Uma guerra foi declarada na cidade de Batalha, no Sertão de Alagoas, na tarde dessa quinta (9). Uma emboscada na porta da Câmara de Vereadores do Município, que levou à morte do vereador e presidente da Casa, Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro, provocou uma reação violenta da família da vítima.

O vereador foi morto dentro do carro, ao sair da sessão, e dois homens são apontados como suspeitos, de acordo com populares.  Em entrevista a Redação da Rádio Sampaio, o delegado Rômulo Monteiro disse que um policial civil identificado como Joaquim Pirauá estava dentro do carro com Neguinho e também foi baleado.

“Duas pessoas atiraram, mataram o Neguinho e atingiram o policial, os dois estavam dentro do carro. Algumas testemunhas já estão sendo ouvidas na delegacia. Estamos trabalhando e a situação já está sob controle”, completou o delegado.

Monteiro ainda disse que depois que o filho de Neguinho Boiadeiro soube da morte do pai, saiu às ruas em busca de um possível suspeito, ele tentou matar Zé Emílio, que é filho do ex-prefeito de Batalha José Miguel. Emílio foi atingido por um tiro e também foi encaminhado para o hospital de Arapiraca.

Em reação ao crime, o filho do vereador, identificado apenas como Pretinho, teria baleado José Emílio, filho do ex-prefeito de Batalha, o José Rodrigues Dantas, conhecido como Zé Miguel. Testemunhas afirmam que Pretinho teria invadido a casa de José Emílio e atirado nele.

Emílio foi socorrido pelo helicóptero do Samu e será levado ao HGE, em Maceió. A outra vítima foi levada para a Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca. O delegado geral Paulo Cerqueira e o Secretário interino da Segurança Pública Acácio Júnior foram acionados para o local do crime.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *