chegam para compor o elenco do CSE

Quatro jogadores do futebol carioca e um do futebol goiano chegam ao CSE

Mais cinco atletas chegaram na noite desta terça-feira (03), para compor o elenco do CSE na temporada 2020. Sendo quatro são do futebol carioca e um do futebol goiano. São eles: Ramon (meia); Léo Júnior (lateral direito); Davi (zagueiro); Wender (centroavante); Leandro sardinha (meia).

No próximo ano, o CSE disputa duas competições. A Copa Alagoas e o Campeonato Alagoano.

De acordo com a diretoria, até agora, 31 jogadores assinaram pré-contratos com o clube. Alef (ex-Jaciobá/AL) recebeu uma proposta melhor do o Globo do Rio Grande do Norte e deixou o Tricolor nesta terça-feira.

Confira a relação atualizada do elenco

Goleiros:

Alex (Itapipoca/CE)
Diogo (CSE/AL)
Naldo (CSE/AL)
Bruno (CSE/AL)

Laterais:

Tanaxa (Castelo F.C/ ES)
Roni (Itabaiana/SE)
Erick (Esporte Cristal/PB)
Léo Júnior (Clube não Informado)

Zagueiros:

André Núnes (Jaciobá/AL)
João Paulo (CSE/AL)
Odalio (Atletico Paraense/PA)
David Goiano (Clube não Informado)
Jadson (Clube não Informado)

Volantes:

Ramos (CSE/AL)
Caio (Pituaçu/BA)
Evandro (Clube não Informado)
Berg (Clube não Informado)
Paulo (Clube não Informado)
Gabriel (Clube não Informado)

Meias:

Paulinho (CSE/AL)
Felipe André (Sete de Setembro/AL)
Val (Demissão Capela)
Leandro (Clube não Informado)
Índio (Clube não Informado)
Ramon (Clube não Informado)

Atacantes:

Fidel (Clube não Informado)
Alan (CSE//AL)
Geovânio (CSE/AL)
Soares (CSE/AL)
Wander Santos (Clube não Informado)
Tisouro (Clube não Informado)

 

 

*  Com Todo Segundo


Diretoria do CSE apresenta parte do elenco para temporada 2020

Diretoria do CSE apresenta parte do elenco para temporada 2020 – Foto: Todo Segundo

A diretoria do CSE apresentou ao torcedor do Tricolor de Palmeira dos Índios na tarde desta segunda-feira (02), no Estádio Juca Sampaio, toda comissão técnica e parte do elenco que irá atuar no clube na temporada 2020.

No próximo ano, o CSE disputa duas competições. A Copa Alagoas e o Campeonato Alagoano. A diretoria manteve no cargo o técnico Jaelson Marcelino com toda comissão técnica que garantiu o retorno do CSE à elite do futebol estadual.

Comissão Técnica: Técnico: (Jaelson Marcelino); Auxiliares: (Sostenes e Dida); Preparador Físico: (Luíde); Preparador de Goleiros: (Lula); Massagista: (Soares); Roupeiro: (Cabeça); Supervisor: (Erivaldo Domício).

Goleiros:

Diretoria do CSE apresenta parte do elenco para temporada 2020 – Foto: Todo Segundo

Alex (Itapipoca/CE)
Diogo (CSE/AL)
Naldo (CSE/AL)
Bruno (CSE/AL)

Laterais:

Tanaxa (Castelo F.C/ ES)
Alef (Jaciobá/AL)
Roni (Itabaiana/SE)
Erick (Esporte Cristal/PB)

Zagueiros:

André Núnes (Jaciobá/AL)
João Paulo (CSE/AL)
Odalio (Atletico Paraense/PA)
David Goiano (Clube não Informado)
Jadson (Clube não Informado)

Volantes:

Ramos (CSE/AL)
Caio (Pituaçu/BA)
Evandro (Clube não Informado)
Berg (Clube não Informado)
Paulo (Clube não Informado)
Gabriel (Clube não Informado)

Meias:

Paulinho (CSE/AL)
Felipe André (Sete de Setembro/AL)
Val (Demissão Capela)
Leandro (Clube não Informado)
Índio (Clube não Informado)
Ramon (Clube não Informado)

Atacantes:

Fidel (Clube não Informado)
Alan (CSE//AL)
Geovânio (CSE/AL)
Soares (CSE/AL)
Leo Jr (Clube não Informado)
Wander Santos (Clube não Informado)
Tisouro (Clube não Informado)

*   Com Todo Segundo


Flamengo vence o Palmeiras por 3×1 na casa do rival

Palmeiras x Flamengo
Palmeiras x Flamengo (Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes)

No duelo entre o campeão brasileiro da última edição e o atual, o Flamengo levou a melhor e venceu o Palmeiras por 3 a 1, na tarde deste domingo, em São Paulo. Mesmo fora de casa e com sua torcida vetada por uma decisão do MP-SP, o Rubro-Negro dominou completamente a partida e não precisou se esforçar muito para conseguir o resultado. Gabigol, duas vezes, e Arrascaeta marcaram os gols. Mano Menezes não resistiu à derrota em casa e foi demitido após a partida.

Campeão desde o domingo passado, o Flamengo segue quebrando recordes. Após conseguir a maior pontuação da era de pontos corridos, o Rubro-Negro chegou a 80 gols e passou a ter o melhor ataque desde que a competição passou a ter 20 clubes em 2006. Gabigol também se tornou o maior goleador em uma edição, neste período. Foi a primeira vez que Flamengo venceu na Arena Palmeiras.

Palmeiras x Flamengo
Palmeiras x Flamengo (Foto: Marcos Ribolli)

Por outro lado, o clima para o torcedor do Palmeiras foi melancólico. Quem foi ao estádio vaiou o time e o técnico Mano Menezes. Além das vaias, uma cadeira foi arremessada no gramado. Após a partida, o técnico foi demitido.

Com o Palmeiras aparentemente desanimado e o Flamengo em um momento iluminado, o time carioca saiu na frente logo no início. Após uma longa troca de passes, Gabigol saiu livre na cara de Jaílson e rolou para Arrascaeta marcar. O Alviverde ensaiou reagir, reclamou pênalti de Rhodolfo em Dudu, mas ficou nisso. Com calma, o Rubro-Negro dominou as ações e construiu a vitória com tranquilidade. Jaílson até tentou impedir, com belas defesas em cabeçada de Vitinho e finalização de Gabigol. No fim da etapa inicial, no entanto, o camisa 9 marcou após bonito passe, o a equipe de Jorge Jesus foi para o vestiário vencendo por 2 a 0.

Gabigol comemora gol diante do Palmeiras
Gabigol comemora gol diante do Palmeiras (Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes)

Se no primeiro tempo foram necessários quatro minutos, na etapa final o Flamengo ampliou com 40 segundos. Vitor Hugo saiu jogando errado, perdeu para Gerson, e Gabigol não perdoou. Com o jogo decidido, a partida esfriou, o Rubro-Negro pisou no freio, e o Palmeiras cresceu. A equipe paulista acertou duas bolas na trave, com Bruno Henrique e Willian, e descontou com Matheus Fernandes. O volante ainda quase marcou mais um em cabeçada defendida por Diego Alves.

Suspenso contra o Ceará, Gabigol não jogava desde a decisão da Libertadores, quando marcou dois gols na histórica virada do Flamengo. O reencontro com a bola foi no seu melhor estilo, novamente dois gols. O feito neste domingo lhe garantiu um novo recorde. O atacante superou Jonas (2010) e Borges (2011) e se tornou o maior goleador em uma edição de Brasileiro na era de pontos corridos, desde que a competição passou a ter 20 clubes, em 2020. São 24 gols no campeonato.


Com um jogador a menos, Bahia vence o CSA, que precisa de “milagre” para se manter na Série A

Com um jogador a menos, o Bahia mostrou força e venceu o CSA na noite deste domingo, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O Tricolor abriu o placar com Gilberto, ainda no primeiro tempo, e viu o adversário empatar no início da etapa final, com Nilton. Pouco tempo depois, os visitantes perderam o volante Ronaldo, que foi expulso. Mesmo assim, a equipe baiana seguiu pressionando e conseguiu o segundo gol aos 40 minutos, com Arthur Caíke. O resultado fez o time encerrar um jejum de nove jogos sem vencer e deixou o CSA em situação delicada na luta contra o rebaixamento.

A derrota praticamente acabou com o sonho do CSA de se manter na Primeira Divisão. O Azulão permanece com 32 pontos, em 18º lugar, e pode chegar apenas até os 38 do Ceará, primeiro clube fora do Z-4. O problema é que, caso atinja essa pontuação (e conta com resultados favoráveis de Cruzeiro e Ceará até lá), o time alagoano terá que tirar uma diferença de 24 gols de saldo para tomar a posição do Vozão.

Com a vitória, o Bahia encerrou um jejum de nove jogos sem vencer. O Tricolor foi a 48 pontos e permanece na 11ª posição.

O CSA volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, às 21h (horário de Brasília). Na quinta, na Arena Fonte Nova, o Bahia recebe o Vasco, às 19h15.

 

*  Com Globo Esporte


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey