Complexo Multidisciplinar de Equoterapia, em Arapiraca, atende 2 mil famílias e emprega 100 profissionais de 18 especialidades.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireO Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire, que atende pessoas de toda região agreste com problemas de saúde retornou as suas atividades normais, no início desta semana, depois de 15 dias de recesso.

O complexo, o maior de Alagoas e um dos mais completos do Nordeste, atende duas mil famílias, através de cem funcionários distribuídos em 18 especialidades: Equoterapia, fisioterapia aquática, clinico geral, ortopedia, neurologista, neuropediatra, fisiatria, ginecologia, odontologia, oftalmologista, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, pedagogia, serviço social e enfermagem.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireO Centro é especializado em recuperação e tratamento permanente de pessoas portadoras de autismo, paralisia cerebral, AVC, síndromes e traumas, principalmente quem tem dificuldades para falar e andar.

O gerente administrativo do complexo multidisciplinar Tarcizo Freire, Michel Pereira, que também é psicólogo, recebeu nesta terça-feira (09) a reportagem da Rádio Sampaio 94,5 e também do site radiosampaio.com.br, para uma visita ao espaço onde funciona um ginásio de fisioterapia, um Estúdio de pilates, um campo society, um espaço para passeio em animais com equoterapia, uma escolinha esportiva, auditória, consultórios médicos e outras dependências voltadas para atendimento as pessoas que precisam desse tipo de tratamento.

Resultado de imagem para complexo multidisciplinar tarcizo freireEm vista da quantidade de pessoas que procuram o centro de recuperação, que fica na Rua José Augusto Vital, Nº 137, no bairro Nova Esperança, e seu espaço está pequeno, um anexo foi construído no bairro Brasília.

Michel Pereira informou também que uma parte dos recursos usados no complexo é do governo federal, mas o maior percentual é próprio conseguido através do deputado estadual Tarcizo Freire e com algumas parcerias locais. O tratamento é feito gratuitamente, mas existe uma agenda cheia e uma fila de espera.


Deixe uma resposta