AL foi estado com maior nº de títulos de eleitor duplicados entre 2014 e 2016

| Redação Rádio Sampaio


Mais de dois mil documentos foram descobertos em levantamento do Tribunal Superior Eleitoral

Alagoas foi a unidade da Federação com maior número de título de eleitores duplicados no Brasil. Segundo levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), divulgado pela rádio CBN, mais de dois mil documentos foram descobertos no Estado. São Paulo e Goiás vêm logo em seguida na quantidade de fraudes.

Entre as eleições de 2014 e 2016, foram descobertos 15.600 casos de pessoas com mais de um título. Todos eles foram cancelados e os dados enviados ao Ministério Público para uma investigação. Segundo o presidente do tribunal, Gilmar Mendes, o objetivo é expandir o uso da biometria.

“A gente tem muita confiança de que essa base de dados do TSE poderá ser compartilhada para criar um sistema de um governo eletrônico, um e-government. Não se trata de um sistema apenas para a Justiça Eleitoral, mas para o governo como um todo”, disse.

Alagoas também é um dos estados que já cadastraram a digital de todos os eleitores, aparecendo nessa lista junto com Amapá, Brasília e Sergipe. A meta é chegar aos 100% em todo o país até o ano de 2022. O custo dessa tecnologia é de R$ 2 por pessoa.

A duplicação dos títulos foi descoberta após um caso em Goiás, quando funcionários de um banco suspeitaram do documento apresentado por um homem. Na Justiça Eleitoral, foi verificado que ele tinha ido a 51 cartórios eleitorais e em cada um apresentou nome e data de nascimento e conseguiu diferentes títulos.

A situação foi a que mais chamou a atenção no balanço feito pelo TSE. A biometria começou a ser implantada em 2008 e hoje, um terço dos eleitores do país tem a digital cadastrada.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: