Alunos do Curso de Formação de Praças podem perder chance de ingressar na PM

Os alunos do Curso de Formação de Praças da Polícia Militar de Alagoas foram pegos de surpresa nesta segunda-feira, 10, após serem informados que 78 alunos podem ser impedidos de participar da formatura e, consequentemente, de se tornarem soldados.

Isso porque a Polícia de Alagoas estabelece como limite máximo para ingresso na corporação, a idade de 30 anos, contada a partir da conclusão do curso. O agravante é que os mais de 70 alunos que podem ter a “incorporação anulada” participaram de todas as etapas do curso, durante oito meses e foram considerados aptos.

A decisão, anunciada hoje, deve ser publicada na edição desta terça-feira, 11, do Boletim Geral Ostensivo da PM. Mas a assessoria de comunicação informou, por meio de nota, que está solicitando nova análise do caso. Confira nota na íntegra:

“A Polícia Militar de Alagoas vem informar que, em virtude das notícias publicadas nos veículos de comunicação referentes à anulação da incorporação de servidores militares, está solicitando uma nova análise do caso para o Gabinete Civil do Estado.

Os policiais que excederam o limite máximo de idade para o ingresso na corporação, seguirão matriculados nos Cursos de Formação de Oficiais e no Curso de Formação de Praças até que uma decisão seja oficializada.”

O grupo prejudicado no processo seletivo está buscando esclarecer o caso junto ao Governo do Estado. Eles fazem parte dos 200 integrantes da reserva técnica da PM, referente ao concurso realizado em 2012.


Deixe uma resposta