Uma babá é alvo de uma acusação de homicídio em primeiro-grau depois de um bebê de dois meses de idade ter morrido vítima de uma pancada forte enquanto estava ao seu cuidado.

A acusação aponta que a mulher viu que a criança estava morta, mas fingiu não saber e entregou para a mãe como se estivesse dormindo.

De acordo com o ABC News, o incidente aconteceu em outubro do ano passado, em Wisconsin, nos Estados Unidos, mas só agora foram divulgados detalhes do caso.

A babá, Marissa Tietsort, vestiu a criança já morta e colocou uma touca sobre a cabeça, como se estivesse dormindo. Colocou a criança na cadeirinha no banco de trás do carro, e foi entregá-la para a progenitora.

 

Tietsort colocou a criança no carro da mãe, mas esta só reparou que o filho estava morto quando foi tirá-lo da cadeirinha. O bebê estava com as “pernas estavam rígidas e os joelhos permaneciam dobrados”.

As autoridades detiveram Tietsort durante a madrugada seguinte e ela confessou que a criança morreu ao seu cuidado e que “não verificou o pulso, não chamou ajuda e não fez nenhuma manobra de reanimação”. Antes de levar a criança à mãe, ainda foi fazer uma refeição em restaurante de fast-food.

A autópsia confirmou que o bebê  morreu devido a três pancadas na cabeça.

Na última sexta-feira (4), o juiz decidiu que a acusada vai continuar na prisão, onde está desde outubro, até ao julgamento. A sua fiança ficou estipulada em 500 mil dólares.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *