82 99641-3231

Denúncias de fraude em urnas serão registradas on-line

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta terça-feira, (16) que todas as denúncias feitas por cidadãos nas seções eleitorais sobre irregularidades no processo de votação serão registradas em tempo real e disponibilizadas on-line para acompanhamento da apuração do caso.

Jungmann e a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, assinaram nesta terça-feira (16) um termo de orientação conjunta com diretrizes a serem seguidas por mesários e presidentes das seções eleitorais diante de denúncias sobre fraude nas urnas.

Nesses casos, os mesários e presidentes de seção deverão fazer o registro das denúncias e enviá-las em tempo real ao sistema da Justiça Eleitoral, por meio de uma funcionalidade acrescentada ao aplicativo Pardal, que já se encontra disponível.

“A grande vantagem aqui é que toda e qualquer denúncia estará registrada e colocada em rede aberta, e vocês vão poder conferir o se, o quando e o como, e qual o resultado daquela apuração. Essa é amaneira mais transparente que você pode dar a qualquer tipo de problema que seja verificado por qualquer eleitor ou eleitora”, disse Jungmann após assinar o termo, no TSE.

Segundo o ministro, o objetivo é desencorajar que denúncias sejam feitas após o eleitor deixar a seção eleitoral. Desse modo, acredita o ministro, ficaria mais fácil separar situações verdadeiras de boatos que tenham como objetivo somente abalar a credibilidade da urna eletrônica. Ainda de acordo com Jungmann, reclamações posteriores necessitariam assim apresentar também uma justificativa para não terem sido feitas na hora da votação.

“Acredito que qualquer denúncia que venha a ser feita, deve ser devidamente investigada e apurada. Agora, não entendo por que se você tem a mesa ali, o mesário está ali, o presidente [da seção] está ali, ele tem um aplicativo, tem a determinação de fazê-lo [registrar a denúncia], por que fazer depois? No mínimo uma justificativa tem que ser dada a esse respeito”, defendeu o ministro.

Jungmann informou que espera receber até o fim de semana um relatório da Polícia Federal (PF) com o resultado das investigações sobre todas as irregularidades em urnas eletrônicas relatadas no primeiro turno das eleições. Ele disse que “quem usa fake news para tirar a credibilidade ou para deturpar ou causar comoção, aí de fato não tem jeito, tem que ser punido”.


Homem é encontrado morto com tiro na cabeça em Delmiro Gouveia

O corpo de um homem foi encontrado em uma estrada vicinal por populares na manhã desta terça-feira (16), próximo ao povoado Sinimbu, em Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas.

Segundo as informações, uma guarnição do Grupamento de Polícia Militar (GPM) foi até o local após denúncias de populares. A vítima, que não portava documento de identificação, foi encontrada sem vida e com marcas de disparos de arma de fogo na cabeça. O 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), responsável pela região, preferiu não passar maiores detalhes sobre o caso.

No local, o Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram acionados para realizar os procedimentos necessários. Ainda não há maiores informações sobre a possível autoria e a motivação do crime. O caso será investigado pela equipe coordenada pelo delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti.


MP publica quatro novas investigações contra São Sebastião

O Ministério Público de Alagoas está investigando, novamente, o município de São Sebastião. Quatro ações novas foram abertas pela Promotoria da cidade; maior parte está relacionada a irregularidades ambientais.

Uma das publicações, divulgadas no Diário Oficial do estado desta terça (16), diz respeito às escolas de tempo integral de São Sebastião. De acordo com a promotora Viviane Karla, o preparatório de inquérito civil trata de uma denúncia sobre instituições de ensino que deveriam funcionar nos dois turnos, e que isto, de fato, não estaria acontecendo.

Um ofício da Promotoria foi enviado à Prefeitura no início de 2018, e teve como resposta que o funcionamento em tempo integral seria retomado em maio. A nova investigação visa garantir que as recomendações foram acatadas.

Os outros três casos estão relacionados a irregularidades ambientais, como averiguações sobre os problemas apontados na FPI de 2017. Um dos casos diz respeito a uma avícola, já desativada, acusada de descarte irregular de dejetos sólidos. O Ministério Público investiga a parcela de responsabilidade do Município neste caso.


PRF prende homem por crime ambiental na BR-101

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam, na noite dessa segunda-feira (15), um motorista por crime ambiental. Ele foi abordado em frente a Unidade Operacional de Polícia (UOP) da PRF, em São Miguel dos Campos/AL, e transportava no veículo três pássaros silvestres.

Passava das 18 h, quando os agentes federais fiscalizavam a BR-101, em frente a UOP de São Miguel dos Campos, e abordaram um VW/Polo, de cor branca.  Eles perceberam que no banco de trás do veículo havia duas gaiolas com pássaros presos. Eram três pássaros da espécie Papa-capim, mantidos em cativeiro sem anilha ou qualquer tipo de autorização para o transporte.

Questionado pelos PRFs, o motorista de 35 anos afirmou que apanhou os animais na cidade de Conceição do Jacuípe/BA e os levaria para Cabo de Santo Agostinho/PE. Segundo ele, não havia interesse comercial na captura e os pássaros seriam criados por ele mesmo.

De acordo com a lei ambiental nº 9.605/29, é proibido matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização. Em decorrência, o motorista e as aves foram encaminhados para a Polícia Civil (PC) de São Miguel dos Campos onde medidas cabíveis foram tomadas.


Mulher é presa ao transportar maconha e cocaína em caixa de presente em Messias

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite dessa segunda-feira (15), durante fiscalizações de rotina em trecho da BR-101, em Messias, uma passageira de transporte por aplicativo que vinha do Recife (PE) com destino ao município do Pilar.

Ela carregava uma caixa de presentes consigo e demonstrou nervosismo com a abordagem policial. Dentro da caixa, em vez de um presente para a filha, como ela havia relatado, havia maconha e cocaína, que foram apreendidas.

Agentes da PRF faziam o policiamento ostensivo num trecho de Messias, na BR-101, quando abordaram um Fiat/Siena, de cor branca. O condutor apresentou aos policiais a documentação solicitada e se apresentou como motorista de aplicativo, dizendo que havia sido acionado pela passageira para pegá-la no Recife e trazê-la para Pilar.

A mulher demonstrou nervosismo com a abordagem policial. Ela carregava em seu colo uma caixa embalada com papel de presente e laços de fita. Ao ser questionada sobre o que tinha na caixa, ela disse que era um presente para a filha, mas não soube dizer o que era o conteúdo, entrando em contradições.

Desconfiados, os policiais decidiram abrir a caixa e se depararam com 2kg de maconha e 200g cocaína dentro dela. A mulher acabou confessando que estava recebendo R$ 250 para fazer o transporte da droga, que seria entregue no Pilar.

Ela afirmou ainda que tinha ido ao estado vizinho de van e havia contratado o motorista apenas para trazê-la de volta a Alagoas. Eles não se conheciam. A mulher foi presa em flagrante e encaminhada junto com a droga para a Central de Polícia, em Maceió.


Morre aos 78 anos o jornalista Gil Gomes

Gil Gomes morreu aos 78 anos, nesta terça-feira (16), em São Paulo. O ex-repórter policial passou mal na segunda-feira (15) e foi encaminhado desacordado ao Hospital São Paulo, na zona sul da capital paulista, mas não resistiu. A informação foi confirmada pela família do jornalista.

De acordo com a família, a morte de Gil foi comunicada pelos médicos no início da manhã. A causa não foi divulgada.

— Ele estava na casa da filha dele. Passou mal ontem e foi encaminhado ao Hospital São Paulo. Passou a noite no hospital. Hoje de manhã recebemos a notícia. Ele estava com um grau de Parkinson muito avançado. Não sabemos a causa da morte ainda.

Gil era portador de Parkinson e desde 2005 lutava para combater a doença degenerativa que o fez perder o equilíbrio, além de ter dificuldades de se mover e sofrer com tremores.

O jornalista era casado com Eliana Izzo, sua segunda mulher, com quem teve duas filhas — Flávia e Nathalie. Antes dela, Gil ficou por 14 anos com a escritora Ana Vitória Vieira Monteiro. Juntos, eles tiveram três filhos: Daniel, Vilma e Guilherme — que morreu ainda jovem vítima de uma hepatite C. O jornalista também deixou quatro netos.

Gil Gomes se tornou um dos grandes nomes do rádio e da televisão brasileira por seu trabalho no jornalismo investigativo. O ex-repórter iniciou sua carreira na extinta Rádio Marconi, na década de 1960. Entre os anos 1991 e 1997, Gil conquistou o grande público na televisão ao integrar o time de repórteres do extinto Aqui Agora, programa do SBT.

Na ocasião, ele chamou a atenção por conta da linguagem popular e da dramatização que fazia para narrar as reportagens sobre crimes. As aparições de Gil eram marcadas com um gesto característico que ele fazia com a mão.

Em 1999, o ex-repórter participou da Escolinha do Barulho, da RecordTV e também comandou um programa na Rádio Tupi.

O jornalista descobriu o Mal de Parkinson em 2005 e ficou afastado da televisão por 12 anos para tratar a doença. Em 2016, ele voltou ao trabalho quando recebeu o convite de um empresário, dono de uma farmácia, para comentar um programa patrocinado por uma rede de farmácias.

Na época, em entrevista ao R7, Gil comemorou o retorno. “Esse trabalho está me fazendo muito bem. Melhorou minha cabeça, meu entusiasmo, minha vontade de viver. Eu andava cabisbaixo, estive arrasado. Minhas pernas estão boas, mas não saia da poltrona.”

Na mesma reportagem, ele também declarou que tinha vontade de trabalhar até o último dia de vida. “Quero continuar trabalhando, honrar o nome que tive, o nome que tenho e o nome que terei. Eu sou forte.”


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey