Delegado Elvio Brasil morre em decorrência de doença no fígado

A assessoria de comunicação da Polícia Civil confirmou, na manhã desta quinta-feira (05), a morte do delegado Elvio Brasil. Segundo informações, ele estava internado em Recife e se preparava para ser submetido a transplante de fígado.

Elvio Brasil era um dos delegados mais antigos em atividade em Alagoas e atuou em vários municípios do interior, tanto como delegado distrital como regional. Ele estava afastado das funções devido aos problemas de saúde e era muito conhecido pela sua atuação no município de Taquarana. Era também parente do delegado Oldemberg Paranhos.

Além de delegado, Elvio Brasil também teve atuação política em Atalaia, município onde nasceu. Ele foi vice-prefeito por dois mandatos. No período em que ele exercia o mandato, teve a residência invadida por assaltantes, que ameaçaram a esposa dele, a policial Valquíra Ferro e as duas filhas do casal. O delegado agiu de forma prudente e não ofereceu resistência durante o assalto. Depois que os assaltantes fugiram, foi montada uma operação e no mesmo dia três acusados foram presos, um morreu em confronto e o último consegiu fugir.

Nota da Polícia Civil:

A Delegacia Geral comunica com pesar o falecimento do delegado da Polícia Civil Élvio Alves Brasil, de 66 anos, ocorrido no hospital da Unimed, na cidade de Recife, em virtude de complicações clínicas, enquanto aguardava o transplante de fígado.

Élvio Alves trabalhou por muitos anos na região do Sertão do Estado, passou pelas cidades de Santana do Ipanema, Maravilha, Ouro Branco e Delmiro Gouveia. Em 2007 dirigiu o Departamento de Polícia do Interior (Depin), em 2008 foi diretor do antigo departamento de polícia judiciária metropolitano (DPJM) e foi ainda delegado regional de Batalha.

O corpo chegará ao final da tarde desta quinta-feira (05) e será levado para a casa da família em Atalaia, localizada na Rua Marechal Deodoro, onde será velado.

O sepultamento será realizado na manhã desta sexta-feira (12), às 10 horas, no jazigo da família, no cemitério municipal de Atalaia.

A direção da Polícia Civil manifesta compaixão e solidariedade aos familiares, amigos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: 7 Segundos

Deixe uma resposta