82 99641-3231

Whindersson Nunes sobre a depressão: ‘Hoje eu me sinto bem para falar’

Foto: (TV Globo)
Whindersson Nunes sobre tratamento contra a depressão: ‘Hoje eu me sinto bem para falar’

Foi fazendo graça de tudo e rindo de si mesmo que Whindesson Nunes virou um dos comediantes mais populares do Brasil. Nasceu na internet, foi pros palcos. Tem 23 milhões de seguidores no Instagram e 36 milhões de inscritos em seu canal no YouTube.

Mas, apesar do sucesso, teve que lidar com uma grande ausência, dentro dele. Sem entender o que era, fez um desabafo na internet. Disse que estava triste fazia alguns anos, que tinha medo de decepcionar os fãs e que já não sentia tanta vontade de viver. Cancelou toda a agenda de shows por três meses e foi diagnosticado com depressão.

Ana Carolina Raimundi: Você está rico, é jovem, recém-casado, apaixonado, famoso, popular na internet… E com depressão. Você ouviu de muita gente ‘esse cara não pode ter depressão, como é que esse cara tem depressão?’

Whindersson Nunes: Assim… É justo o questionamento das pessoas. É justo. Poxa, tem tudo, tem dinheiro, tem a viagem dos sonhos, tem isso, tem aquilo. E eu que sou trabalhador, brasileiro, trabalho de 6 às 18h, tenho criança pra sustentar, tenho três filhos e isso e aquilo, eu que deveria ter. Tipo… Não é algo que me revolta, porque a pessoa fala isso. Na verdade, é um problema pra mim. Porque eu penso: ‘Poxa, realmente eu não devia ter passado por isso’.

Após o desabafo, Windersson procurou um psicólogo e um psiquiatra. Começou a fazer terapia, passou a tomar remédios, está fazendo yoga. E sentiu que precisava dar um novo sentido para a vida que estava levando: “Eu virei um cara que tenho as minhas coisinhas e tudo mais. Mas você chega naquele momento e fica: e aí? Dinheiro, dinheiro, dinheiro e ai? O que eu vou fazer? Eu posso pagar os melhores profissionais, mas tem gente que não pode”.

Pensando nisso, Whindersson está trabalhando em um aplicativo, que quer lançar em breve, para ajudar pessoas que têm problema de depressão como ele, mas não tem dinheiro. “A intenção do aplicativo é conectar gente que precisa de ajuda com gente que pode ajudar. Só que essas pessoas que querem ajudar são profissionais, voluntários”, explica.

Whindersson volta aos palcos no dia 18 de agosto, em São Paulo. “Hoje eu me sinto bem pra falar e, quem quiser perguntar, pode perguntar e eu vou falar. Eu me sinto feliz, eu me sinto uma pessoa feliz. Sinto que eu estou fazendo o que tinha pra fazer, que eu encontrei um sentido”, afirma.

Fonte: G1


Alagoas tem a 2ª menor taxa de mortalidade materna do Brasil

O governador Renan Filho usou sua conta no Instagram para anunciar que Alagoas é o estado brasileiro com a segunda menor taxa de mortalidade materna, atrás apenas do Paraná, que teve melhor desempenho. Os dados são do Ministério da Saúde.

“Alagoas foi, com o fechamento dos dados do ano de 2017, o 2º estado brasileiro com menor mortalidade materna. As nossas mulheres grávidas morrem menos do que em todos os outros Estados do Brasil, com exceção do Paraná, que é o único que teve um desempenho melhor do que o nosso, nesse quesito”, afirmou Renan Filho.

Em Alagoas, a taxa de mortalidade é de 37,7 óbitos maternos por 100 mil nascidos vivos; no Paraná é de 31,7. Os piores desempenhos ficam com o Pará (107,4), primeiro da lista, e o Maranhão (101,8), que vem em seguida. Estados considerados grandes, a exemplo do Rio de Janeiro (84,7), também aparecem no topo do ranking negativo.

Esforços

A redução da mortalidade materna em Alagoas é atribuída aos esforços realizados pelo Governo do Estado no âmbito da qualificação do pré-natal de alto risco e habitual, bem como a implantação do Programa Criança Alagoana, que promove o desenvolvimento integral da saúde materno-infantil em situação de risco e vulnerabilidade social, envolvendo ações vinculadas aos setores de saúde, educação e assistência social.

Destacam-se, ainda, ações como a ampliação dos leitos de UTI neonatal e obstétricos qualificados; implantação de um mapa de vinculação da gestante ao local de parto, evitando sua peregrinação pela rede; implementação do Serviço de Regulação dos Leitos obstétricos e neonatais da capital alagoana e do fluxo de vigilância para mães com infecções congênita.

O Governo do Estado está concluindo o Hospital da Mulher. O equipamento terá 127 leitos com capacidade para realizar 225 partos e oferecer 1.520 atendimentos por mês nas especialidades médicas de obstetrícia, ginecologia, neonatologia, infectologia, cardiologia, mastologia, endocrinologia, uroginecologia, reumatologia e dermatologia.

A unidade, cujos investimentos são da ordem de R$ 30,8 milhões, ampliará, ainda mais, a rede de cuidados especializados da saúde feminina em Alagoas.

 

 

Fonte: TNH1


Morador da Casa de Passagem de Palmeira dos Índios denuncia descaso dos órgãos públicos.

Marcondes José Oliveira de Lima procurou o Programa Nosso Encontro para fazer uma denúncia.

Na manha dessa quinta-feira (11), Marcondes José Oliveira de Lima, que é ouvinte da Rádio Sampaio 94,5 FM, procurou o Programa Nosso Encontro para fazer uma denúncia.

Ele é acolhido da Casa de Passagem, Marcondes estava visivelmente emocionado e denunciou o descaso dos órgãos públicos com a Casa de Passagem. (vídeo no final da matéria).

“Eu gostaria muito de comunicar aos Órgãos Públicos que olhem para essa casa de passagem, olhem aquela fossa que está la no quintal, o buraco está enorme, me da ate vontade de chorar” foi o que disse Marcondes.

Marcondes José está na casa de passagem há sete meses, disse que a fossa cedeu dia 14 do mês passado e fica próxima ao local de lazer onde eles lavam roupa e reúnem para conversar, o fedor se espalhou por toda a casa.

A Casa de Passagem integra o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e está funcionando recursos do Governo Federal e do Município. A unidade está localizada na Avenida Vieira de Brito, 630, São Cristóvão.

No local é prestado acolhimento provisório as pessoas com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, em situação de rua e desabrigo por abandono, migração e ausência de residência ou pessoas em trânsito e sem condições de auto-sustento. A Casa funciona 24 horas, todos os dias da semana, segundo Marcondes hoje a Casa de Passagem está abrigando 13 pessoas e tem capacidade para abrigar 25 pessoas.

 


Estudo identifica 2 casos de bebês em que microcefalia foi revertida

A menina Maria Lys, que tem microcefalia — Foto: Dani Fechine/G1Um grupo internacional de pesquisadores verificou que, em alguns casos, crianças com microcefalia e filhas de mulheres grávidas que pegaram o vírus da zika podem retomar um desenvolvimento neurológico normal. Em estudo publicado na revista “Nature Medicine” na segunda-feira (8), cientistas de uma cooperação que inclui a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, observaram dois casos de crianças com microcefalia que recuperaram seu desenvolvimento.

Eles acompanharam 244 mulheres grávidas – em qualquer etapa da gestação – a partir do momento em que apresentaram sintomas parecidos com os da zika, como febre e erupções na pele, nos laboratórios da Fiocruz no Rio de Janeiro, entre 2015 e 2016. O período compreende a época em que a zika foi uma epidemia na cidade.

Descobertas

Após a confirmação da presença do vírus em 216 dessas mulheres, o desenvolvimento neurológico dos bebês continuou sendo monitorado, por meio de diferentes técnicas, como as da chamada “Escala Bayley”, que acompanha comportamentos cognitivos, linguísticos, motores, social-emocional e adaptativo de cada criança. Elas foram estudadas enquanto tinham de 7 a 32 meses de idade.

Entre essas 216 mães, 8 tiveram bebês com microcefalia (3,7% do total estudado).

E, desses 8 casos, 2 foram revertidos. Um dos bebês desenvolveu a circunferência normal da cabeça conforme crescia, e o outro voltou a formar essa circunferência após uma cirurgia no crânio. Em ambos os casos, o desenvolvimento neurológico das crianças foi normalizado – e confirmado aos dois anos de idade.

Ressalvas

Foto: Divulgação

Por outro lado, os cientistas ainda não sabem explicar com precisão os motivos da reversão do quadro desses dois pacientes. Além disso, houve outras duas crianças que nasceram sem os sinais da microcefalia, mas vieram a desenvolver o problema conforme cresceram – algo que, porém, não surpreendeu os pesquisadores, pois pode acontecer com os filhos de mães infectadas.

“Em nossa opinião, todas as crianças que nascem de mães com infecção do vírus da zika durante a gravidez deveriam ser acompanhadas longitudinalmente nos primeiros três anos de vida, por um time multidisciplinar, com avaliações bianuais de seu neurodesenvolvimento, oftalmológicas e auditivas, mesmo se os primeiros testes forem normais”, afirmam os pesquisadores no artigo da “Nature Medicine”.

Fonte: G1 Globo


Complexo Multidisciplinar de Equoterapia, em Arapiraca, atende 2 mil famílias e emprega 100 profissionais de 18 especialidades.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireO Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire, que atende pessoas de toda região agreste com problemas de saúde retornou as suas atividades normais, no início desta semana, depois de 15 dias de recesso.

O complexo, o maior de Alagoas e um dos mais completos do Nordeste, atende duas mil famílias, através de cem funcionários distribuídos em 18 especialidades: Equoterapia, fisioterapia aquática, clinico geral, ortopedia, neurologista, neuropediatra, fisiatria, ginecologia, odontologia, oftalmologista, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, pedagogia, serviço social e enfermagem.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireO Centro é especializado em recuperação e tratamento permanente de pessoas portadoras de autismo, paralisia cerebral, AVC, síndromes e traumas, principalmente quem tem dificuldades para falar e andar.

O gerente administrativo do complexo multidisciplinar Tarcizo Freire, Michel Pereira, que também é psicólogo, recebeu nesta terça-feira (09) a reportagem da Rádio Sampaio 94,5 e também do site radiosampaio.com.br, para uma visita ao espaço onde funciona um ginásio de fisioterapia, um Estúdio de pilates, um campo society, um espaço para passeio em animais com equoterapia, uma escolinha esportiva, auditória, consultórios médicos e outras dependências voltadas para atendimento as pessoas que precisam desse tipo de tratamento.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireEm vista da quantidade de pessoas que procuram o centro de recuperação, que fica na Rua José Augusto Vital, Nº 137, no bairro Nova Esperança, e seu espaço está pequeno, um anexo foi construído no bairro Brasília.

Michel Pereira informou também que uma parte dos recursos usados no complexo é do governo federal, mas o maior percentual é próprio conseguido através do deputado estadual Tarcizo Freire e com algumas parcerias locais. O tratamento é feito gratuitamente, mas existe uma agenda cheia e uma fila de espera.


Penedo decreta situação de emergência por infestação de Aedes aegypti

Penedo – AL

O prefeito de Penedo, Marcius Beltrão, decretou estado de emergência em decorrência da infestação do mosquito Aedes aegypti na cidade. O documento, datado de 4 de julho, foi publicado no Diário Oficial do município nesta segunda (08/07), estando em vigor por 120 dias.

No decreto, a prefeitura declara que Penedo está em situação epidêmica, registrando 295 casos (não-especificados) dentre a população de 27 mil habitantes. Alertas estão sendo transmitidos para órgãos estaduais e federais de Saúde pública, para que se previna uma proliferação em território estadual.

Dentre as medidas decretadas, a Secretaria Municipal de Saúde deve realizar procedimentos diários para o combate ao mosquito e suas doenças. O Município deve ainda articular ações com cidades próximas a Penedo para evitar que a epidemia ganhe maiores proporções. Durante a vigência do decreto, o Executivo fica dispensado de processos licitatórios para aquisições de bens relacionados ao controle das doenças.

Fonte: Cada Minuto


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey