Após 33 anos separados, irmãos se reencontram em hospital de Arapiraca, AL

Depois de reencontrar a irmã, ainda no leito do hospital em Arapiraca, Oliveira conheceu os sobrinhos — Foto: Divulgação/Hospital de Emergência do Agreste

Dois irmãos que estavam sem contato há 33 anos se reencontraram no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, Alagoas, depois que um deles sofreu um acidente de trânsito e precisou ser hospitalizado nesta semana.

O alagoano Anízio José de Oliveira, hoje com 71 anos, foi tentar a vida na Bahia quando ainda era um adolescente. Lá, ele trabalhou no corte de madeira, casou e teve dois filhos, mas depois de um tempo acabou perdendo o contato com a família.

“Trabalhei em muitas cidades na Bahia, cortando madeira e fazendo carvão, mas também fui peão em fazendas”, recordou Oliveira, que nasceu na comunidade quilombola de Carrasco.

Mas o aposentado resolveu voltar para a cidade onde nasceu. Já estava em Arapiraca há 3 meses, quando se acidentou de moto e fraturou um dos ossos da perna direita na última segunda-feira (12).

À Assistência Social do hospital, Oliveira disse que não procurou a família quando voltou. A assistência social do hospital solicitou então a ajuda da imprensa local para encontrar os parentes do idoso.

Uma irmã, Bernardina Maria da Conceição, de 76 anos, e dois sobrinhos, Marcelo e Lourdes, foram localizados e chamados para comparecer à unidade hospitalar.

Bernardina é a mais idosa dos oito irmãos ainda vivos. Um outro irmão de Oliveira, mais velho, faleceu há alguns anos.

O sobrinho Marcelo José diz que tinha oito anos de idade quando viu o tio pela última vez. “Não lembrava direito dele. Sabia que ele era um homem forte e trabalhador e, agora, com a ajuda do hospital, estamos mais uma vez juntos, depois de tantos anos”.

 

 

 

 

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta