O procurador-geral de Justiça de Alagoas Alfredo Gaspar de Mendonça Neto toma posse na manhã desta quinta (30) como presidente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC).

O colegiado integra o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG), composto por membros dos Ministérios Públicos Estaduais e da União. E terá como vice-presidente o chefe do MP do Ceará, Plácido Rios.

Até o primeiro semestre, Alfredo Gaspar cogitou abandonar a carreira no Ministério Público de Alagoas, após convites para ser candidato a senador, como uma das maiores ameaças ao projeto de reeleição de Renan Calheiros (MDB-AL). Mas se manteve na instituição, onde tem mais dez anos até sua aposentadoria.

Sob a gestão de Alfredo Gaspar desde 2017, o MP de Alagoas intensificou operações contra gestores públicos, processando e condenando e até prendendo prefeitos em flagrante, em operações que contaram com a presença do procurador-geral de Justiça em Alagoas.

O último grande feito do MP de Alagoas foi convencer o Judiciário a destinar a hospitais públicos cerca de 5 mil tipos de medicamentos apreendidos na deflagração da Operação Placebo, contra a sonegação de R$ 197 milhões em impostos na comercialização de remédios e insumos hospitalares para Alagoas. O volume de 24 carretas de medicamentos já começou a ser distribuído sob fiscalização do chefe do MP.

Fortalecendo o combate ao crime

O GNCOC atua em investigações relevantes, como combate aos crimes de corrupção e tributários, lavagem de dinheiro, tráfico e crimes cibernéticos. E também articula ações em âmbito nacional ou regional para uniformizar e fortalecer ações de combate ao crime no Brasil.

O colegiado ainda capacita membros e servidores do MP brasileiro, disseminando novas metodologias, práticas, técnicas operacionais e troca de informações e experiências nas ações de investigação.

Antes de assumir a chefia do Ministério Público de Alagoas, Alfredo Gaspar foi secretário de segurança pública de Alagoas, no primeiro ano e três meses do governo de Renan Filho (MDB), quando conseguiu uma redução histórica da violência em Alagoas. Mas disse publicamente não aceitar ser adjetivado como ‘cria’ e ‘traidor’ do clã Calheiros, já que afirma ter trabalhado com lealdade àquela gestão e ao povo alagoano.

A solenidade de posse acontecerá às 8h30 da manhã desta quinta, no Hotel Premier Best Western, na orla da praia da Pajuçara, em Maceió (AL).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *