CSA vence e inverte posição com a Chapecoense

CSA x Chapecoense Brasileirão
CSA x Chapecoense Brasileirão (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

O CSA voltou a vencer após duas rodadas ao fazer 2 a 0 sobre a Chapecoense na noite deste domingo, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. No primeiro confronto entre os times na história, o alagoano levou a melhor, gols de Alecsandro e Jonatan Gómez, e respira um pouco mais aliviado na luta pela permanência na elite por mais uma temporada.

Com a vitória do CSA, os times trocam de posição na tabela de classificação, mas ainda permanecem na zona de rebaixamento. O time alagoano ultrapassa o Verdão e sobe para a 18ª colocação, com 15 pontos, mas a três de deixar o Z-4. A Chape permanece com 14 pontos e cai para a vice-lanterna. Apenas o último colocado Avaí tem menos pontos.

Pênaltis defendidos

Jordi e Tiepo protagonizaram defesas em penalidades. Cada um teve pela frente atacantes acostumados a colocar a bola na rede, mas não se intimidaram. No primeiro tempo, o jovem arqueiro da Chape pegou a cobrança do experiente Alecsandro, enquanto que no ínicio da etapa final o goleiro do CSA impediu o gol de empate na batida do artilheiro Everaldo. Assim, ambos chegaram a dois pênaltis defendidos no Brasileiro.

Os gols do jogo

Um gol em cada tempo. Aos 39 da etapa incial, Jonatan Gómez bateu escanteio no primeiro poste, e Alecsandro ganhou da defesa da Chape para marcar de cabeça. No finalzinho da partida, num contra-ataque, Ricardo Bueno tocou para trás, Safira participou da jogada e Jonatan Gómez fuzilou: 2 a 0 para o CSA.

Alecsandro comemora o primeiro gol pelo CSA (Foto: CARLOS EZEQUIEL VANNONI/AGÊNCIA PIXEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Fim do jejum

Apesar do pênalti desperdiçado, Alecsandro encerrou o jejum de gols que durava três meses. O último gol dele tinha sido em 31 de maio, pelo São Bento contra o CRB na Série B. O tento ainda foi o primeiro gol de atacante de referência do CSA no Brasileiro. Os outros cinco tinham sido anotados por Matheus Sávio, que já deixou o clube, Maranhão, Carlinhos, Apodi e Jonatan Gómez.

Expulsões

Na etapa final, quando buscava o gol de empate, a Chape viu o jogo ficar comprometido ao ter dois jogadores expulsos. Aos 24 minutos, Márcio Araújo parou contra-ataque puxado por Apodi e recebeu o segundo cartão amarelo. Oito minutos depois, Gum levantou demais o pé e acertou a cabeça do estreante Safira, recebendo cartão vermelho direto.

Luta por justiça

A Chapecoense entrou em campo com uma faixa com os dizeres: “Na luta por justiça, somos mais fortes! Familias e Chape juntos”. Além disso, o CSA também exibiu uma faixa em apoio à campanha, com a escrita “Na luta por justiça, estamos unidos. CSA, famílias e Chape juntos”. A iniciativa faz alusão às reivindicações das famílias das vítimas do acidente aéreo de novembro de 2016, que ainda não foram devidamente indenizadas pela corretora Britânica AON e resseguradoras Tokio Marine e Bisa.

Na agenda

Pela 19ª rodada, a última do turno, o CSA visita o São Paulo. A partida no Morumbi será no sábado, às 19h. Já a Chape entra em campo um dia antes. No sábado, também às 19h, o Verdão do Oeste recebe o Vasco, na Arena Condá, em Chapecó.

Público pagante: 6.768

Público não pagante: 1.878

Crianças: 665

Público total: 9.311

Renda: R$ 88.587,00


Deixe uma resposta