Atirador abre fogo contra alunos de escola nos EUA

| Redação Rádio Sampaio


Tiros deixaram ao menos dois mortos e vários feridos em uma escola de ensino médio no sul da Flórida, na cidade de Parkland, de acordo com funcionários dos serviços de emergência. O número, no entanto, pode ser ainda maior. O gabinete do xerife disse que ao menos 14 pessoas foram hospitalizadas. A escola Marjory Stoneman Douglas, onde estudam cerca de 3 mil alunos, foi esvaziada, mas pais contavam que alguns alunos ainda estavam trancados nas salas de aula, enviando mensagens por celular. A polícia informou que o atirador foi detido.

Serviços de emergência foram enviados ao local, segundo o xerife do condado de Broward. Imagens aéreas de emissoras locais mostram vários estudantes correndo do local e outros sendo levados a ambulâncias ou deitados no chão. A escola Marjory Stoneman Douglas, a cerca de 70 quilômetros ao norte de Miami, está em “código vermelho”.

Fontes da emissora CNN disseram que há pelo menos dois mortos, mas a polícia, por enquanto, só informou sobre os 14 hospitalizados.

De acordo com algumas emissoras locais, como a “WSVN”, filial da Fox, o autor dos disparos se chama Nicholas Cruz, um ex-aluno, e foi preso. Ele usava máscaras de gás, um chapéu preto e calça e blusa marrons. A mídia ainda o descreveu como um “menino difícil”, um estudante “alternativo”. Ele também seria integrantes de grupos pró-armas nas redes sociais e teria participado de debates na internet sobre fabricação de bombas. Um apresentador da Fox News divulgou uma imagem do suposto atirador, mas ainda não há confirmação.

Veja a foto do possível suspeito:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: