Após duas estudantes ficarem feridas durante um trote ocorrido na última sexta-feira (16), a direção do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) informou que vai apurar episódios violentos no campus Maceió. Os estudantes envolvidos podem ser punidos, inclusive, com expulsão, segundo a direção da unidade.

O Ifal confirmou que duas estudantes foram atingidas por uma substância dentro de uma sala de aula do bloco de Química. “A gestão atendeu e acompanhou prontamente as alunas no setor médico. Os pais foram comunicados. Uma das alunas atingidas foi levada à Unidade de Pronto Atendimento – UPA e outra aluna aguardou a mãe no setor médico para levá-la ao Hospital Unimed”, informou em nota.

Conforme a direção da unidade, os responsáveis pelos atos violentos foram identificados e vão responder de acordo com as normas internas do Ifal. “(…) trotes e calouradas são proibidos pela Portaria nº 24, da Direção Geral do Campus Maceió, de 12 de fevereiro de 2016, que prevê a penalidade de expulsão de transgressores”, ressalta a nota divulgada à imprensa.

“A gestão do campus reforça também que a prática de trote é forma de constrangimento tipificada como crime pelo artigo 186 do Código Penal, e que providências sobre o caso também serão solicitadas a autoridades competentes”, conclui o pronunciamento da direção da instituição.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *